terça-feira, 21 de junho de 2011

GEOGLIFOS DO ACRE

MPF pressiona Iphan por tombamento de sítios arqueológicos


O Instituto Nacional do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) foi notificado pelo Ministério Público Federal no Acre a dar explicações sobre o atraso no processo de tombamento dos sítios arqueológicos conhecidos como geoglifos - estruturas arqueológicas com desenhos geométricos de vários formatos.

Pesquisadores já catalogaram 255 geoglifos na parte leste do Acre. Os geoglifos são figuras formadas por valetas com largura média de 11 metros, tendo cada valeta de 1 a 4 metros de profundidade. A técnica construtiva inclui muretas de 6 a 8 metros com meio metro de altura. As figuram chegam a medir em média de 100 a 200 metros. Eles possuem, ainda, caminhos com 20 metros de largura.

Leia mais:



Em 2007, o Iphan foi recomendado a proceder a incorporação dos geoglifos do Acre ao Patrimônio Cultural Brasileiro, com a finalidade de protegê-los da destruição que poderia ser causada, por exemplo, por atividades de exploração, plantios ou construção de estradas.

Por vários motivos alegados pelo Iphan, o tombamento não foi realizado. O procurador da República responsável pelo caso, Anselmo Henrique Cordeiro Lopes, deu prazo de seis meses para o encerramento do processo.

O MPF questionou ao superintendente do Iphan no Acre, Deyvesson Israel Alves Gusmão, para que informe as pessoas responsáveis pelo retardo no processo de tombamento dos geoglifos e pela ausência de medidas de preservação e fiscalização desses sítios arqueológicos.

O MPF adverte que os responsáveis pelo tombamento poderão, caso sejam encontrados motivos, ser alvo de ação de improbidade administrativa. O Iphan havia comunicado acatamento das recomendações e de abertura de processo administrativo. Com a demora no término do processo, o MPF recebeu notícias de que já houve caso de geoglifos danificados.

Usuários do Google Earth ou Maps Google podem apreciar alguns dos geoglifos do Acre, a partir das seguintes coordenadas: (10°12′13.32″S 67°10′18.09″W), (10°22′1.61″S 67°43′24.89″W), (10°18′24.51″S 67°13′12.50″W), (10°13′49.01″S 67° 7′26.71″W), (10°17′14.08″S 67° 4′32.97″W), (10°13′5.25″S 67° 9′28.94″W), (10°18′ 06.64″S 67° 41′41.55″W), (10°11′27.65″S 67°43′20.11″W).

Um comentário:

Carlos disse...

Os próprios acreanos, ao invés de se mobilizarem pela proteção deste patrimônio, não estão nem aí, só se pensam nas próximas eleições, em quem cada um vai se escorar!! O resto "que se lasque".