sábado, 26 de novembro de 2011

TIÃO VIANA VIRA PROFESSOR DA UNINORTE

Licenciado da Universidade Federal do Acre, governador vai lecionar na maior instituição de ensino privado do Estado


O governador do Acre, Tião Viana (PT), se prepara para atuar, a partir de fevereiro de 2012, como professor no curso de pós-graduação "Enfermagem em Terapia Intensiva e Transplante de Órgãos Abdominais", da União Educacional do Norte (Uninorte), maior instituição de ensino superior privado do Estado.

Viana, que é professor concursado da Universidade Federal do Acre (Ufac) desde 2006, lotado no Centro de Ciências da Saúde, jamais chegou a ministrar uma disciplina regular no curso de medicina da instituição pública.

Nos últimos cinco anos, a participação dele para a formação de novos profissionais médicos, por meio da Ufac, tem se limitado a realização de aulas inaugurais e palestras esporádicas.

Ao prestar concurso público para ingresso na Ufac, Viana era senador da República com residência fixa em Brasília.

Foi aprovado e nomeado, tomou posse como professor e, simultaneamente, licenciado por não poder compatibilizar a atividade acadêmica com o exercício do cargo político.

De um lado, está a universidade pública com uma vaga docente retida por profissional que não desempenha suas funções acadêmicas porque ocupa atualmente o cargo de governador do Acre.

De outro, a faculdade privada usa o governador como garoto-propaganda de um produto mercadológico que se articula com o novo programa de saúde do governo estadual para transplante de órgãos.

A primeira-dama do Acre, Marlúcia Cândida, atua como professora e chegou a coordenar o curso de arquitetura e urbanismo da Uninorte desde quando o marido era senador e ela também residia em Brasília. A professora se afastou da coordenação no meio do ano.

Além disso, o empresário Ricardo Leite, proprietário da Uninorte, faz parte do círculo mais íntimo de amizades do governador e da primeira-dama.

O curso em que Tião Viana será um dos professores terá 480 horas, com duração de 15 meses. O investimento dos interessados corresponde a 18 parcelas de R$ 695,00, mais taxa de inscrição de R$ 75,00.

De acordo com material publicitário distribuído pela  Uninorte, o governador Tião Viana já confirmou presença como professor.

12 comentários:

alisson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Francisco Nazaré disse...

É por isso que o MEC tá querendo fechar alguns cursos das Univesidades Acreanas!!!

Acreucho disse...

E pode? Sendo o governador do estado, cargo para o qual foi eleito, com as calças na mão, mas, foi ele não tem que ter "dedicação exclusiva ao cargo"? Governador não tem horário de trabalho, ele é governador 24 horas por dia, 365 dias por ano, o que não lhe deixa brecha para lecionar ou ele vai usar parte de seu tempo pra fazer um "bico"?

Paulinha disse...

Faz me rir ...uninorte fabrica de diplomas... teria é vergonha se tivesse diploma da tal ...

Fátima Almeida disse...

Esses cursos de pós-graduação, em geral, funcionam aos sábados. Esse curso é uma necessidade vital para o sistema, afinal, não basta o médico cirurgião ser excelente, é preciso enfermeiros devidamente qualificados, até mesmo pelos riscos do pós-cirúrgico quando pessoas podem vir a óbito. Por outro lado, é possível que as duas fundações da Universidade pública estejam inadimplentes, e daí fazer um curso desses na Federal venha demandar muito tempo ainda e parece ser uma coisa urgente caso contrário o próprio governador não estaria tão empenhado, afinal, já estão fazendo transplantes aqui, na Fundação. Bom, os fins justificam os meios.

Beneditino disse...

Farão transplante de fuso horário? Fuso horário de RO no AC deu rejeição!

Altemar disse...

Seu Altino,
quase pedi um autógrafo do sr quando chegavas ao Patetão na sexta. Pensei como Golias: ele é baixinho, mas me derrotou!
Continuarei aqui aprendendo com quantos cordeiros se faz uma funda.
Bom domingo.
Maninha me traz outra latinha!

Pietra Dolamita disse...

Que maravilha! Licenciado da Ufac, ocupando vaga de quem necessitar trabalhar, e agora professor da Uninorte na pós...Preferia que continuaste médico, nesta época ainda eras sensível ao teus pacientes. E uma pena que o poder tenha ocupado sua alma.

alisson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulinha disse...

Todo mundo sabe muito bem a GRANDE diferença entre os Enfermeiros formados na UFAC onde na qual temos nota 4 no Enade e os enfermeiros formados na Uninorte. Uma maquina de diplomas!!Não adianta ter cursos e cursos, tem que ter qualidade e não quantidade.

Horcades Júnior disse...

"De um lado, está a universidade pública com uma vaga docente retida por profissional que não desempenha suas funções acadêmicas porque ocupa atualmente o cargo de governador do Acre."

Com o devido respeito, mas são matérias assim que retiram o crédito da imprensa acreana: uma parte faz vista grossa para as barbaridades, outra procura cabelos em ovos para tentar criticar.

Parabéns ao Tião Viana se teve inteligência para passar em um concurso público e por outros motivos não pôde exercer o cargo.
Ele tem esse direito constitucional assegurado, de passar em um concurso e ficar afastado. Está lá no artigo 38 da Constituição Federal.

E, sinceramente, da minha parte, a princípio não vejo irregularidade alguma em ele lecionar na uninorte. Havendo compatibilidade e ninguém levando vantagens ilícitas, está tudo bem.
Aliás, sabe-se que a Uninorte vende um produto (leia-se diplomas no qual o aluno paga mensalmente), mas ainda assim, pareceu agir com profissionalismo nesse aspecto, sem se utilizar de promoções pomposas (pelo menos até agora, a exemplo do próprio planfeto, discreto e profissional, sem se utilizar do nome político do cidadão). Apesar de não se poder dizer o mesmo como dirgente, Tião Viana é um bom médico.

Não se ´pode perder o foco: há vários absurdos que podem ser veiculados diariamente, absurdos que só no império Viana são permitidos.
Licitações suspeitas, excesso de cargos em comissão (cadê os concursos públicos?).
E o pior, vê-se um judiciário e um MP aparentemente conivente com essa situação. Aliás, só no Acre o MPE não é uma instituição séria... o órgão legítimo para fiscalizar os excessos de cargos em comissão é totalmente passivo quanto a isso. Se não bastasse, é um campeão de cargos em comissão, afinal, ninguém nunca viu um concurso para servidores da instituição.
Esses fatos sim, deveriam ser fiscalizados, lembrados diariamente, e cobrados pela sociedade! Inclusive essa aparente união sinistra entre MPE e Executivo.
Aliás, um parenteses: palmas para o MPF, o último órgão interessado em combater as irregularidades do Executivo.

Falando em concurso e licitação, isso são um tabus da sociedade acreana, já que se vive das camaradagens da licitação e dos cargos em comissão (inclusive parte da própria imprensa!).
Então, perder tempo criticando coisas lícitas é um ato desesperado e inócuo.

Deve-se criticar o que merece ser criticado, nada de procurar cabelo em ovos... e deve-se, também, dar o braço a torcer e reconhecer os acertos.
Isso sim, é ser imparcial e democrático, além decontribuir para um Acre melhor. Senão, seremos iguais a eles.

LN disse...

Parabéns ao belíssimo comentário de Horcades Júnior.
Agora não entendendo. Pelo que vi, o Dr. Tião Viana, ficará um final de semana, lecionando uma matéria no curso de especialização. Será que há problema nisso? Agora dar aula na UFAC, seria diferente. Teria que ser pelo menos duas vezes na semana. Faltaria tempo.
Não entendo por tanta crítica, para um simples final de semana dele. Será que ele não pode, lecionar somente um fim de semana durante todo um curso?