sábado, 17 de outubro de 2009

GOVERNO DO PT SUFOCA A MÍDIA

Participei nesta sexta-feira, 16, de um debate sobre comunicação, na Bilbioteca Pública, transmitido ao vivo pela estatal TV Aldeia para todo o Acre.

O tema era "Meios para a Construção dos Direitos e Cidadania na Era Digital", tendo como horizonte as conferências Estadual e Nacional de Comunicação. Como o tempo era curto, aproveitei a oportunidade para quebrar o decoro:

- Estou feliz de estar aqui porque um debate sobre comunicação era tudo o que o governo do Acre menos queria. Está sendo forçado a fazê-lo visto que sofreu pressão do governo federal e da sociedade. A realização da Conferência Nacional de Comunicação fez parte dos programas de governo do presidente Lula, mas só está sendo realizada agora ao término de seu segundo mandato. O governo do Acre era um dos poucos que tentava evitar este debate.

- A sociedade acreana é testemunha de que o PT sempre se beneficiou politicamente de minha atividade profissional. Fui ingênuo demais ao acreditar que a chegada do partido ao poder no Acre fosse contribuir para o avanço da livre manifestação do pensamento nos meios de comunicação do Estado. Sinto-me ultrajado ao constatar que retrocedemos aos níveis do começo dos anos 1980, quando o país era governado pela ditadura militar e a Arena comandava a cena política no Acre.

- Se fosse adotado o mesmo tipo de controle que o governo do PT exerce hoje sobre quem e o que se pode ou não ser veiculado nos veículos de comunicação, nos anos 1980 não teriam surgido jornalistas como o secretário de Comunicação Aníbal Diniz, o assessor especial do governo Antonio Alves, além deste blogueiro, que podiam se manifestar com mais liberdade quando o Acre era comandando pela Arena e, posteriormente, PMDB.

- Nos primeiros dias de seu primeiro mandato, o governador Jorge Viana reuniu parte de sua equipe para dar o recado de como seria a relação com a mídia. Ouviu a todos, depois pegou um exemplar de A Gazeta que estava sobre a mesa dele e sentenciou: "Vocês acham que isso é imprensa? Não. Isso é política". E desde então verbas públicas têm sido usadas para forçar a imprensa a cultuar a imagem dele, do governo, do PT e de alguns outros poucos aliados seus.

- A comunicação do governo petista do Acre sempre teve ojeriza ao ambiente libertário que se formou com o advento da internet. Parte do princípio de que prevalecerá para a história aquilo que estiver impresso em papel, especialmente nas páginas do jornais. Daí porque tenta varrer de suas páginas qualquer opinião crítica ou questionadora. Com isso, espera-se que um dia, daqui a 500 anos ou mais, ao consultar as páginas amareladas de A Gazeta, Página 20, O Rio Branco ou A Tribuna, algum desavisado descubra que o Acre já foi governado pelos deuses Jorge Viana, Tião Viana, Binho Marques e cia.

- Jorge Viana era governador quando certa vez disse para que eu me preparasse para assumir a editoria do Página 20. OK, respondi. Dias depois foi "nomeado" o jornalista Leonildo Rosas para o cargo. O secretário de comunicação Aníbal Diniz se justificou: "Altino, em respeito a você, convenci o Jorge a não indicá-lo para a editoria. Após o fechamento do jornal você jamais iria aceitar, por exemplo, mudar a manchete por alguma razão política. Nós precisamos de pessoas que sejam capazes de encurtar o tempo e a distância entre o que queremos e o que precisa ser realmente feito".

- O governo jamais permite que a imprensa, que é financiada com verba pública, faça qualquer crítica de suas ações. Criou até um agência para unificar o noticiário. Entrevistas coletivas são organizadas selecionando-se a dedo profissionais que não estejam dispostos a fazer qualquer questionamento.

- Ao cercear a abordagem dos fatos mais relevantes do Acre, o governo petista contribui para a imbecilização da mída local, temperada pela futilidade de seus colunistas sociais e pela cobertura dos casos de polícia, onde as vítimas da violência crescente são expostas com mãos decepadas, cabeças esmagadas ou corpos fatiados por facões. A mídia muda o foco de suas lentes tentando chamar a atenção de público exausto com as caras e bocas dos políticos que todos os dias aparecem como deuses nos jornais, rádios e TVs.

- O sufocamento da imprensa pelo governo petista está sendo danoso para a sociedade acreana.
Se o governo não mudar, a sociedade vai mudar o governo.

A semelhança do Acre com o Maranhão e Rondônia é mera coincidência. Um dia contarei detalhes mais sórdidos desta fase infeliz de nossa história.

21 comentários:

Abdoral Cardoso disse...

Boa Altino, como bom acri(e)ano e também jornalista, devo reconhecer a tua coragem e desprendimento. Aqui em Rondônia, onde atuo, a coordenação estadual está literalmente tomada pelos vermelhinhos. E olha que sou simpatizante do PT! Abraço a todos os homens de boa-fé, Abdoral Cardoso.

Jean Freire disse...

Altino,
É por isso que leio seu blog: independência para expressar o que pensa e sente!
Sucesso amigo e um bom final de semana.

Casanova disse...

O PT se infiltra onde pode pra continuar no poder.

Jabor Theina Silva disse...

É isso aí,caro Altino.
Fiquei muito feliz ao saber da realização dessa conferência no Acre.Porém quando ví os moldes como iria se realizar essa pre- conferência,onde os participantes do interior ficariam à margem das discussões,visto que só poderiam "participar" por telefone(uma porcaria) ou pela internet(lentidão total),decidi me contentar a assistir o "circo" pela televisão .Aqui em Cruzeiro do Sul onde a "classe jornalística" é ainda mais duvidosa,(aliás não existe jornalistas no Juruá) foi armado um telão no Teatro José de Alencar.Quando cheguei no ambiente e ví quem estava a frente da organização,simplesmente dei meia volta.Não dar para confiar ou confiar sem dar,em um troço desse armado pelo governo.Para ser sincero o máximo que os representantes do governo deveriam chegar perto desse debate era na platéia e sem direito a fazer cara feia.Cambadas de Judas,que se venderam por punhados de moedas.E ponha moedas nisso...
E o Aníbel Diniz(que não diz)ainda queria que o debate tivesse ocorrido de forma a se chegar aos denominadores comuns.Não levou em conta que é dificil ,impossível até,conter a revolta dos sufocados.
Os donos do circo ouviram o que não queriam.

Rosangela Barros disse...

Bom dia, Altino!

A cada leitura que faço no seu Blog me encanto com você e me apaixono pela sua coragem! Ditadura na comunicação em pleno século 21 só no Acre! Também com um secretário de comunicação como o senhor Aníbal Diniz, a limitação na comunicação inicia com a incompetência dele: homenzinho mais inexpressivo, creio que não existe! Acredito que eles não conseguem distinguir compromisso com a sociedade, com o individualismo ditatorial que eles chamam de fidelidade partidária.
Estou chocada com o que li sobre o ex-governador Jorge Viana, admirava tanto ele, mas o descaso que ele faz da sociedade, não é digno do respeito que o povo nutre por tudo que ele fez pelo Acre!
Também, acredito que, “O sufocamento da imprensa é danoso”, além de “danoso” é destrutivo para com nossos costumes e hábito locais, pois as matérias sobre violência que impera nossos meios de comunicação só induz a mais violência, sem contar as agressões para com as pessoas mais sensíveis, sem acrescentar nada aos nossos conhecimentos, são apenas meras imagens que retratam uma sociedade sofrida, oprimida: sem saída e com medo de expor suas necessidades. Adorei! “Se o governo não mudar, a sociedade vai mudar o governo”. Agora você vai precisar de muita coragem pra mostrar como a sociedade tem o Poder de mudar o governo, porque tem gente que adora ser dominado!

Um final de semana transbordando de paz!

Eakesmeyer disse...

Isso, Altino! "Tell it like it is!" Abraços virginianos,
Mateus

excluído disse...

Altino, concordo em parte com vc! Contudo, seu texto parece querer demonstrar que só vc é o dono da verdade.Toda a mídia acreana é engajada ao poder público? Todas as críticas o Governo do PT boicota? Seu blog está lincado na página do Governo, lembra?
Contudo, parabéns pela coragem a autenticidade.

Bruno Pereira disse...

Esse último parágrafo é de extrema propriedade, Altino. Há pouco mais três anos no Acre, sempre consegui observar nitidamente um paralelo entre os jornais daqui e os da Terra das Palmeiras. Durante mais de quatro décadas, a família do autor de "O dono do Mar"(anhão) controlou a mídia local e o único reduto de independência era o Pequeno grande Jornal dos Bogéa.

Jose Aridson disse...

Altino vc e demais por isso que sou admirador do seu Blog,e entro todo dia nele,do seu amigo daqui do Quinari,,,,,,,

A TERRA DO AMENDOIM

leorosas1302@hotmail.com disse...

Caro Machado,
Somente hoje fiquei sabendo que Anibal Diniz convenceu o Jorge Viana a descumprir a promessa de lhe entregar a Editoria do Página 20 para, como você disse, me “nomear”.
Antes de qualquer coisa, é bom que fique claro que não houve a tal “nomeação”.
Até porque é nomeada pessoa de confiança. Eu, ao contrário de você, nunca tive relação de proximidade com o ex-governador a ponto de receber promessa de ocupar qualquer tipo de função.
Eu estava de férias, junto com a minha família, quando recebi telefonema do Elson Dantas (proprietário oficial do jornal) para assumir a Editoria. Era janeiro de 2002
Por divergências com a antiga direção, eu estava fora da redação desde 1998.
Acredito que me chamaram pela relação que sempre mantive com o jornal. Sou um dos fundadores.
Fiquei na Editoria até o fim de 2002. Sai da função justamente por não aceitar trocar manchete. Há testemunhas disso.
O Acre ainda é pequeno. Sabemos como cada um se comporta. Ninguém, por mais que tenha discurso bonito, consegue esconder sua história e suas práticas.
Não tenho a sua experiência e o seu garboso currículo, mas não tenho nada esconder da minha história. Acho que você também não tem.
Sempre falei e escrevi aquilo que acredito. Os humores do meu bolso jamais ditaram o meu comportamento.
Como você, ajudei o governo do PT. E não me arrependo. Não sou ingênuo para afirmar que fui usado. Devemos ter consciência do preço que pagamos pelas nossas decisões e ações.
Sou completamente contrário à relação de cabresto e tutela que o governo impõe ao jornalismo acreano. Acho que o medo é tanto, que os novos jornalistas, na ânsia de garantir emprego, cumprem o papel de se autocensurar.
No mais, companheiro, não esqueça que você foi um dos responsáveis pelo Página 20, junto com o Elson Martins e o gaúcho Jorge Gallina. Não há registro de mudanças substanciais na linha editorial. Basta recorrer ao arquivos para comprovar a afirmação.
Boa sorte, bom cruzeirense. Estou com você nessa cruzada de assegurar a liberdade de expressão.

Hercules disse...

A questão é a seguinte, temos uma "imprensa" com seus "jornalistas" e "colunistas sociais" "formadores de opinião" (que piada). Aí o dono da "bosta da mídia" diz: "ou ser independe e não viver de luxo, ou viver de luxo e ser capacho?"
Ele vai querer ser capacho.
Uma pena abrir todos os jornais e constatar que as matérias são "releasing" enviados a seus editores.
Não temos imprensa, temos alguns grupos que possuem equipamentos para viabilizar a comunicação, mas a comunicação que eles vendem é para quem paga mais, nesse caso, o governo paga mais que a sociedade. É a lei de mercado.
Estava indo de carro e ouvi alguns trechos desse evento, ouvi quando uma senhora disse que estava montando um site juntamente com algumas amigas. A saída é essa, é a periferia, sobretudo os seus jovens, abrirem os olhos e aproveitarem a onda da internet e se manifestar. Blog, twitter, youtube, existem uma infinidade de opções para o povo gritar bem alto. O problema é que o povão prefere ir às lan houses para acessar orkut, msn e baixar as fotos das suas máquinas digitais de 12 megapixel.
Como diz um velho ditado: "o povo prefere a mentira da mulher à verdade do vizinho."
Sobre o governo e sua mordaça na imprensa, não sei nos outros estados, mas aqui no Acre não temos opção, é o JV e cia. ou a merda, e quem seria a merda?
O rodrigo pinto, o marcio bittar, o petecão. Bom, alguem pode me ajudar e indicar um nome que poderia levar esse estado nas costas. Simplesmente não existe.
Um pena. Até que apareça um nova liderança, fico com a FPA e sua ditadura. Claro, temos que brigar contra isto que eles fazem e fazem bem que é dar doce para a criançada (a mídia) se entreter.

Altino, descobri seu blog via um cliente meu e mais uma vez afirmo, um dos melhores blogs que acompanho.

Hércules

...vdj... disse...

Isso sempre foi claro para quem estava por perto dos "senhores feudais". A grande maioria da população acreditava e ainda acredita somente no que é noticiado. E a pequena minoria, mais esclarecida, não procura questionar para não ser intimidada [pois há Hildebrandos disfarçados], uma vez que aqui no Acre ou você é comerciante ou funcionário do governo. E ambas as partes acabam dependendo dele.

Que bom que temos pessoas como você, para mostrar para a sociedade hipócrita e comprada que "a vida melhorou"... [e muito financeiramente] para os chefões e puxa-sacos do partido da estrela vermelha.

¬¬

.
.
.

Renacleyton da Silva disse...

Caro Altino, lhe respeito demais pelo profissional que voce é, pela sua inteligência, e quero lhe informar que acesso o seu blog diariamente, a respeito do seu texto existem perguntas que vou fazer e como conheço o seu carater, seu temparamento, tenho a mais absoluta certeza que voce jamais se furtará em responder. Altino, porque somente agora voce resolveu abrir o seu baú de maldades politicas e estar destilando todo seu veneno contra o ex-governador Jorge Viana? porque você na epoca que foi tão pressionado e sufocado enquanto jornalista, porque voce não pediu uma coletiva na TV rio branco e bombardeou o PT? você não acha que é ingratidão de sua parte atacar o ex-governador Jorge Viana sendo que você atuou ao lado do ex-governador durante quase 4 longos e fartos anos de interligação intima com o poder? o Altino não estaria cuspindo no prato que comeu? agora oque o ACRE inteiro quer saber é porque somente agora o jornalista mais polêmico do Acre resolveu falar? e por ultimo, porque seu relacionamento pessoal e profissional não deu certo com o temperamento e a personalidade do ex-governador Jorge Viana? aguardo as respostas de preferência no seu blog.
Ass: Renacleyton da Silva, é bacharel em ciências sociais e acadêmico do 5 periodo do curso de Direito, 30 anos.

ALTINO MACHADO disse...

Renacleyton da Silva, pelo visto você não lê o blog. Tudo o que consta no post já foi publicado aqui desde que o blog foi criado. O respeito pelo Jorge Viana é mútuo, mas nem ele nem eu somos perfeitos. Tudo o que escrevi aqui já disse pessoalmente ao Jorge e tantos outros do governo. E quando estive no governo não me impus censura, muito menos agora. O problema, como diz o Toinho Alves, é que existem uns certos empresários e jornalistas que ficam gritando "me cen$urem, me cen$surem". E mais, Renacleyton: não vou votar na corja na qual você apóis politicamente. Ainda vou votar em Tiao Viana para o governo, Jorge Viana e Edvaldo Magalhaes para o Senado. Dos males, o menor.

Vingador disse...

Bem,
Venho há muito tempo falando em meus comentários aqui que esse Governo em termos de censura é o pior que o Médici.
• Tentou "tomar" um sindicato no caso o Rural de Xapuri, como não conseguiu censurou seu espaço na rádio local;
• Expulsou o Washington Aquino da TV 5 Somente por ele ter criticado a Segurança pública que como sabemos ainda anda muito mal;
• Só gosta de Jornal como “A Tribuna” que na coluna Bom Dia que só falta pedir que o adoremos.
Como tenho dito em meus comentários o PT ainda está no poder simplesmente porque a oposição não possui um bom nome, e depois do Jorge a coisa tem ficado preta.
Finalizando foi ótimo ouvir você falar no debate, pois é o que muitos querem dizer mais têm medo de perder o emprego... Valeu!

Vingador disse...

Bem,
Será que o Léo Rosas virou comediante?
Cuidado querido Léo, ao contrário de sua coluna poronga eles lêem os comentários deste blog, fui sutil?
rsrsrsrs

Marcel disse...

Primeiramente, parabéns pelo texto e pela coragem Altino.

O que eu acho é que não é que faltam jornalistas no Acre, mas sim faltam pessoas como você Altino, que tem coragem, ousadia e, sobretudo, o prestígio que você tem até com grande parte do próprio governo. Nenhum jornalista que está começando agora, ou com pouco prestígio teria tanta coragem de criticar o governo nas circunstâncias que o jornalismo do Acre se encontra. Seria um ato Kamikaze para ele, pois depende do governo para desempenhar o seu trabalho.

Mas, apesar de tudo, também ainda votarei no Jorge, Tião e cia.

Parabéns pelo blog Altino.
Um grande abraço daqui de Santa Catarina.

Andarilho disse...

Parabéns Altino pela palavras proferidas na Pré-conferencia.
Se a canalhice começou desde a época do idolatrado lobista da helibras. Pq votar nos mesmo comunas?
Criticar as atitudes e continua votando nos mesmos é como 'dizer que está com dor de barriga e não tomar um remédio'.
Se não temos 'um bom nome', como escolha, que transformemos o pouco que temos na oposição em 'um bom nome', em resposta a tudo que está aí no governo. Poderemos dizer '...o governo não mudou, a sociedade vai mudar o governo.".
Aí, sim você veria uma prefeitura ativa, pq se mudasse o governo eles iriam penar com poucos recursos. E não servir de cabide de empregos dos aliados, insatisfeitos, religiosos.
Mas, como nessa dança, quem não sabe dançar no ritmo da banda, dança de qualquer jeito. E não adianta ficar com vergonha por isso.
Afinal as pessoas no salão, são clientelas cativa: religiosos, galera arco-íris, ex-companheiros, companheiros, todos juntos de mãos dadas ou não se convidam para dançar.
Abraço Altino e parabéns pelo excelente blogg

Acreucho disse...

Altino, você merece um elogio por publicar essas coisas, "que a gente já sabia". O que não dá pra entender é porque em se mostrando decepcionado, diz que ainda vai votar no alvo da sua decepção. Como Marina, você ainda "vai continuar morando na mesma rua", o que é uma pena. Sabe porque não acredito nela? Porque ninguém coloca o dedo na bigorna duas vezes, por querer. No fundo, no fundo, o motivo é o mesmo. Você diz que não vota na corja que o Renacleyton apoia, corja por corja, não temos opção de escolha, ou votamos numa corja ou na outra prefiro a democrática do que a hitlerista.

Francisco Dias disse...

Sr. Altino eu também não entendi sua colocação e prefiro acreditar que foi ironia pura,rsrsrsrsrss.Tenho um vizinho que gosto muito e ele torce pro vasco, e não vai ser pelo fato dele ter um outro gosto que não o meu, que tenhamos que perder nossa amizade, afinal gosto é como o símbolo do cobre, cada um tem o seu.Abraços.

Edson disse...

Francisco Dias, não é só o símbolo do cobre, não, agora é Cadastro Único. C.U, todos teremos um só, coisa que já vem sendo dita há muito tempo nas Gazetinha do "A Gazeta". Agora quanto à política e a mídia, sempre houve essa ligação incestuosa, para confirmar a existência dos três poderes que deveriam ser harmônicos e independentes e para excluir esse dito "quarto poder" que como diz na antiga música..ela é joio, não é trigo, é como qualquer artigo, que pertence a quem der mais...