sexta-feira, 23 de maio de 2014

Acre dos Cameli e dos Viana

Nesta quinta-feira (13), no aeroporto de Rio Branco, o deputado Gladson Cameli (PP) e o governador Tião Viana (PT) tentavam aparar arestas sobre o conjunto Cidade do Povo. Deixemos a tensão da conversa pra lá. Gladson Cameli é candidato ao Senado e Tião Viana à reeleição. O PT chegou ao governo do Acre com Jorge Viana, em 1999, após o governador Orleir Cameli, tio de Gladson, desistir de concorrer à reeleição. Preocupado em preservar o império da família, o empreiteiro Cameli, que morreu no ano passado, passou a contribuir financeiramente com as campanhas do PT e a apoiar os governadores Jorge Viana, Binho Marques e Tião Viana, sobretudo em Cruzeiro do Sul, o segundo colégio eleitoral do Acre. Cedeu ao PT e aos governadores até os marqueteiros Gilberto Braga e Davi Sento Sé. Mas o PT e os Viana tiveram que se render aos caprichos do "barão". Eleito deputado pela coligação Frente Popular do Acre, liderada pelo PT, Gladson Cameli foi se afastando gradualmente com apoio velado do tio. Gladson Cameli apoia a candidatura do deputado Márcio Bittar (PSDB) ao governo. Portanto, nestas eleições saberemos se o apoio financeiro e político da família Cameli, a mais rica do Acre, foi ou não determinante para a longevidade do PT nesses 16 anos de governo.

2 comentários:

Francisco Dias disse...

O Negócio agora vai ser mais embaixo,Camelis e Cândidos juntos com o povo para extirparem esse câncer que assola o povo Acriano!

Francisco Dias disse...

Vamos extirpar essas ervas daninhas do nosso estado!