terça-feira, 30 de setembro de 2008

EFEITO DA MUDANÇA DO FUSO HORÁRIO


Charge do Dim no blog do Edvaldo Magalhães em campanha contra o nepotismo na Assembléia Legislativa.

Além do galo do deputado Romão, a mudança de fuso horário tem afetado realmente a vida de muita gente no Acre.

E tem gerado até um protesto nada obsequioso. Em Feijó, o padre só toca o sino da igreja às 7 horas, isto é, às 6 horas do horário antigo.

Feijó é o município mais petista do Acre. E foi lá que o senador Tião Viana, autor da mudança, obteve 95% dos votos válidos.

3 comentários:

Hercules disse...

Olha, o dep. romão ainda existe?!?!?!?! É tão medíocre como deputado, não se ouve falar de seus projetos sendo aprovados, suas ações, ao menos uma fala. Um dep tadozinho medíocre. Só aparece mesmo em charges.
Por favor eleitor, repense seu voto, aberrações iguais ao deputadozinho-medíocre-romão têm que desaparecer.

Anônimo disse...

Bem feito
Duvido que o senador Tião Viana tenha coragem de brigar com o padre, ele já mais vai querer se excomungado pelo padre. Além do Padre, tem os galos, os passarinhos os grilos etc, que continuam a canta sempre no mesmo horário pela manhã.

Anônimo disse...

Meu Deus, mas se a população não está satisfeita com essa mudança, que se faça o plebicito. E porque o Senador Tião Viana não o fez antes de se fazer essa mudança? Será que é verdade mesmo o que fiquei sabendo sobre o porque ele lutou pra mudar o horário de verão, que foi uma solicitação da Tv Rede Globo? Então ele não tava preocupado com o povo, mas sim em atender um pedido da TV.... Se for verdade, ele não pode fazer o que bem quer e muito menos decidir o que é melhor ou não para o Acre. Tem que ser um trabalho em equipe. Eu quero dizer: Quando ele quer voto ele sabe muito bem ir as ruas e aos bairros pobres de todas as cidades do Estado e pedir. Dizendo que "todos tem que trabalhar para ajuda-lo a melhorrar o Estado." E na hora de decidir alguma mudança se quer pergunta pro povo, aquele que votou e vota nele. Faça-me o favor, se o povo não quer, que seja feita a sua vontade. Mas se for só uma ondazinha de meia dúzia de insatisfeitos, esquecemos então todo esse barulho. Mas pra se saber, resta fazer uma consulta popular, e aí sim, a vontade da maioria vai prevalecer, e o Senador vai sair limpo dessa.
Gabi Ramos
Cascavel - Paraná.