sábado, 10 de maio de 2014

Após chacota por causa de apitos, governo tenta responsabilizar empresários


A campanha “Vizinhança Solidária”, do governo do Acre, que consiste na distribuição, em Rio Branco, de quatro mil kits contendo apitos, adesivos, ímãs de geladeira e panfletos, para que sejam usados na prevenção de furtos, virou motivo de chacota nacional nas redes sociais. Moradores de bairros vão receber o kit e devem apitar em sinal de alerta quando perceberem alguém em atitude suspeita na rua.

A campanha foi idealizada pela Secretaria de Segurança Pública e contou com o apoio da Associação Comercial do Acre (Acisa), que pagou R$ 12 mil pelo kit.

Por causa da repercussão negativa, da parte do governo as opiniões passaram a brotar como "projeto do empresariado”.

A secretária adjunta de Comunicação, Andréa Zílio, disse que o governo estadual, por meio da Secretaria de Segurança Pública, prestigiou e apoia a iniciativa dos empresários. Ela acrescentou que “a iniciativa dos empresários é uma ação preventiva que une esforços da comunidade, como uma aliada ao trabalho da polícia”.

Consultado, o presidente da Acisa, Jurilande Aragão contesta a secretária:

- Há seis meses, o secretário Ildor Reni Graebner, que estava acompanhado da cúpula da segurança pública do Acre, procurou a Associação Comercial, apresentou a campanha Vizinhança Solidária e nos pediu apoio financeiro. Nesses meses, o secretário chegou a nos cobrar até na presença do governador. Não dava mais para adiar o cumprimento do nosso compromisso de apoio a um projeto que o secretário tinha como prioridade - disse Jurilande.

A secretária Andréa Zílio preferiu dizer que os empresários lançaram a campanha por entenderem que a comunidade pode ser uma grande aliada no combate à violência.

- Nós apenas apoiamos essa campanha do governo, a exemplo de outras. Porém, nenhuma fez tanto barulho quanto essa. Quando o secretário de Segurança procurou os empresários para pedir apoio, vários alertaram que a campanha poderia gerar gracejos. Não paro de ouvir piadinhas e atender amigos ao telefone dizendo “quero meu apito” - acrescentou o presidente da Acisa.


7 comentários:

Reginaldo Parrilha disse...

Faltou no kit, um cartão vermelho, para poder expulsar o ladrão. Kkkkk

Saia rodada disse...

Kkkk tem razão.

Rocha disse...

Tenho uma sugestão para compor o kit, que tal um nariz de palhaço.

Julio Cesar disse...

Será que foi a LOJA BADATE FESTAS que vendeu os apitos ?

JM disse...

esses apitos vao servir...e muito...p fazer barulho durante os jogos da copa...rs

Carlos Floresta disse...

Esse governo é uma incógnita entre o cômico e o trágico.

acreano disse...

O governo do estado do Acre nos trata como seres ignorantes e sem opinião própria. Gostaria de dizer que daremos a devida "resposta" nas urnas, no entanto.. De certa forma, a maioria de nós é sim ignorante, sem opinião e com a memória fraca. Resultado? Reeleição.