sexta-feira, 13 de maio de 2011

BLOGUEIRO DEIXA MENSAGEM DEPOIS DE MORRER

Derek Miller, um blogger canadiano que relatou durante quatro anos a sua luta contra um cancro, deixou uma mensagem online depois de falecer.



"Aqui está. Estou morto", lê-se no último post de Derek Miller de 41 anos, que faleceu na passada terça-feira, depois de mais de quatro anos a escrever num blogue sobre a luta que travava contra um cancro colo-rectal.

"De antemão, pedi para que quando o meu corpo finalmente se desligasse dos castigos do cancro, a minha família e os meus amigos publicassem esta mensagem - A primeira parte do processo de passar isto de um website activo para um arquivo", escreveu Derek Miller no blogue "Pen Machine".

Um dia depois da morte, uma amiga de longa data, Alistair Calder, publicou a mensagem. Em pouco tempo, a notícia da morte de Derek e a sua última mensagem corriam o mundo e o blogue atingiu os 3 milhões de visitantes.

O músico e compositor de Banbury na Colômbia Britânica, Canadá, deixou ainda mensagens à esposa, Airdrie, e às duas filhas, Marina de 13 anos e Lauren de 11.

"Hoje não há respostas", escreveu. "Enquanto estive vivo a escrever isto, fiquei triste por saber que ia sentir falta destas coisas - não porque não poderei testemunha-las, mas porque Air, Marina e Lauren não me terão cá para apoiar os seus esforços".

Miller escreveu, entre outras coisas, sobre a sua deterioração física, documentou a tosse no peito ou as dores abdominais, falou da perda de voz e do desgaste emocional provocado por ter que usar fraldas e a sucessiva perda de mobilidade e independência.

Jornal de Notícias, Portugal

Um comentário:

Joema disse...

Altino,

Faltam 20 dias pra eu realizar uma prova que vai me possibilitar trabalhar em patologia nos EUA e nao so com pesquisa cientifica em oncologia de tumores de endometrio, ovario e pancreas. Eu estou uma "pilha" porque vou concorrer com americanos. Mas seu post de hoje me inspira a continuar nessa batalha. E a minha batalha e a de ajudar na descoberta dos mecanismos de tumores como o desse homem. Em geral, os tumores de intestino grosso podem nao ser tao agressivos, mas em pessoas jovens, existe um forte fator genetico que torna a doenca mais agressiva. Voce nao sabe, Altino, mas hoje voce me deu forca. Porque essa minha cruzada e pesada e herculea. So que o sonho de ajudar essas pessoas e o que me mantem de pe, porque eu nao busco fama, reconhecimento ou milhoes de dolares. Eu busco ajudar a humanidade da minha forma. Pra que essas historias nao tenham mais que ter esse final. A morte e uma coisa natural, mas a vida, ah a vida, essa precisosidade magnifica e que me move com paixao. Cada um ajuda como pode, ne?

Um abraco,

Joema.