quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

DE TIJOLINHO EM TIJOLINHO


O governador do Acre, Tião Viana (PT), não esqueceu de uma de suas principais promessas de campanha eleitoral: pavimentar de tijolos todas as ruas dos 22 municípios.

Segundo medição feita pelo governo, existem 646 quilômetros de ruas que necessitam do benefício no Estado. Existe promessa de que Xapuri será a primeira atendida com oito quilômetros de pavimentação, o equivalente a 51% da demanda da cidade.

Parodiando Lula, tem algo errado na política do PT no Acre. O partido administra Xapuri pela terceira vez e o Acre pela quarta vez. Por que ninguém percebeu antes que é seria tão fácil pavimentar a cidade inteira?

No mais, o que a sociedade não vê é tanta preocupação do poder público com  saneamento no Acre. Rio Branco,  por exemplo, está entre as 10 piores capitais em coleta e tratamento de esgoto.

Mas o governo anuncia que está finalizando a instalação de hidrômetros em toda a rede de água de Xapuri, o que "permitirá o abastecimento 24 horas por dia em todas as casas".

Leia mais na estatal Agência de Notícias do Acre.

4 comentários:

Julio Cesar disse...

Ontem o Tião nomeou sua prima Eveline Macedo, isso é que é um governo de participação familiar,agora é só aguardar a nomeação de sua irmã Silvia, você vai ter uma surpresa Altino.

Francisco Dias disse...

Promessas Políticas
Depois de uma calorosa recepção feita pelos moradores de
uma pequena cidade, o político subiu no palanque e mandou um discurso inflamado:

- Eu prometo casas, prometo emprego, prometo ruas pavimentadas, prometo uma ponte. . .

Nisso um de seus assessores cochichou no seu ouvido:

- Mas, dotô, nessa cidade não tem rio!

E ele continuou o discurso, sem se abalar:

- Eu sei que aqui não tem rio mas, antes de fazer a ponte, eu faço o rio também!

BárbaraCameli disse...

ISSO É UM ABSURDO!

ISAAC RONALTTI disse...

Essa família se apossou do Acre...tratam isso aqui como o fundo do quintal da casa deles...ou a população toma uma atitude contra estas figuras...ou viveremos dias mais nefastos que os da época do Hidelbrando Pascoal...os poderes contituídos do Acre não entraram em combate contra Hidelbrando por causa das mortes que o mesmo participou e promoveu, mas sim porque Hidelbrando era uma das principais pedras no sapato de um projeto político comandado por uma elite local oposta...isso não justifica os abusos cometidos por Hidelbrando...mas muita coisa ainda precisa ser discutida com mais profundidade...o que não tem nesse jogo é gente boa...quando falar em "comunitário"..."popular"..."participativo"..."coletivo"...entedam apenas como engodos utilizados para enganar o povo sofredor do Acre.

Ano passado veio dinheiro para o combate da dengue...alguém sabe onde ele foi utilizado? Os agentes por exemplo, no segundo semestre de 2010 deveriam estar planejando e traçando estratégias para evitar um novo surto de dengue...sabem onde eles estavam? Campanha...campanha....campanha...

Vamos dar a cara a tapa minha gente...essa elite que está no poder se acostumou com abusos...já cumpriram sua fase...chega de autoritarismo barato...pedantismo...assessores hipócritas...empresários assustados...comunicadores bajuladores...

O véu está caindo!