segunda-feira, 26 de julho de 2010

O QUE É FLORESTANIA?


Dezenas de garis foram mobilizados neste fim de semana para recolher a sujeira deixada pelos animais durante a cavalgada de abertura da Feira Agropecuária do Acre, nas ruas do centro e na Via Chico Mendes, em Rio Branco.

Aliás, o governo afirma que o Acre de Chico Mendes vai bem, muito bem. Possui mais touros e vacas (2,4 milhões) do que homens e mulheres (655 mil). São 3,7 cabeças para cada habitante.

O governador do Acre, Binho Marques (PT), afirmou na TV que a nossa Feira Agropecuária supera a de Barretos, em São Paulo.

Embora tenha confessado que nunca visitou a maior feira agropecuária da América Latina, Marques alega que em Barretos só tem rodeios e no Acre negócios.

Alguém sabe aí o que é florestania?

Foto: Gazeta.Net

15 comentários:

Barquinha Madrinha Chica disse...

Conceito criado pelo Toinho, se não estou enganado, significa algo como "viver na floresta com cidadania", ou não?

Ciro Fernando Assis Siqueira disse...

Florestania é um belo de um greenwashing.

antonio gomes lacerda disse...

Uni-vos acreanos!
"Marina é acreana, tem compromisso com o Brasil, tem um passado limpo, veio da zona rural, desperta amor nas pessoas e merece o nosso voto.

Eu Acredito!
SOU + MARINA SILVA

Meu verso não é bonito,
não tenho essa pretensão,
mas é feito de coração
você pode ouvir meu grito
basta querer me escutar
não deixa para depois,
vem agora MARINAR!

Sou + MARINA SILVA
Marinei de corpo inteiro
digo isto em qualquer mote
pois Deus me deu esse dote,
moro no Rio de Janeiro,
lugar bom de se morar,
aproveita o meu repente
e vem comigo MARINAR!

Acreucho disse...

Poxa! Estou terrificado com a declaração de Binho, de que a feira de Rio Branco é maior que a de Barretos. Por aqui se esperam fechar 50 milhões de negócios durante os 9 dias de feira, lá se fecha isso por dia, com certeza. Acho que o professor Arnóbio não deveria ter dito tamanha incongruência. Bem, respondendo a pergunta, acho que florestania deve ser alguma coisa que ninguém sabe explicar o que é, mesmo porque no Acre, nunca se conseguiu exercer esse negócio, que seria "ter direitos de cidadão, ficando na floresta".

fatima almeida disse...

para mim o pior de tudo é essa imposição do vermelho para o uniforme dos garis, homens e mulheres..quanto a florestania tem a ver porque a bosta do boi é verde

Sallinos disse...

"e o Acre vai virar pasto de boi"

Quando estive aí ouvi esse trecho da música pela voz do Pia Vila.

Julio Cesar disse...

Bom dia altino,

Como o Binho fala besteira. por não te calas.

Acreucho disse...

Ora Fátima, não é só o uniforme dos garis, os carros de coleta, as caixas de coleta, camisetas de uniforme de escola e outras cositas más...

Acreucho disse...

2,4 milhões de bovinos e dizer que há crianças que "nunca foram apresentadas a um bife"! Essa quantidade de carne, deve estar na mão de no máximo 2% da população e tem fazendeiro de fora também...

Andarilho disse...

Não conseguimos nem viver como cidadãos nessa cidade, ou alguém duvida que ser cidadão não é sinônimo de deveres sendo cumpridos e direitos sendo respeitados, é assalto, é roubo, é morte e por aí vai.

silene.farias disse...

O Boi é saudável por se alimentar do verde, os homens ignorantes se alimentam da carne do boi...

lzomatos disse...

Carta ao Excelentíssimo Sr. Governador

Se no meu estado cada cidadão possui 3,7 cabeças de boi, me diga onde passo para pegar as minhas?

Pois, até então no meu quintal não disponho de tais benefices.

Att.
Cidadão Acreano

Márcio Chocorosqui disse...

O mais irônico é que o cocô é feito em cima do Chico Mendes, digo, da via Chico Mendes.

WADT disse...

É curioso lembrar que, sendo "florestania" a união das palavras “floresta” e “cidadania”, nestes dois fundamentos da política acreana, há mais propaganda do que realidade.

Ainda mais porque debatemos uma tese que já deveria estar ultrapassada.

Este debate que se baseia na contradição de uma visões para o desenvolvimento econômico fortemente arraigada à políticas preservacionistas quanto ao uso dos recursos naturais, e outra, eminentemente agrícola, já deveria ter sido abandonada no século anterior, pois, apesar de representarem as tendências históricas do conflito da terra no Acre, não mais respondem às necessidades de uma sociedade moderna.

Nosso foco deveria estar em oferecer um novo caminho para um futuro comum, onde agricultura e meio ambiente andem de mão dadas. Não se trata, da visão errônea de que não podemos consumir ou cultivar nossos alimentos, mas de que podemos fazer isto responsavelmente e dentro de rígidos controles ambientais.

Há tecnologia para isto.

Falta vontade política.

E o melhor, somos livres para decidir que futuro queremos.

Gleice de Rezende disse...

Gente, tudo não passa de marketing. Vocês não vêem? Isso é coisa de intelectuais do PT que adoram criar e mesclar conceitos. O mais interessante é que não passam de conceitos.
Florestania deve envolver princípios básicos de cidadania. Vejamos: Como é o ensino e como são nossas escolas - urbanas e rurais? e a saude? sobre a criminalidade no Acre, sem comentários. Empregos então, nem se fala. A oferta é ínfima e as drogas e a violência tomaram "de conta" da sociedade. Por último, gostaria de conhecer os índices de inadimplência na cidade, por conta de que o último pagamento do governo foi todo convertido para gastos na Expoacre 2010.
Os preços por lá estavam de amargar!!! mas tbm, o gov. faturou aos tudos! até p/ se vender doce por lá, tinha que pagar uma salgada taxa.
Enfim, o Acre ao sabor da política da hora!