quinta-feira, 21 de outubro de 2010

MAGO BINHO



Do governador do Acre, Binho Marques (PT), ao instalar a Secretária de Saúde no prédio onde funcionava a sede do falido Banacre:

- Vamos chegar ao final do ano com o melhor sistema de saúde da Amazônia. A saúde vai ser um grande sucesso - disse.

Quando assumiu o governo, prometeu transformar o Acre, até o final de 2010, no melhor lugar para se viver na Amazônia.

Após o mandato, vai morar em Brasília, onde tentará doutorado na UnB e poderá até montar empresa de consultoria.

Do signo de escorpião, aos 48 anos de idade (aniversaria dia 29 de outubro), Binho Marques descansará com uma pensão vitalícia de R$ 22 mil custeada pelo contribuinte acreano.

Como os deputados da atual legislatura definem o salário do próximo governador, vem aumento do valor da pensão por aí.
 
Viver longe do Acre é maravilhoso.

6 comentários:

Fátima Almeida disse...

o mais impressionante de tudo é que entre os populares o nome Binho nunca é pronunciado, como se ele não existisse para essas camadas que associam o Governo do PT somente ao nome do senador Jorge Vianna.

Cidadão disse...

FÁTIMA, SÃO TODOS SAFADOS. FARINHA DO MESMO SACO. NÃO FAZEM FALTA AO ACRE. O RESULTADO DA ELEIÇÃO JÁ ESTÁ MOSTRANDO O DESGOSTO DOS ACREANOS COM ESSA CORJA.

Gabi Ramos disse...

Gabi Ramos.
Isso é que eu chamo de "assalto a mão armada". Esse assalto é em todo Brasil? Eu pergunto, se todos os governos estaduais tem direito a esse assalto? Ou é somente lei Estadual?

Gabi Ramos disse...

Gabi Ramos.
Isso é que eu chamo de "assalto a mão armada". Esse assalto é em todo Brasil? Eu pergunto, se todos os governos estaduais tem direito a esse assalto? Ou é somente lei Estadual?

Cau Bartholo disse...

Viver longe do Acre é opção de muitos acreanos em busca de qualidade de vida.
Pois falta terreno pros mais sonhadores!

Andarilho disse...

Gostaria que me explicassem pq nesse 'melhor sistema de saúde', um raio-x demora mais de um mês para ser entregue. Dentre outras mais que acontece nesse 'sistema de saúde perfeito'.