segunda-feira, 28 de junho de 2010

CAI PRESIDENTE DA FUNDHACRE

Direção remove paredes de vidro porque temperatura ambiente "baixa" para 30ºC quando sistema de refrigeração é acionado


Após a publicação neste blog do vídeo "A sucursal do inferno", na quinta-feira (22), o governador Binho Marques (PT) fez remanejamento na equipe dele em mais uma tentativa de melhorar o atendimento na Fundação Hospital do Acre (Fundhacre).

A enfermeira Lúcia Carlos foi afastada da presidência da Fundhacre, que passa a ser dirigida pelo secretário adjunto de Saúde Sérgio Roberto. Lúcia Carlos, que tentava resolver vários problemas na Fundhacre, permanece como secretária adjunta de Saúde.


Esse é apenas mais um exemplo da ingerência do governo, que perde tempo e dinheiro com propagandas fantasiosas e esquece de conferir a qualidade de seus serviços na ponta ou deixa de ver e estar próximo da população, esquecendo os seus reais problemas.

O governador ficou contrariado com as imagens do vídeo mostrando a população sendo atendida sob muito calor porque o sistema de refrigeração jamais funcionou.

O secretário de Obras Eduardo Vieira foi convocado a comparecer à Fundhacre e conseguiu ativar o precário sistema de refrigeração. Porém, a temperatura ambiente "baixou" para apenas 30ºC.

O secretario Sérgio Roberto determinou que a parede de vidro do salão de atendimento fosse removida para circulação do ar e instalou mais ventiladores até que o sistema de refrigeração sirva.

O prédio da Fundhacre é uma construção bizarra do governo Flaviano Melo (PMDB) e continua sendo mina inesgotável para gestores e empreiteiras de má fé.

Na verdade o governador Binho Marques até ensaiou enfrentar a corrupção e o caos do setor, mas as amarras políticas têm impedido grandes resultados.

Nos últimos 12 anos, durante os três governos do PT, sucessivas obras de construção e reforma pouco serviram para melhorar a qualidade do atendimento da população.

Após tanto tempo, o setor de saúde pública no Acre continua longe da promessa de que teria qualidade de primeiro mundo.

3 comentários:

sat disse...

No dia 25 de junho, sexta-feira, jogo do Brasil, fui até a Fundação para fazer uma perícia médica. Sofri um acidente de carro há alguns meses e estou de licença médica do meu trabalho. Faço as perícias regularmente para receber meu salário pelo INSS. Mas na sexta, ao chegar na Fundhacre, fui informado que não poderia ser atendido porque não havia médicos. Também não consegui remarcar a consulta porque não encontrei ninguém responsável por fazer esse serviço. Os únicos funcionários que encontrei apenas me disseram:

Ah...hoje é jogo do Brasil, né!!! Num tem nenhum médico aqui não.

Vou tentar remarcar essa semana.

Imagino que outras pessoas tenham passado pela mesmas situação que eu.

Obrigado pelo espaço.

Abraços.

Silvana disse...

Olha, Altino, continue fazendo esse trabalho,,,de mostrar a quantas anda os Serviços Publicos na cidade, pois rapidamente foi feita uma intervenção(tomara seja pra melhorar) e isso demonstra a coragem de um cidadão comprometido com a verdade, seja pessoal ou profissional. Coisa rara na imprensa hoje...parabéns pelo Blog!!

Acreucho disse...

Poxa que legal! Trocou-se 6 por meia dúzia! Alguém já notou que aqui no Acre nenhum diretor de coisa nenhuma é exonerado e mandado pra casa, sempre é "remanejado" para outro cargo e continua mamando?