quinta-feira, 29 de setembro de 2005

BOAS LEMBRANÇAS

Oi Altino!

Li seu artigo "Fora de foco na mídia e no governo" e gostei muito. Você sim, fala a verdade, porque aqui, na mídia da Áustria, não leio nada a respeito desses incêndios na Amazônia. É uma pena! Isso reflete o que os editores julgam importante.

Você tem contatos com a imprensa internacional? Sei por minha própria experência que aqui na Europa a gente não pode imaginar como é a vida aí. A única coisa que se fala aqui é em destruição, mas isso é sempre o mesmo e agora a gente já nem se interesa por isso.

Faltam visões e idéias do que fazer e falta especialmente saber as perspectivas da gente daí. O Greenpeace é a única ONG aqui, conhecida, que fala sobre Amazônia, porém também apenas das catástrofes, sem dar soluçoes sustentáveis, com uma visão bastante reduzida.

Entao, acho que seria bom negociar com grandes revistas européias para que publiquem todo mês um artigo de qualidade sobre a vida no Acre, na Amazonia. Isso serviria para enriquecer nosso conhecimento aqui sobre esses pulmões de nosso Planeta.

Você agora está trabalhando com Jorge Viana, no governo? Lembro que li isso no seu blog. E como vai aí? Como foi a visita dele à Finlândia há dois anos? Estou segura de que ele dispõe de alguns contatos com governos aqui na Europa.

Jorge Viana também poderia sugerir que o jornalismo internacional se envolva e escreva mais sobre o que está se passando no Acre. Não apenas o aspecto negativo, mas, de forma aprofundada, as perspecitvas de seu povo.

Enfim, aqui estou bem. Um pouco estressada por causa dos exames, mas vivendo das boas lembranças dos verões anteriores.

Te mando muitos "saludos" e um abraço.

Katharina Perkonig
Viena - Áustria

Nota do blog: Katharina Perkonig é austríaca, tem 23 anos, vive em Viena, cursou direito, se especializou em direito ambiental e agora está se especializando em relações internacionais. Passou três anos trabalhando para juntar dinheiro para conhecer o Brasil, em 2003, onde passou mais de três meses e chegou a trabalhr como voluntária em comunidades carentes no Nordeste. Depois veio conhecer o "Acre de Chico Mendes", quando a encontrei, em companhia da irmã dela, Theresa, estudante de medicina. Ambas apaixonadas pelo Brasil e dispostas a qualquer coisa em defesa das florestas da Amazônia.

Um comentário:

Alisson disse...

Caro Altino,

Li seu artigo "Fora de foco na mídia e no governo" no OI. Voce tem toda razao quanto ao desenteresse da midia pelo que acontece ai nas suas bandas.
Talvez seja mais barato comprar noticias prontas ou mais chique publicar coisas sobre o que se passa em outros paises...
Penso no ovo de Colombo: Divulgam o que é de interesse do publico consumidor ou este publico foi educado (pela midia) a gostar do que ela publica?
Mas escrevo para lembra-lo de uma coisa: este descaso que voce sente na pele, vale nao so para suas bandas dai; o mesmo acontece no pais todo! Em geral, pouco se mostra do que se passa dentro do proprio estado. Nao é a toa que quase todos os brasileiros conhecem pouquissimo do Brasil.
Aproveito para parabeniza-lo por este blog!