domingo, 11 de maio de 2014

Governador do Acre dá testemunho sobre milagre da Igreja da Visão Celular


Neste sábado (10), durante a “Marcha para Jesus”, em Rio Branco, o governador do Acre, Tião Viana (PT), deu testemunho do milagre operado pela apóstola Dayse, da Igreja da Visão Celular, que fez as águas do Rio Madeira baixarem quando o Estado estava isolado do resto do país por causa da enchente. Na foto, ao lado do governador, o deputado pastor Jamil Asfury, o prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (PT) e a apóstola; atrás, a secretária Raquel Moreira, de Turismo, chora de emoção com o testemunho:

- Eu estou emocionado. Recentemente, a apóstola Dayse me fez uma visita ao meu gabinete. Foi levar oração da Igreja da Visão Celular ao meu governo, na hora mais difícil da história do Acre. Era a hora em que o Rio Madeira alagou a BR e virou mar. A maior tragédia da Amazônia estava ocorrendo há mais de 60 dias e todas as forças já tinham sido usadas para superar aquele momento, mas o rio continuava subindo todos os dias e ali chegou apóstola Dayse. Parecia uma pessoa normal, amiga, onde construí uma amizade, com o pastor Arão, e com muitos pastores. E ela chegou ali, com a autoridade religiosa, na sua autoridade de igreja e disse: ‘Governador, eu quero fazer uma oração ao senhor, ao seu governo, ao Marcus Alexandre [prefeito de Rio Branco], a esse momento difícil do Acre. E vim lhe dizer que nos estamos intercedendo à Jesus e a água do Rio Madeira vai baixar’. Parecia impossível, naquele momento, mas no outro dia, meus amigos, as águas do Madeira começaram a diminuir.

No Acre, milagre tem prazo de validade. O Rio Madeira Madeira voltou a subir na semana passada e a causar alagamento na BR-364.

Leia mais sobre o milagre no site AC 24 Horas.

3 comentários:

Jose Antonio disse...

As pessoas veem Deus como um ser perverso e sem coração, como é que Deus irado faz subir as águas de um rio só pra mostrar seu poder e depois alguém que se diz apóstolo, que por sinal só conheço os relacionados na bíblia, intercede pedindo que ele volte a baixar as águas do rio e semanas depois DEus volta atrás e faz subir novamente as aguas do rio. Tá de brincadeira, há suspeitas, que estão sendo investigadas pelo MPF, que a culpa pode ser das usinas; vamos ser sinceros querer culpar DEus por algo que nunca ocorreu nessa região e omitir a possível culpa das usinas e ainda se auto denominaR APÓSTOLO. Tá de brincadeira não é mole não.

Carlos Floresta disse...

Sugiro à "apóstola" que se mude para uma igreja flutuante no Madeira para garantir a viabilidade do Acre e, sobretudo, do "governo do povo do Acre"...
E o "barbudão" continua certo: -"Quando a economia vai mal, proliferam igrejas e bares".

Jozafá Batista disse...

dels nam tei nada con a uzina nei con a imxemti nei coma violemçia nei co a aides nei co a probressa nei co a demguí nei co u dizienpregu nei co nada q eu coniessa de rruín por que quandú eh coiza boua eh deus q fais mas quando eh coiza ruin eh os home mesmo intendi mais eh maiss fassil açaçina a lingoa du qui percebe comu issuh eh comodu pra min ok pomtu finaú