segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

IMPORTANTE DEMAIS PRA HISTÓRIA

Bosque "Amigos do Chico"


Ele é reservado apenas a quem merece o Prêmio Chico Mendes de Florestania. Chic perde. Os petistas, que perderam o senso na seletividade de parcerias políticas no país, no Acre se tornaram mais solenes que os governantes durante a ditadura militar.

Até na missa de Chico Mendes, celebrada nesta noite em Xapuri, a loa suplantou o sermão. Não custava ser mais criativo para festejar o assassinato do seringueiro.

Trasncrevo duas observações do experiente jornalista Sílvio Martinelo, diretor da Gazeta, premiado que foi recentemente por uma colunista social:

"A primeira a de que o Governo exagerou um pouco no tom festivo, com entregas de medalhas e comendas...

...como se estivesse comemorando, fazendo apologia de uma morte, um assassinato cruel e covarde.

A segunda sobre essa lista dos amigos de Chico Mendes, na qual ficaram alguns ou vários amigos verdadeiros de fora, incluindo outros que aparecem de décadas em décadas no Estado.

Ouviu-se até uma expressão cáustica: são os chamados "tatus-canastras", que se alimentam de cadáveres e alimentam seus currículos e contas bancárias".

Maldade deixarem Martinello fora da lista de homenageados.

Agora a boa nova: como o "governo da floresta" se recusa a comprar espelho para se olhar, no ano que vem o blog organizará o Prêmio Darly Alves de Hipocrisia.



Clique aqui para saber mais sobre a confraria do Chico.

9 comentários:

Anônimo disse...

O Toinho Alves que também foi agraciado com o Prêmio Chico Mendes, descascou a macaxeira durante o evento. O Jorge Viana teve de ouvir "tudim" de cabeça baixa,pois o ex governador foi quem acompanhou o Sêo Antônio para realização da devida entrega do tal prêmio.O Binho que usou da palavra em seguida, aceitou os puxões de "orelhas".De fato, o Sílvio tem razão, só faltam premiar o Darly, pelo feito do dia 22 de dezembro, que coisa esquisita...

Anônimo disse...

Legenda para a foto: "Sorrir da dor"

Anônimo disse...

O altino, os caras privatizaram mesmo a coisa pública. É muita cara de pau criar um espaço público em nome dos amigos, os próprios, do mito criado. Imaginem, noutras épocas, um militar inaugurar um espaço público com o nome de "espaço os amigos do general Golberi". A história, lá na frente (agora eles não deixam), registrará o absurdo que estão fazendo. Voth!

Anônimo disse...

De quais critérios se valeram os organizadores do evento para identificar a prevalência do nível de amizade pelo Chico, de cada homenageado sobre o anterior? Que papel desempenhou sua família nessas indicações? E aquelas pessoas companheiras, simples e seringueiras como ele, que privaram do seu dia-a-dia, dividindo com ele suas alegrias, tristezas, esperanças e temores, por que não foram homenageadas ao mesmo tempo em que os usufrutuários poderosos de sua memória o foram? Apenas por ser gente simples? Isto nem pensar, já que essa turma adora gente simples. Ou porque não houve mudas suficientes para representá-las no tal bosque? Também não, pois muda de árvore nativa a gente encontra em qualquer quintal. Ou talvez ainda, porque não caberiam todos numa só foto?
Bem, esta última hipótese me pareceu a mais provável. Também, pudera! Não providenciaram a tempo uma grande angular. Ô gente descuidada!

Walmir.

Anônimo disse...

Altino,
gostei muito da idéia do prêmio Darly Alves de hipocresia. E Porque não? Tem que acontecer simultânemante com o prêmio Chico Mendes.. Os internautas é quem vão votar.
Tb estive na entrega do prêmio.. Toinho falou a com a verocidade de um jaguar. Matou a cobra e mostrou o galho..
Fiquei indignado com o discurso do Jorge que ficava muito naquele do to be or not to be.. Porque assissaram Chico Mendes, aquelas pessoas não destruíram seu sonho...
Que pessoas.. A propósito hoje essas pessoas não são todas aliadas do governo.. O que mudou????
Meu amigo, prestem atenção, vocês não tão falando para um monte de pelegos não.. espero que tenham dedicado uma planta também ao Darly, etc..

Anônimo disse...

Aproveito o espaço para informar que o SAERB está mandando lama vermelha lá para as torneiras de casa aqui pertinho do centro, próximo ao parque da maternidade. É brincadeira, nem para lavar calçada essa água está prestando e já soube que lá para as bandas do bairro da floresta, no Bela vista, é a mesma coisa. Queremos água tratada, não lama.

fatima almeida disse...

vi recentemente no documentário "Memória Modo de Usar que o Governo Federal condecorou torturadores, em 89 com a medalha "Chico Mendes";e soube ainda que um famoso jornalista que aparece por aqui de quando em vez tomou todos os dados com o Silvio Martinello, meses após o crime do Darly Alves, para publicar livro e incrementar a fama;

fatima almeida disse...

Vi, recentemente,o documentário "memória, modo de usar" e só então fiquei sabendo que torturadores brasileiros haviam sido condecorados em Brasília com a medalha "Chico Mendes".

Anônimo disse...

Já que vai sair a revista em quadrinho: "Chiquinho", o Altino já se adiantou e fez o "Vampirão de Xapuri". 20 anos depois, essa loucura, parece que tá todo mundo alucinado. O Darli com bíblia na mão se segurando prá não matar o filho que matou sua mulher e ainda por cima querendo publicar um livro contando do assassinato do líder seringueiro prá vender para os estrangeiros. certamente vai faturar alto,quero só ver a briga pelos direitos autorais,pensa ele que esse é um bom negócio.Ainda por cima o homem é fã de carteirinha do Senador Tião Viana,pode? Estou carêta, carêta...esse negócio é mesmo esquisito.Vi um documentário no canal ll, onde o Chico dizia que ele não podia recuar, apesar de saber que estava marcado morrer e que a sua causa era "inglória", ou seja não ia mudar tão cedo.Chico tinha forte convicção do que dizia,por isso sobrevive ao tempo e supera os espaços geográficos e a própria humanidade.