segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

NOVAS FOTOS INÉDITAS DOS ÍNDIOS ISOLADOS

A Survival International divulgou nesta segunda-feira (31) novas fotos de índios isolados que vivem no Acre, perto da fronteira com o Peru. As fotos foram tiradas pela Fundação Nacional do Indio (Funai), que autorizou a organização, sediada em Londres, a utilizá-las como parte de sua campanha para proteger o território dos índios isolados.

As fotos mostram os índios em detalhe nunca visto antes e revelam uma comunidade próspera e saudável com cestos cheios de mandioca e mamão fresco cultivados em suas roças. Alguns isolados aparecem nas fotos com roupas e utensílios furtados das casas de brancos e índios da região. Os isoalados poderão ser vistos no episódio Jungles, do programa Human Planet, da BBC1, na quinta-feira (3).

Leia mais no Blog da Amazônia.

8 comentários:

Rodrigo disse...

Isolados, mas nem tanto!!! Facão e panela de ferro... isso não deve ser produzido por eles.

Rodrigo disse...

Isolados, mas nem tanto!!! Facão e panela de ferro... isso não deve ser produzido por eles.

Vingador disse...

bem,
Tanto que o fotógrafo pediu pra eles esconderem o pinico de esmalte e o terçado 128.
Uma pena assim não passa credibilidade, afinal uma imagem diz muitas coisas.

loucoabreo disse...

Amigo Altino,

Se não for pedir muito, veja a possibilidade de puxar uma discussão sob o nosso carnaval. Porque não podemos sair no sujo pela Avenida getulio Vargas, Mercado velho Etcc. comoera antigamente.

aurelio disse...

Deixem eles em paz!

Rosangela Barros disse...

Gracias, Altino, pela fantástica imagem!

Agora, eu hein!, esse povo parece que não lê antes de comentar!, Já foi bastante divulgado sobre os sucessivos ataques que os isolados fazem nas casas de suas proximidade para levarem os objetos de que eles necessitam, taí a comprovação (um detalhe, Altino: índio não rouba e nem furta, eles só pegam as coisas emprestadas porque não as têm, depois eles pagam, assim diziam os meus amigos da floresta)… Estás certo!...Outro detalhe com bastante visibilidade: é a aparência saudável: comprovando que a civilização só traz mesmo é prejuízo, como as doenças e outras misérias…

Prof Frank Douglas disse...

Se está isolado, deixa.

Melhor do que isso eles não podem ficar.

A Funai e a Funasa não têm competência para tratar de suas atribuições. A primeira é apenas um cabide de emprego para saudosistas que não conseguem enxergar a realidade: toda vez que se faz contato com uma aldeia, a mesma tende a sumir, nem que seja culturalmente.

Deixem-nos quietos, evitar inclusive a presença de "missionários". Basta olhar para a história e relembrar o "bem" que os Jesuítas fizeram para os índios no passado!

P.S.: Se eles vierem pegar algo "emprestado" em minha casa, é bom deixarem isso bem claro, e abaixar os arcos...

Lindomar disse...

Caro Altino,

De fato o que o Frank Douglas disse: "se está isolado, deixa" faria algum sentido se nisso estivesse presente a garantia constitucional de proteção territorial, dos bens materiais e imaterias, culturais etc... Ocorre que o Governo brasileiro não oferece nenhuma proteção a esses grupos. Ao contrário, insentiva construções de projetos absolutamente estúpidos e insanos como a exploração de petróleo e gás na Amazônia, ligação terrestre e fluvial com o Pacífico, construção de hidrelétricas como o complexo do Jiral e Santo Antônio, Belo Monte etc...

Por outro lado, não podemos apenas colocar a culpa nas tentativas absurdas de contatos históricos sem assumirmos a nossa responsabilidade no contexto histórico de nossa atualidade. Dizer apena "deixa" pode ser exatamente o que querem os ineresses escondidos atrás desta suposta "medida de proteção". A questão real é exigir do poder público que cumpra a constituição brasileira e os proteja enquanto e por quanto tempo eles decidirem pelo isolamento.

Bom trabalho

Lindomar Padilha