quarta-feira, 27 de outubro de 2010

NOTA DA ANPR DEFENDE MPE NO ACRE

"A Associação Nacional dos Procuradores da República vem a público desagravar os Procuradores da República com atuação eleitoral no Estado do Acre, diante das acusações formuladas pelo senhor Jorge Viana e pela ex-Juíza Eleitoral, Arnete Guimarães. Os mencionados cidadãos, em manifestações públicas, sem qualquer fundamento, alegam ser vítimas de atos ilegais e imorais perpetrados por membros do Ministério Público Eleitoral.

A ANPR considera completamente descabidos os ataques dirigidos ao Ministério Público Eleitoral e esclarece que a atuação de seus membros não está afinada a interesses particulares ou político-partidários, agindo sempre pautados pela observância das normas legais, com total independência funcional no cumprimento de sua missão constitucional.

Candidatos a cargos eletivos e ex-integrantes do Poder Judiciário, envolvidos em fatos investigados, devem prestar informações de seus atos à população e esclarecer a lisura de suas condutas, em lugar de efetuar ataques pessoais aos Procuradores da República.

A ANPR reafirma à sociedade que as tentativas de intimidação à atuação dos Procuradores da República serão veementemente combatidas e não interferirão no desempenho das atribuições constitucionais dos membros do Ministério Público Federal.

Brasília, 27 de outubro de 2010.

ANTONIO CARLOS BIGONHA
Procurador Regional da República
Presidente da ANPR"

Um comentário:

Fernando disse...

Independente de como será o final desta "novela", considero esse o fato mais marcante e grave para nossa democracia. Esperar prá ver.