quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

CARTAS AO BLOG

Alertas de médico e magistrado

Mensagens de médico e magistrado do Acre, que reproduzo abaixo, omitindo os nomes de ambos: 

Médico: 

"Caro Altino,

como não havia apresentado-me, o faço agora: sou acreano, médico, CRM XXX-AC. Volto a escrever para pedir que levante a questão dos haitianos que aqui aportaram.

É sabido que o Haiti passa por uma epidemia de cólera e já  temos casos suspeitos de cólera em Brasiléia e Assis Brasil.

Existem 210 haitianos e dos 90 que foram submetidos ao teste anti-HIV, seis estão com resultado positivo.

Não se sabe os demais, pois tais informações são até agora muito sigilosas, porém podem ser confirmadas pela Secretaria de Saúde e responsáveis pelo Laboratório Central.

Volto a lhe indagar: estamos tomando todas as providências sanitárias cabiveis a uma situação como esta?

Estamos diante de duas patologia mortais. Caso haja haitianos apenas portadores do vibrião da cólera e o mesmo estando assintomático, vai disseminar a doença para muitos acreanos, até que nossas autoridades tomem providências.

Já não basta a dengue? Depois diremos que não fomos avisados?

Nossos governantes estão preocupados com a mídia nacional, já que entendem que têm que aparecer bem, pois consideram o Acre o melhor ou maior de tudo na Amazônia, quem sabe até mesmo no Brasil. Foi o que ouvi nos últimos 12 anos dos governos no Acre.

Leio todos os dias seu blog e desculpe-me por incomodá-lo mais uma vez. 

Magistrado:

"Prezado Altino,

Veja se este assunto lhe interessa.

O Termo de Cooperação anexo, publicado no Diário Oficial do Acre desta quinta-feira (3), significa, na prática, que o Governo do Estado e a Defensoria Pública contratarão advogado particular para suprir as notórias deficiências desta última.

Contudo, o caminho correto não seria o do concurso público?

Eu soube que há defensores querendo comer um picadinho do fígado do defensor Dion [Nóbrega Leal, Defensor Público-Geral].

Até mais."

22 comentários:

Janu Schwab disse...

Vixe, agora que vão escorraçar os haitianos mesmo.

Terra disse...

Até o médico e o magistrado pedem socorro ao Blog.
Desculpe-me o Obama mas o Altino é o cara!

Joema disse...

Altino,

Esse medico envergonha a classe. Que preconceito e esse com pessoas infectadas pelo HIV? E e logico que o acompanhamento da saude das pessoas se faz necessario pela possibilidade de colera. Mas francamente, esse relato pra mim incita um certo preconceito. Porque sao negros e pobres? Olha Altino, e muito facil ajudar alguem do seu proprio pais, mas heroismo esta em ajudar alguem de outro pais, pessoas aniquiladas em desgracas e guerras. Eu concordo em ajudar os haitianos, pois sao pessoas. Seres humanos. Esse medico ta parecendo mais esses americanos preocupados ate com a farinha de Cruzeiro do Sul que trago, por medo de "bioterrorismo"... Francamente!!!

Abracao,

Joema.

Estou Sabendo disse...

Se confirmar os casos de cólera e aids, não tem outro jeito a não ser mandar os haitianos de volta, nós já temos problemas demais aqui que nossos governantes não estão dando conta, eu que escrvo no momento, estou convalescendo de dengue a mais de uma semana, e é uma dificuldade vc enfrentar fila de atendimento médico, pois tem muita gente na mesma situação.

Estou Sabendo disse...

Quanto aos advogados, o correto, o que manda a lei, CONCURSO!!!

Débora disse...

"Tais informações são até agora muito sigilosas, porém podem ser confirmadas pela Secretaria de Saúde e responsáveis pelo Laboratório Central"
Quão sigilosas são se podem obtê-las na SESACRE e no LACEN?
Me poupem!!! Sigo e sempre recomendo seu blog, mas isso já é apelação.
Agora temos que discriminar os haitianos por causa da cólera, HIV e seja lá o q for?
Recomendo uma entrevista com a secretária pra esclarecer as dúvidas do senhor doutor, que por sinal por ser médico deveria ter uma conduta mais ética em não discriminar os seus possíveis pacientes.
Ah! Fala pra ele que o período de manifestação da doença já passou!!!

Acreucho disse...

Quando outro dia alertei sobre o problema dos haitianos, fui chamado de xenófobo, vejo agora que há outras pessoas preocupadas com o problema.

Michele disse...

eita! conheço tres gays q estao transando direto c os haitianos q ficam hospedados ali proximo da rodoviária...VAmos nos prevenir!

BárbaraCameli disse...

eu concordo com todos os argumentos dispostos nesta carta, até onde vai viver de apareência? não podemos negar ajuda, porém vale a pena colocar em risco o que o brasil tentou se livrar por décadas? xenofobia? o governo está fzendo com que eu tenho tal sentimento, pq enquanto els estão sustentando fugitivos, mtos brasileiros estão decadentes na miséria a míngua, preconceito? pode até ser pelo fato de não conhecer a situação de perto... mas repito, até que ponto vale viver de aparência?

ArisonJardim disse...

Eita galera estressada e que não sabe interpretar uma informação! Antes de reclamar, também, é bom aprender um português ali ou acolá. Custa nada, imagino!!!!

Fátima Almeida disse...

vixe

Marcel Marques disse...

Xenófobo, bem, é que seja por eufemismo ou por puro respeito às normas sociais, não foi possível taxá-lo de maneira mais precisa e próxima, do que representaram seus comentários em relação ao “problema dos haitianos” Acreúcho.

Quanto à carta do magistrado, bem, há décadas a defensoria pública é um caos, faltam advogados, os salários dos mesmos é uma afronta, existem intermináveis filas, tudo que se possa imaginar, sem contar os mandos e desmandos realizados ali. Por isso não me causa nenhum espanto agora esta nova notícia, o barco já está quase todo no fundo...

Agora Bárbara você deveria conhecer a situação de perto, seus discursos são tão inflamados quanto à juventude que ostenta, quando fala do que o Brasil lutou tanto para se livrar imagino que seja da cólera, bem, a cólera é um indicador de como está o saneamento básico da uma população, virou uma epidemia no Haiti justamente pela falta total deste, claro que deve ser identificada e controlada, mas, como careço de mais dados sobre o “problema” aqui, não vejo motivo algum para alarde.

E depois não precisa acreditar em tudo que ler, essa cartinha tem uma cara de políticazinha (sic), do tipo que quer desestabilizar, caluniar e causar pânico em alguns. Mas, como não sou dono da verdade e adoro utilizar o “ou não..”, caso esteja errado garanto aqui uma retração, até lá...

ISAAC RONALTTI disse...

É por essas e por outras é que odeio o anonimato. Quer falar? Mostra a cara...o nome...isso é um comportamento leal. Afinal a constituição mesmo veda o anonimato em nossa Carta Magna. Chegamos ao ponto de um juiz, um orgão da justiça, ter que se esconder atrás de pedidos de anonimato. É muito interessante denunciar, reclamar, mas será que uma autoridade precisa se reportar a um blog, com todo respeito ao mesmo, pois o blog é muito bom, mas porque não protocolou denúncias perante os orgãs competentes. Isso expõe a magistratura...passa em alguns momentos impotência de uma autoridade em ter que apelar a mandar e-mails e se valer do anonimato. Alerte a imprensa, mas tanto o médico quanto o juiz podem protocolar denúncias aos devidos orgãos competentes. E infelizmente, apesar de sua qualidade, este blog não é ferramenta para tal.

BárbaraCameli disse...

olha só, voltamos aos problemas primários, meus argumentos são inflamados pelo fato de observar a falta de organização que os responsáveis tiveram ao recebê-los, se é para receber cadê a infra estrutura? é engraçado que qndo há informações um tanto quanto esdruxulas do que os marketeiros fazem se torna uma inverdade, mas apenas um caso de cólera é motivo de muuita preocupação SIM!

Maxsuel Xapuri disse...

Quantos hipócritas!! O governo acolhe os haitianos, recolhe donativos para os desabrigados do Rio de Janeiro, mas e os miseráveis daqui???

Cínthia disse...

É muito triste a situação dos haitianos e pior a dos acrianos. O Brasil já é cheio de miseráveis. Já temos muitas doenças, muitos desempregados, muitas enchentes e deslizamentos, etc.É muito fácil para o governo liberar a entrada dos haitianos, estão entrando pelo Acre, que não existe para o restante do país. Vamos ver se a situação vai continuar assim quando chegarem "ao Brasil''...
Estão em busca de emprego e de uma vida melhor? Milhares de brasileiros também estão. Temos que nos ajudar primeiro para depois ajudarmos o próximo. Já temos um monte de desempregados em Rio Branco, a violência só aumenta. A assistência que está sendo dada aos haitianos em Brasiléia era para ser de nós brasileiros. Tanta gente sem um teto para morar...mas para os haitianos arrumam lugar até em igreja. O Brasil dá mais valor a estranhos do que ao seu próprio povo. Sinto pena de todo o sofrimenro por qual tem passado esse povo, mas sofro mesmo ao ver as difuculdades que o meu enfrenta. Desculpe o desabafo, mas a verdade deve ser dita. É preferível a verdade do que a hipocrisia.

Marcel Marques disse...

A Bíblia diz em Gálatas 6:2 “Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo.”

E em Lucas 10:27-28 “Respondeu-lhe ele: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento, E AO TEU PRÓXIMO COMO A TI MESMO. Tornou-lhe Jesus: Respondeste bem; faze isso, e viverás.”

Quem se declarar cristão e agir contrário a isso está pecando.

Acreúcho bacana o livro que você cita no seu perfil do Orkut, A Bíblia Sagrada, de lá que tirei esses trechos.

Marcel Marques disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Cínthia disse...

Ahhhh...para quem achou absurdo o que escrevi..deixa o endereço aqui para a gente poder mandar uns haitianos para casa de vocês...

Marcel Marques disse...

Queima a Cínthia senhor! QUEIMA!!

Acy disse...

Como nós seres humanos usamos a hipocrisia... Concordo em receber esses haitianos desde que sejam acompanhados pelo Governo com seriedade e não como politicagem. Este Médico tá de parabens em levantar esta questão. Aquí não temos segurança, educação e nem tão pouco saúde de primeiro mundo. Chega de sofrimento, queremos realmente viver bem!!!

Andarilho disse...

Olha não vejo problema nenhum acolher os haitianos em nosso país. Acolher. Agora, permanecer nele é outra história.
Não vamos se hipocritas ao ponto de sermos taxados como xenofobicos e dizer que estamos no melhor lugar para se viver. Se assim o fosse não estariamos sofrendo epidemias e epidemias, parece até passagem biblica.
Se o governo do Estado 'não abrir os olhos', o Acre, espero que não aconteça, se transformará e uma verdadeira 'porteira' para a entrada de refugiados, trazidos por coiotes, e isso pode trazer, consequentemente, outros problemas sociais.
Não vejo problema nenhum e ajudarmos o Haiti, mas ajudar o povo e seu território, no desenvolvimento e estruturação.
Alguns, informação in loco, vieram fugidos de outros países da america do sul. Chegando lá, saíram de 'baixo de péia', pulando de país em país e, furtivamente, encontraram uma 'porteira' aberta, que é o nosso Estado para o Brasil.
Alguns estão trabalhando como ajudante de pedreiro, ganhando R$ 1,00 por dia trabalhado. Espero que tenha mudado a situação.
Alguns integrantes de igreja da cidade, estiveram lá sabendo da reais necessidades e origem destes. São números expressivos de refugiados e, alerto, o Acre que se prepare, pois teremos mais refugiados, trazidos por coiotes, atravessando nossas fronteiras.
E para receber esse povo tem-se que ter um trabalho mais que meramente de realização de exames médicos.