sexta-feira, 29 de outubro de 2010

MARINA DECLARA VOTO NO 77


Entrevistei a senadora Marina Silva (PV-AC) sobre política para o portal Terra nesta sexta-feira. Como está de volta ao Acre para votar no segundo turno, no final da entrevista indaguei sobre o voto dela no referendo que definirá no domingo (31) a hora legal do Estado. Eis a resposta:

"Compreendo os que querem a mudança do fuso horário por uma série de razões práticas. Não faço demonização disso, pois existem argumentos sérios. Mas sou pela volta do nosso horário antigo, de duas horas de diferença em relação ao horário de Brasília, por uma série de razões.

Na realidade do Acre, tem um momento em que a comunidade é afetada pela mudança da hora. Imaginem as crianças que moram longe, na zona rural ou nos seringais, que necessitam acordar no escuro, se deslocar em canoas para chegar nas escolas. Existem muitas situações em que de fato a vida das pessoas é prejudicada.

Mas existem aspectos de ordem cultural que considero simbolicamente muito importantes para o nosso Estado. A diferença de duas horas em relação ao horário oficial brasileiro tem realmente a ver com a posição que o Acre historicamente ocupa. Essa diferença é constitutiva do nosso diferencial cultural.

Existem razões práticas de ambos os lados, isto é, daqueles que querem manter a mudança e daqueles que querem desfazer a mudança. Mas estou me referindo às razões culturais, históricas e simbólicas. Isso para mim é muito forte. Vou votar no 77.".

Clique aqui para ler a entrevista completa no portal Terra.

11 comentários:

Marcel disse...

Sabia que Marina era sensata, e não compactuava com a mudança. O que ela disse faz todo o sentido.

Aliás Altino, você já leu a defesa do Presidente e da Vice-Presidente da Academia Acreana de Letras para que permaneça com o horário atual?
O Presidente Clodomir Monteiro ainda defende que tenhamos o mesmo horário de Brasília!
Fiquei imaginando como eles conseguiram chegar a esses cargos, pois os argumentos de ambos são simplórios demais para os cargos e os diplomas (será?) que possuem, ainda mais se tratando da educação do estado. Não pensaram em nenhum momento que o horário atual prejudica as crianças do interior, como as que a Marina citou.
De quem se espera o bom senso, vem isso...

Daniel disse...

Quase me convenceu.

Lindomar disse...

Caro Altino,

Votar no 77 é o mais sensato. Tem pessoas que falam tanta abobrinha que dá vergonha. Lamento muito quando vejo situações como a utilização do programa "jornalístico" local do SBT fazendo verdadeiras chantagens com o telespectador, para obrigar a votar contra o 77. Hoje até o dono da emissora compareceu para "explicar" porque a mudança imposta anós é necessária. O argumento é o de sempre:

"Precisamos ficar mais próximo de São Paulo e do Brasil", disse, como se o Acre não fosse brasil. É por essas e outras que digo que se continuar como está daremos mais um exemplo de como sermos ainda mais subalternos ao Centro-Sul.

Parabens a Marina que está de volta de onde nunca saiu.

Lindomar Padilha

Buerão disse...

Alguém sabe me explicar o por que dos números 77 e 55? Desculpa minha ignorância.

Evandro Ferreira disse...

Bueirão, essas combinações de números entre as poucas que ainda não são usadas por partidos ou coligações políticas no Brasil (PSDB=45, PCdoB=65, etc). Isso tem a ver com o programa da urna eletrônica.
Evandro

Fátima Almeida disse...

Quando Rio Branco teve onze grupos de teatro amador havia um que se chamava Cia.de Teatro 4ºfuso. A diferença de duas horas em relação aos grandes centros sempre fez parte da nossa vida, do conhecimento do nosso lugar no planeta, e faz parte portanto da constituição da nossa identidade. A globalização está deformando, em todos os cantos do mundo, as diversas formações culturais em razão dos interesses de mercado. Sociólogos sinalizam para esse fato que é o desaparecimento da diversidade cultural porque o mercado e sua parceira, a mídia, impõem hábitos, costumes,usos, de forma massificante, conduzindo o mundo a uma fatal uniformidade.A produção de culturas em cada lugar e tempo é o que dá sabor e colorido ás existencias, permitindo aquela sensação de pertencimento a um lugar, além do prazer do encontro e da descoberta de outros modos de produção cultural. Nós somos seres humanos e não um programa da mídia, nem produtos em série.Temos que oferecer resistência à Matrix.Votemos no 77!

silene.farias disse...

Cia de Teatro 4º Fuso, apresenta: "Aquele que diz sim, aquele diz não".aquele que diz não,vota 77.

cruijff disse...

Tenho, como a maioria dos Acreanos, enorme respeito e consideracao pela Senadora Marina. Mas, suas razoes nao convencem suficientemente. Grande parte da populacao reclamava que o nosso horario era atrasado demais em relacao ao resto do País! Agora, quando conseguimos mudar essa situacao, uma questao meramente politica, vem e resolve desfazer aquilo que era como um sonho para a maioria! Uma hora mais proxima do restante do País, tras uma maior qualidade de vida para a populacao, que pode desfrutar mais tranquilamente do entardecer!! Realmente, voltar para o horario antigo nao representara tao somente atrasar nosso relogios nao. Significara atrasar as nossas vidas. Com o devido respeito, a senadora Marina ha mais de um decada nao mora no Acre! Ela nao precisara se preocupar com "esses detalhes socio-culturais". Votem no 55! O Acre nao merece viver no atraso!!!

Ativistadacre disse...

Fátima Almeida,Voçê Me Convenceu 77
e,CONTINUO CONCLAMANDO PUBLICAMENTE
VOÇÊ,ALTINO,EU JOANA D'ARC,E Outros
Que Queremos e Podemos Usar Nossos
Conhecimentos Como Ferramentas Para
GOVERNANÇA PARALELA VIA WEB...
Contribuiremos Assim Por Nosso Acre
Melhor,Voçê Convenceu-Me Com Seus
Riquíssimos Argumentos Culturais e
CIDADÃOS...Precisamos Muito Mais de CONTRIBUIÇÕES SUAS !!!

Sucesso Sempre Mais,Grande Abraço!

Joana D'Arc Valente Santana,Eu Sou!

Evandro Ferreira disse...

Fátima, você realmente inspira.
Todos contra a Matrix (que por hora se disfarça de vênus platinada...)
Evandro

Cruzeirense disse...

Esse blog deveria se chamar BLOG da MARINA.

Vai ser puxa-saco assim lá no Acre!