quarta-feira, 5 de setembro de 2007

O DIA DA AMAZÔNIA

Hoje é o Dia da Amazônia. Não há o que comemorar. Rio Branco, a capital do Acre, está imersa em fumaça, conforme as fotos abaixo, tiradas às 9h15, na Rua da Torre, alto da Estrada da Sobral. E vem aí o 7 de Setembro, mais conhecido como "Dia de Tocar Fogo na Pátria". Clique nas imagens para visualizá-las ampliadas.



15 comentários:

jacheline disse...

Hoje é dia da Amazônia, aqui no Sul, desde cedo meios de comunicação, Igreja e organizações sociais estão discutindo os problemas da Amazônia, ela é nossa e é uma pena que os governantes a tratem como um território alheio ao Brasil...

Gean Cabral disse...

Fazem lá no Sul o que niguém ainda pensa em fazer aqui. Impressionante!

Leandrius disse...

Pelo menos pra isso a amazonia serve, pra ter um dia... e esse dia ser feriado.

Anônimo disse...

A placa de trânsito na foto ficou perfeita para ilustrar a queimada,ficou o apêlo: PARE.Até quando os homens queimarão? O IMAC ou mesmo o Ministério do Meio Ambiente têm previsão? Só mesmo o professor F.B da Universidade do Acre sabe,é um americano que vem de longas datas mostrando dados terríveis para nossa população e autoridades,porém entra num ouvido e sai no outro.Dizem que a fumaça não é daqui,e porque Rio Branco(Acre) está entre os mais secos do país? É,a situação tá cinza e nada mais...o sol vermelhou os currais.ou os currais avermelharam o sol?

Anônimo disse...

Fico debruçado na janela e começo a chorar,é de fumça e tristeza seu moço, minhas lágrimas e lástimas!

Anônimo disse...

Acusados de matar Ivair Higino podem ir a júri popular





Os principais acusados pela morte do ex-dirigente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Xapuri, monitor da CEB (Comunidade Eclesial de Base) e candidato a vereador pelo PT do município, Ivair Higino de Almeida, assassinado na madrugada de 17 de junho de 1988, numa emboscada na porta de casa, na BR-317, supostamente preparada a mando de comparsas de Darli Alves, podem finalmente, ir a júri popular. Filhos e parentes próximos de Darli e Alvarino são apontados pelo Ministério Público como responsáveis pelo homicídio.



Ivair foi morto seis meses antes de Chico Mendes, no auge da luta em defesa dos interesses dos trabalhadores rurais, na época, ameaçados de espoliação pelos grandes fazendeiros vindos da sul do país e instalados na região de Xapuri e Brasiléia, responsáveis por uma série de assassinatos de lideranças rurais e seringueiros nos diversos confrontos que ocorreram na década de 80, a década que banhou de sangue inocente a região hoje conhecida como Alto Acre. Muitos desses crimes ainda continuam impunes.



Hoje (06), a partir da 8:00 horas da manhã, a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Acre irá se reunir para julgar um "recurso em sentido estrito" , a pedido dos advogados dos quatro acusados pela morte de Ivair. São eles: Oloci Alves da Silva; Gentil Alves da Silva, Cícero Tenório Cavalcanti e Darci Alves Pereira. A defesa quer anular a decisão do juiz de Xapuri que entendeu que os mesmos devem ser submetidos a júri popular. Entidades ligadas aos movimentos populares, que atuam em defesa da terra, prometem fazer pressão para que o tribunal mantenha a decisão e os acusados sejam julgados pelo povo de Xapuri.



Já a representante do Ministério Público, Procuradora Patrícia de Amorim Rego manifestou-se no processo em 25 de Maio deste ano e reconheceu os "indícios de autoria e materialidade do crime", todos apontando para os acusados, requisitos necessários para que os mesmos sejam enviados a júri popular.


Edinei Muniz

Anônimo disse...

" Últimas Notícias"
Imac Intensifica Operação Floresta Viva.Enquanto isso a comunidade toca fogo durante o feriadão, pois a fiscalização cai e muito.Todos os ramais estão queimando e na zona urbana também. Coisa de louco!

Anônimo disse...

IMAC tem que intensificar uma operação que durante o ano todo contemple um projeto de Educação para o Meio Ambiente,informação e divulgação das melhores ações desenvolvidas nessa área.Sanções devem ser aplicadas também, porém tem ue ter o referendo da comunidade.

Anônimo disse...

Altino
Será que depois que o Blairo mMggi e o Ivo Cassol aderiram ao lulismo ainda serão acusados de atear fogo na Amazônia?

Editor do blog disse...

Não creio, sinceramente.

Anônimo disse...

Caro Altino, a nuvem de fumaça cobre todo o estado do Acre na Região do Alto Acre especificamente Brasiléia e Epitaciolândia, vista do alto do km 01 da Estrada do pacifico e impossível cedo ou mesmo a tardezinha ver a as três cidades juntas incluído Bolívia.
Um amigo do copo de Bombeiro mim disse: “Nos não temos condições e o dia todo apagando fogo principalmente na cidade, as pessoas fazem por que querem e depois nos chamal”.

leilabli@hotmail.com disse...

Quero ver este jure acontecendo para mim acreditar, e os assassinos de Wilson Pinheiro alguém ouviu fala ? São tantos sindicalista que foram motos pelos mesmos que hoje vivi incendiado a Amazônia.

Anônimo disse...

O Corpo de Bombeiros não tem folêgo nem água suficiente prá apagar o fogo que é ateado pela grande maioria da comunidade acreana.Até gente que levanta a bandeira da ecologia,toca fogo e sai de perto. No dia seguinte com a cara mais lambida diz: o fogo pulou o aceiro, e coisa e tal, tudo balela.Vai cair toda a FLORESTA e os neros ficarão admirando o estalar das labaredas.O governo federal, estadual e municipal também não dão assistência ao pequeno agricultor. E tome fogo!

Anônimo disse...

É fogo, ter que conviver com queimadas e queimadas,ano após anos!Será que esse mundo é mesmo dos loucos incendiários?

Saramar disse...

Altino, essa coisa de dia disso e daquilo tambem é fumaça de cegar e entontecer.
Rende muito palavrório inútil e mentiroso, fogo de palha, ao contrário do fogo que destrói o seu estado e o meu também.