quarta-feira, 11 de maio de 2011

WEB EM PRAÇA PÚBLICA

Para acreanos, é preciso "coragem" para ligar PC


A estudante Ana Paula Souza Diógenes, de 17 anos, diz que é preciso mais do que simples vontade para abrir o notebook na praça diante da Biblioteca Pública de Rio Branco. “Os corajosos usam. Mas não me importo de usar o celular aqui. É mais fácil de sair correndo com ele”, diz. A praça é a mais movimentado entre os 15 pontos de wi-fi na capital acreana sob amparo do projeto Floresta Digital, do governo do estado, mas as notícias sobre o roubo de computadores no local intimidam alguns usuários potenciais.

Clique aqui e leia reportagem de Laura Brentano, do G1.

Meu comentário: a imprensa do Acre destaca nesta quarta-feira a autoavalição que o governador Tião Viana (PT) faz dos 120 primeiros dias de sua gestão. Viana diz que todas as secretarias atingiram as metas, sendo que as metas foram ultrapassadas na Segurança Pública e Saúde.

6 comentários:

Estou Sabendo disse...

Se o Governador acha que todo os seus secretários atingiram suas metas, então não houve avanço em nada, não vejo onde se comemorar. Na saúde continua o mesmo péssimo atendimento com pessoas dormindo nos corredores por falta de atendimento e, que a dengue diminuiu por causa das chuvas. No setor produtivo, continuamos importando tudo de São Paulo. Na segurança, continuam (a imprensa oficial não está divulgando)ou até aumentaram os indices de violencia, assaltos e homicídios, mesmo porque isso não acaba da noite para o dia, precisa de politicas sociais sérias e de longo prazo, o que não se está fazendo. os maiores investimentos do governo foram nos cargos comissionados e nos meios de comunicação, estes estão bem demonstrados.

Enzo Mercurio disse...

Alunos e usuarios do wi-fi façam um movimento nas ruas , protestem em frente ao gabinete do governador ou prefeito .
Elegam um lider para falar com o Governador.
Segurança é um direito de voçes e um dever do Estado.

lzomatos disse...

Tem outra matéria aqui:
http://tinyurl.com/3m3mqb3

Flávio Santos disse...

se alguém me disser e provar uma capital no Brasil onde posso utilizar um notebook sem ser incomodado ou correr o risco de perder o mesmo, me mudo do Acre. Será no Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul??? . . . . ..Gente que não presta tem em toda a sociedade, por exemplo, na polícia, na política, no meio jornalístico, nas religiões, no futebol, etc, etc.

Acreucho disse...

Devem ter "ultrapassado" essas moças que acham "que é mais fácil correr dos ladrões com celular do que com notebook".

direitoshumanos.ac@gmail.com disse...

Bem ai pertinho desse local onde a repórter do G1 fez as fotos das duas estudantes. No ano passado ia passando um juiz de direito bem vestido mochila nas costas, antes de entrar em seu carro o mesmo fui abordado, os bandidos anunciaram um assalto, não fizeram nada com ele apenas levaram a mochila com um Notebook caríssimo dentro. Para quem tem um celular roubado já e prejuízo dos grandes, imaginem um notebook de um magistrado.