quarta-feira, 30 de março de 2011

IMPRENSA É IMPEDIDA DE ACOMPANHAR DESPEJO



O governador Tião Viana (PT) determinou que a Polícia Militar (PM) do Acre impedisse a imprensa de acompanhar na manhã desta quarta-feira (30) o despejo das famílias que ocuparam 295 casas do conjunto habitacional Ilson Ribeiro, em Rio Branco.

Retornei após mais de uma hora na entrada do conjunto habitacional, onde a PM montou barreira para impedir o acesso de quem não fizesse parte do governo estadual.

- A ordem para impedir a entrada da imprensa é do nosso comando, mas quem manda no Acre é o governador - disse um policial.

A secretária de Comunicação, Mariama Morena, alegou no Twitter que impedir o acesso da imprensa é "uma questão de segurança aos jornalistas e aos moradores".

Para desviar do cerco policial, outros repórteres optaram por enfrentar a lama de uma área particular de floresta.

Os que conseguiram ter acesso ao conjunto habitacional foram isolados do local onde os policiais usavam cassetetes e balas de borracha contra os invasores.

- Tenho informação de que os moradores tocaram fogo numa das casas - disse o deputado estadual Moisés Diniz (PCdoB), líder do governo na Assembléia.

No Acre, o partido do governador costumava convidar a imprensa para acompanhar as invasões de áreas rurais e urbanas que suas lideranças promoviam no Estado. Tenta esconder agora a crise que vivemos.

Reportagem da Gazeta.Net informa que há moradores feridos em decorrência da ação policial. Clique aqui.

Foto: Gleyciano Rodrigues

14 comentários:

Rodrigo disse...

Na minha opinião as coisas não funcionam assim...na base da invasão, tendo em vista que essas casajá tem pessoas inscritas para recebê-las e essas pessoas que estão sem moradia deveriam procurar a SEHAB para um diálogo de maneira amigável e organizada...e quanto a presença da imprensa..sou contra porque as fotos ou filmagem do despejo iriam servir somente para fazer politicagem e não ia ajudar as pessoas necessitadas em nada.

BárbaraCameli disse...

Rodrigo, pode até ser, se esse fosse um fato isolado, mas desde que o vianismo começou que essa situação se tornou rotineira, tudo pode debaixo dos panos. Houve a invasão pq o grupo responsável por isso não teve competência de cadastrar as famílias corretas, o que me leva a suspeitar de que seja alguém da familia deles ou mui amigo, observe a teia de fatos que envolve esse fato e mtos outros. TRÁGICO EIN SEU TIÃO, o EUA é apelidado de tio SAM, aqui já podemos chamar de TIO VIANA :)

Vingador disse...

Bem,
Parece que a FPA perdeu o gosto pela política e pelo poder, continuando assim vai acontecer o que estou sempre falando em meus comentários, a FPA se autodestruirá.
Governador, acredito que está na hora de trocar seus assessores “técnicos” por alguns do povo, não se faz política somente com pessoas de gabinetes e sim com o povo, como o povo não está sendo ouvido ele começa a ir pra rua e quando isso acontece não adianta reprimir, pois, significa o começo do fim de uma era.
Uma pena que comece a acabar assim, uma vez que eu acredito que de 1999 até aqui o nosso Estado melhorou muito, só que como disse o Lula tem alguma coisa errada na forma de fazer política no Acre, espero que o senhor consiga descobrir a tempo o que é essa coisa errada, porque queremos o Acre caminhando nessa frente, só que assim não será mais possível.

João disse...

Tô contigo Vingador... até porque, podemos ter o retorno da hera Cameli, Magalães, Machado. Ja pensou?

renaldo.chagas disse...

Que retorno, se os Camelli já estão na estrutura e no DNA desta chamada FRENTE POPULAR.O Romildo Magalhães nunca saiu das tetas do poder neste Estado, quem é Suely Melo? O velho PDS, de guerra está ai, vejam e leiam o nosso diário oficial. Como diz nosso velho Karl Marx, a história se repete, como farsa ou tragédia. A tragédia começou a ocorrer, pois a farsa já existe desde 1999.

eliomar m. disse...

Altino, tive uma coversa com um policial civil muito cohecido dos cidadões de rio branco. E esse me disse que o pau quebrou mesmo e o que saiu na imprensa e vai sai ainda e só o que se deu para colher, pois a coisa foi feia e de muita porrada.

Je vois tout disse...

Vocês que fazem parte dessa massa,
Que passa nos projetos, do futuro
É duro tanto ter que caminhar
E dar muito mais, do que receber.
E ter que demonstrar, sua coragem
A margem do que possa aparecer.
E ver que toda essa, engrenagem
Já sente a ferrugem, lhe comer.
Eh, ôô, vida de gado

Povo otário, ê
Povo feliz
Eh, ôô, vida de gado
Povo otário, ê
Povo feliz

Marcel Marques disse...

Alguém já viu em qualquer lugar, uma reintegração de posse, que tenha sido "tranquila"? Vão fazer disto algo politiqueiro igual o horário??? É muito pobre mesmo a oposição do Acre...

Paulinha disse...

Triste uma coisa dessas... ninguém do governo se coloca no lugar dessas familias...Se houvesse organização claro que isso poderia ter sido evitado. Dinheiro eu sei que tem... competência que é difícil...

Acy disse...

O Povo tém o governo que merece! se o povo não quer, não tém! Quem decide é a Massa! Tá faltando aos administradores atitude, reuniões não resolve quase nada! passam a maior parte do tempo se reunindo pra quê? pra se conhecerem melhor? vivem reunidos para lavarem roupas sujas? com picuinhas nada se constrói. Secretários arregassem as mangas e não esperem que outros façam... Governador Tião Viana se não existem médicos, tire um tempinho e vá participar dos mutirões de saúde, (una-se com sua classe), participe com eles dos seus sonhos, gratifiquem-os bem, ninguém trabalha sob opressão. Seja verdadeiro, sejam líderes! Cumpra o que prometeu na sua campanha que tudo darar certo.sejam determinados, trabalhem sem medo de ser felizes! Secretários de Estados usem a pasta com afinco e mostrem porquê estão lá! Acreditar é preciso!!!

Frank disse...

Depois que a gente vira pai, fica difícil ver fotos como a dessa menina sendo despejada. Deve ter perguntado: "Mãe, porque vamos embora de casa?"

É difícil...

Marcel, a questão não é de oposição ou situação. Esse discurso já venceu faz tempo. Não aguento mais esse papo. O pessoal fica nesse discurso enquanto os mouros tomam conta de Constantinopla.

A questão é competência para não deixar esse tipo de coisa acontecer.

É como disse o mestre Millor: "Conheço uma porção de gente que pensa ter o ativismo de Che Guevara e a filosofia de Marx, mas tem apenas a asma de Chê e os furúnculos de Marx."

Marcel Marques disse...

Frank, sejamos realistas, a polícia militar é uma entidade instituída por lei para usar da força, de maneira que preserve a ordem e a lei. Se ela for solicitada para realizar uma reintegração de posse, e lá as pessoas reagirem, ou se negarem a sair, é ÓBVIO que vai haver o uso necessário da força. E na minha opinião, não enxergo truculência nessa operação, uma coisa é a violência/truculência policial e outra é o uso necessário da força.

Agora o único vacilo foi ter impedido a imprensa, só, como a nossa é pobre de conteúdo, seria uma boa matéria para vender jornais.

Janu Schwab disse...

Sem a imprensa in loco, como saber se houve abuso policial ou não? Sem a imprensa in loco, como dizer que essas acusações são "exagero oposicionista" ou não?

A estratégia tá errada. O segredo é: fino trato com as coisas (e aí conta o uso equilibrado da força quando for necessário, mas sem spray de pimenta no olho de criancinha, como vez um sacripanta capitão da PM do RJ) e imprensa livre para evitar especulações "oportunistas e golpistas".

wilsonsedam disse...

Ver essa criança na foto é triste demais.