domingo, 10 de abril de 2011

KASSAB APRESENTA PETECÃO COMO LÍDER DO PSD


O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, visitou Rio Branco (AC), na noite deste sábado (9), onde se reuniu com políticos que fazem oposição ao PT e apresentou o senador Sérgio Petecão como líder regional do Partido Social Democrtático (PSD), cuja fundação está marcada para quarta-feira (13), em Brasília.

Tendo Petecão como cicerone, Kassab percorreu o centro da capital acreana, mas depois foi levado para percorrer dois bairros pobres. O prefeito da cidade mais rica do país ficou alarmado com as disparidades de uma das capitais mais modestas do país.

- O Acre ainda tem muitos desafios para serem superados. É muito triste ver o contraste de uma pobreza muito grande com regiões bastante avançadas em conforto. Que possamos, brasileiros de todos os lugares, ajudar o Acre a sair da difícil situação que enfrenta no campo social - afirmou.

Antes de embarcar para o Amazonas, onde participa neste domingo (10) de reuniões com outro aliado, o governador Omar Aziz, Kassab disse que o PSD deverá contar, além de Aziz, com 25 deputados federais, dois senadores, dezenas de deputados estaduais e centenas de prefeitos.

A reunião de Kassab em Rio Branco foi prestigiada por Tião Bocalom (PSDB), que perdeu a disputa pelo governo do Acre para Tião Viana (PT) por apenas 4,4 mil votos de diferença. Veja a entrevista no Blog da Amazônia.

10 comentários:

Roberto Feres disse...

e assim caminha a humanidade...

BlogdaRúbia disse...

Caminha pra onde professor!!! - Se correr os irmãos pegam e se ficar o cabeção`come... - e nada`de novo acontece na políca do acre

Fátima Almeida disse...

Acho positivo esse novo arranjo, isso de criar um partido que já possui eleitos em assembléias e câmaras. Provavelmente os partidos majoritários devem estar apresentando certos vícios típicos como caciquismo, dissolução devido às alianças, com prejuízo para respectivas identidades. É possível que aconteçam outras iniciativas como essas no panorama político nacional. A fila anda...

Kemis disse...

Oh! Já começo a me sentir aliviado. Acho que minhas aflições estão próximas de serem dirimidas. O Super Kassab chegou! Fim da ironia: ora, poupem-me!

aurelio disse...

Há meu Deus, eu já nem acredito mais em política no Acre. =/

enzo disse...

Qual o projeto do Senador Petecao?

Quantas empresas vao vir para o Acre depois desa uniao ?

Quantos empregos vao gerar ?

Sao essas perguntas que devem ser feitas para o Senador ?

GERA disse...

O Sr. Kassab, perdeu a oportunidade de ficar calado, pois a capital Rio Branco, Esta com a periferia ruim, mas apesar de São Paulo ser a mais rica cidade da américa latina, sofre com a desigualdade social, tanta na área de saúde, como na periferia.
Os hospitais apresenta um caos, onde pessoas vão aos hospitais chega de manha e até 17:30 da tarde ainda estão esperando para ser atendido, sem falar na cracolândia.
Porque o Sr. Kassab não ajuda os seus conterrâneo da Cracolândia, para depois ajudar as outras capitais.

SIMEI disse...

Será que o “100% Popular” mostrou ao Kassab que poucos anos atrás centro e periferia de Rio Branco eram a mesma coisa? Será que o “100% Popular falou para o Kassab que até um tempinho atrás o próprio fazia parte deste bloco que ele tanto crítica?

rejane disse...

Pasme senhor Kassab, o Acre tem vida inteligente, dizer que seu partido surgiu para corrigir falhas na politica, e no mínimo duvidar de nossa sanidade mental, criticar nossas periférias não foi nada elegante. Pois no Acre tem tv, rádio, Jornal de circulação nacional, e pasme. Até internet.
Antes de criticar as nossas, volte e dê uma olhadinha nas suas que tem altos ìndices em tudo que não presta.
O que vossa excelência trousse de projeto inovador para nos apresentar?
Em que de concreto vai contribuir para nosso desenvolvimento?
Não pense que somos abestados, sabemos realmente o que veio fazer aqui. Da próxima vez, seja mais humilde, e poupe-nos de seus péssimos comentários, que não contribuiu em nada.

vilmar disse...

vixe, a disputa vai ser acirrada com a FP!
Petecão + Kassab + Bocalão, que trio!?