terça-feira, 28 de outubro de 2008

MARINA HOMENAGEADA EM LONDRES

Senadora recebe a Medalha Duque de Edimburgo

A ex-ministra do Meio Ambiente, senadora Marina Silva, foi homenageada, hoje, pelo Príncipe Philip, com a Medalha Duque de Edimburgo de Conservação, no Palácio de Saint James, em Londres, em reconhecimento à sua trajetória e sua luta em defesa da Amazônia brasileira.

A medalha é o prêmio mais importante concedido pela World Wildlife Fund (WWF), uma das maiores e mais respeitadas organizações independentes de conservação do mundo, com quase cinco milhões de associados e uma rede global envolvendo mais de 100 países.

Durante a solenidade, Marina Silva disse (leia o discurso) que a crise financeira mundial não pode ser equacionada com os mesmo recursos utilizados no colapso mundial dos anos 30.

- Existe uma especificidade, desta vez, para além da interligação financeira do Mundo. Esta talvez seja a primeira grande crise econômica em que a dimensão de finitude dos recursos naturais não poderá ser ignorada nas medidas que preconizam o seu enfrentamento. Isso impede que a reanimação do crescimento se faça, como se fez sempre, com base no cálculo econômico puro - assinalou.

- Com esta condecoração, nós reconhecemos um compromisso de vida da senadora Marina Silva para com a Amazônia e, em particular, suas extraordinárias contribuições para a conservação daquele bioma enquanto Ministra do Meio Ambiente - declarou James Leape, diretor-geral do WWF-Internacional.

Concebida em 1970, como Medalha de Ouro do WWF, a condecoração passou a levar o nome de Duque de Edimburgo em homenagem ao Príncipe Philip (ele é o Duque), quando de sua aposentadoria da presidência da ONG conservacionista, em 1996.


Lei mais no Blog da Amazônia.

5 comentários:

Leandrius disse...

engraçado que essas ongs sao sempre capiteanadas por organismos internacionais, se é de preservaçao da amazonia, o mais logico nao seria a direçao dessas ongs nas maos do amazonidas?

Juruá disse...

Leandrius,

O WWF não trabalha somente na Amazônia. É uma ONG criada há mais de 45 anos, em Londres, e que possui projetos de conservação por todo o globo. Seu primeiro presidente foi o Duke de Edinburgo e por isso a homenagem no Prêmio.

Maiores informações: www.wwf.org e www.wwf.org.br

Abraço,

Leandrius disse...

Juruá, eu sei mt bem do q cuidam essas WWFs da vida

Anônimo disse...

Enquanto isso as carretas carregadas com madeiras, creio que certificadas, desfilam garbosamente pela dias martins. De certificação em certificação se vai nossa linda floresta.

walmir.AC.lopes disse...

A idéia do Leandrius até que não é má. É apenas surreal. Madeireiros e pecuaristas da Amazônia(segundo você, quem mais poderia ser, Leandrius?), unidos e presididos por Blairo Maggi, por exemplo, administrando uma ONG preservacionista que condecora nossa Marina Silva pelos inestimáveis serviços prestados à preservação da Amazônia...
É uma idéia surreal, e uma pena que não seja verdade. Parabéns ao Duque inglês, pela iniciativa e o reconhecimento que os nossos "Barões" não tiveram.
Parabéns, Marina. Você é grande. Maior que nossas fronteiras.