terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

BALANÇO DO TIÃO



Vale a pena ler a entrevista do governador do Acre, Tião Viana (PT), ao jornal A Gazeta desta terça-feira (1). É daquelas em que o entrevistador não questiona o entrevistado. Viana compareceu ao escritório do diretor Sílvio Martinello para fazer um balanço do primeiro mês de gestão. Eis alguns trechos:

Ruas
"É bem mais alto o índice morte no trânsito do que por armas. Estamos pintando a faixa de pedestres com tinta especial para que as ruas sejam das pessoas e não só dos carros."

Pacu
"Fui visitar na estrada de Boca do Acre, no Quinoá, uma área de produção de um cidadão que está fazendo parceria para a construção de tanques de piscicultura. Estamos fazendo isso também em Cruzeiro do Sul. O modelo que estamos utilizando é do Projeto Pacu do Mato-Grosso, o que existe de mais avançado em tecnologia. A nossa meta é de fabricar entre 2.500 a 5.000 tanques. Já estão disponibilizados R$ 11 milhões só para a construção dos tanques. Um hectare de água gera 10 toneladas de peixes a cada 10 meses."

Bois
"Tem pecuarista com duas ou três fazendas que já estão substituindo o gado por lavoura. O ciclo do gado parece começar a ser substituído pela agricultura e o peixe que dá uma margem de lucro de 30%."

Ovelhas
"O secretário de Agricultura, Mauro Ribeiro, terminou o processo burocrático para incentivar a criação de ovelhas no Estado. Ele acredita que no máximo em 15 dias chegam as primeiras 420 ovelhas das oito mil que nós compramos de uma emenda parlamentar minha para incrementar a atividade industrial com ovelhas. Vai ter um frigorífico especializado para o corte".

Cargos comissionados

"Paciência! A gente tem que receitar o remédio de acordo com a dose. Austeridade é a nossa filosofia (…) Os cargos de confiança estão sendo tratado com muito cuidado para que o critério da eficiência e do vinculo com atividade setorial escolhida seja correta. Não podemos abrir mão de associar a política aos critérios."

8 comentários:

lzomatos disse...

Pelo visto o processo de industrialização do nosso estado será baseado na agricultura, psicultura e outras culturas ditas sustentáveis.
Entretanto, não vejo um modelo sólido baseado em serviços e produção. Será um modelo que beneficie os industriais já estabelecidos (leia-se: fazendeiros, grandes empresários e políticos)?

BárbaraCameli disse...

Nada do que consumimos é produzido, até a banana vem de fora, olhar para a agricultura pode ser um bom caminho de renovação na economia, porém o que me assusta é justamente isso : 'Tem pecuarista com duas ou três fazendas', será se esse desenvolvimento alcançará a toda a população?o ministério da agricultura oferece cursos para agricultura orgânica, e muitas outas, mas também poucos são contemplados com essa qualificação. Enquanto aos cargos comissionados, até parece que precisa de todo esse suspense, tá na cara quem são os puxa-sacos, OPS os novos contratados :D

Estou Sabendo disse...

Vamos diversificar, sair da produção de cheiro verde para produção de bodó e piaba, grande avanço, vamos concorrer até com o mercado japonês!!!

Estou Sabendo disse...

Quer dizer que os grandes beneficiários, como sempre, serão os que possuem duas ou três fazendas?

João Francisco disse...

Cargos comissionados? Critérios de eficiência? primos e primas e brevemente sua irmã e sobrinhos é só aguardar. Quem não cuida dos seus não pode cuidar dos outros, não é Tião.

João Rego disse...

Desde o inicio já percebi que fui enganado mais uma vez pelo o pt. O que o governo Tião quer fazer só vai dá a cada vez mais oportunidade para quem já tem condições e os desempregados vão roubar para poder comer e sustentar a familia. Ajudar quem já tem não é boa administração.Os secretários do Tião não faziam campanha em Tarauacá comedo do Tião Bocalom ganhar e eles perderem os cargo por que não fizeram nada de bom para a população. Aí, o Tião Viana só mudou de secretaria e ficou na mesma, e os pobres vão continuar na miséria e sem emprego.Né Tião.Pelo o roteiro de inicio vai ser mais um governo enriquecendo os mais ricos e a pobreza aumentando.

luciahelena disse...

My Good!!! Que pequenês de plano e de propostas do Sr. Tião Viana?
Será que a cachola dele não funciona, ou ele já está comprometido com a dita (e maldita) industrialização do Acre com o agronegócio?
O Acre não merece isso, depois da bela reportagem do governo Binho no Le Monde Diplomatique.
Logo teremos que reagir...
1000 beijos,
luciacreana

Iara disse...

Tião é muito trash mesmo..

Onde já se viu, "incrementar a atividade industrial com ovelhas"?!

-.-

Haja paciência