sábado, 23 de dezembro de 2006

MEUS PRESENTES

Leila Jalul

Esse blog parece que está de licença prêmio. São tantas solenidades, inaugurações, autos de Natal, trânsito ofegante, show do "é o amor, que mexe com a minha cabeça e me deixa assim" etc, que acho que o Altino ficou afobado e deu uma pequena parada. Pode ser também por causa do Natal, que também mexe com bolsos e corações. Sei lá!


Aí eu pensei em fazer um texto que deveria se intitular "Eco da mata", mas, deu uma cacofonia meio intrigante, e parei. Vai para depois do Natal.

Para não ficar sem dizer nada, vou aproveitar e falar para os meninos e meninas que estiveram aqui junto comigo e com o Altino. Desejo a todos que se façam acompanhar de muita alegria e saúde neste e nos outros anos que virão.

Especialmente não posso deixar de expressar um amor de paixão e de dizer carinhosamente ao Sérgio e ao Chico Souto, Elson Martins, Letícia Mamed, Pedrina, Lhé Farhat, Hélio Koury, Bruxinha, Fátima Almeida, Silene Farias, Toinho Alves, Keilah Diniz, Glória Perez, Eymard, Lucenildo, Evaldo, Margrit (lindinha!), Silvana, de Londres, Eliane, da Alemanha, Juarez Nogueira, comadre Kátia, e aos mais novos amigos Walmir e Ísis, que os quero bem felizes e que me obrigo a agradecê-los por povoarem a minha solidão.

Quero, ainda, por reconhecimento, transmitir aos que governaram e ressucitaram o ânimo dos nossos irmãos, que tenham pela frente uma caminhada feliz e produtiva. Felicidades para o menino Jorge e equipe.

Meu presente de Natal para Binho, não vai ser preciso comprar. Só boas vibrações. Ele tem tenência para não se iludir com o canto das sereias.

Ao assíduo leitor Angelim, um abraço fraterno. Cada sucesso seu é, pela nossa aritimética, um sucesso meu. Muitos anos e muitas lutas juntos nos fizeram mais que colegas. Sucesso, querido! 2007 vai requerer mais asfalto, iluminação pública, saúde, educação e lazer.

Por fim, para o Altino, apenas uma pergunta: posso continuar na carona? Minha psicóloga me disse que nunca vou aprender a dirigir para poder sentar no banco do lado. Tenho que apreciar a paisagem.

Beijão para todos.

Deus nos ilumine!

Amém!

Vamos adiante, Leila, contrariando a psicóloga, claro. Enquanto contemplo a paisagem, você segue aprendiz de condutora de trenó. Feliz Natal ao nosso leitorado.

16 comentários:

Luc disse...

Tenho que passar aqui e deixar os meus votos também, e deixar o meu sincero depoimento de que esse blog foi realmente umas das melhores descobertas de 2006 nesse mar web. Assuntos interessantes, opiniões diversas e riquissimas de conteúdo e importância.
Através desse blog conheci uma figura muito inteligente e interessante... a Leila Jalul.
A todos que leem esse blog assiduamente um 2007 de muito energia positiva e muito sucesso. Que DEUS abençoe a todos.

Bianca Pyl disse...

Olá Altino! Eu já tinha visitado o seu um tempo atrás (acho que durante minhas pesquisa sobre jornalismo social)e também gostei, mas acabei perdendo o link! Agora voltarei mais vezes!
Eu também sou jornalista, acabo de me formar e tenho outro blog, Mídia Social, que é resultado do meu Trabaho de Conclusão de Curso sobre Jornalismo Social, ficaria feliz com sua visita por lá também (www.revistamidiasocial.blogspot.com).
Um abraço e volte sempre ao Entrelinhas!

Bianca Pyl disse...

Ps: agora vi seu comentário no Mídia Social!!!
Nós atualizamos uma vez por semana com as matérias da Mídia Social, uma grande-reportagem sobre jornalismo social!

Abraços Altino!

Silene Farias disse...

Amada Leila,
Feliz 2007 prá você também!Aproveitando a carona vai um desejo de Feliz Festa para o Altino e sua turma. Um forte abraço,Silene Farias.

silvana de Faria (Viana Escócio Drummond Ditcham) disse...

Querida Leila,
Obrigada pelo carinho. Você é muito especial sobretudo depois de tantas revelações (túnel do tempo) dos nossos laços de família e de amizade. Saudades dos amigos e da grande família acreana (Lágrimas)... Antes era Silvana, do Acre- depois Silvana, de Belém- ai Silvana, de Paris, agora você me 'batizou' Silvana, de Londres (lágrimas..) mas sou mesmo, de Faria. Igual ao papai. Beijos. Dá um beijo na Kátia e no Altino pra mim... Silvana Maria.

NN disse...

Passei por aqui e deixo o meu Feliz Natal para todos os assíduos leitores do Blog do Altino, the best one. Altino: espero que 2007 seja o ano certo para que nossa amizade virtual transforme-se em amizade pessoal. Abraços em todos e um especial no teu neto! nn na paz e no bem

Rô Luiz disse...

Grande Leila,tudo de bom para você também.Um forte abraço à todos que participam de alguma maneira deste blog e em particular ao seu idealizador, que nos deu a oportunidade de contatar com velhos amigos.Rogo à Deus muita saúde para todos nós.

sergio souto disse...

Meu nobre visconde dos buritizais,
Que este natal tenha a força do sol e
o tamanho da esperança.
Vamos que vamos ! A hora é essa !
Que tal pintarmos o 7 em 2007 ? é só você querer...

Beijús, tapiocas, rabanadas(paridas)
perús, tacacás, rabadas no tucupi.
Muita cerveja, tabaco do Juruá, saúde, paz e amor...muito amor.
Um papai noel prá lá de generoso com os
nossos curuminzinhos.

FELIZ TUDO!!!
Sergio Souto

Sergio Souto disse...

Acreaníssima LEILA.

Que o amor esteja sempre
No interior da gente
Que a paz no coração
Seja clara e transparente.

Que os homens do amanhã
Cresçam com dignidade
Nas florestas,nas ribeiras
Nos campos e nas cidades.

Que a fome e a miséria
Já estejam de partida
Que os homens se irmanem
Num só canto em prol da vida.

Que acabem de uma vez
Com qualquer desigualdade
Prá que o mundo sobreviva
E exploda de felicidade.

FELIZ NATAL
FESTA DE LUZ
ESTEJA EM NÓS
MENINO JESUS.

Beijo procê

FRQSTR=19380625x321361:1:1440|19380625|19380625|19380625|19380625 disse...

Leila, sucesso, paz, saúde e alegria no ano novo e sempre. eymard

Duda disse...

Oi Leila. Quero aqui cumprimenta-la pelas cronicas. Ja ri muito. Alguns personagens conhecidos, outros nao, mas vale a pena ler tudo que vc escreve. Feliz Natal pra ti. Permita-me uma sugestao: escreva algo sobre o teu cunhado, o Osvaldinho. Quando crianca, diverti-me muito com ele, que era o melhor amigo do meu pai, Lourival, e as estorias que soube algumas que presenciei, para vc que sabe escrever, dara, sem duvida, deliciosas cronicas. Desculpa a falta da acentuacao, e que troquei a maquina e ainda nao sei colocar a funcao da acentuacao para funcionar. Um forte abraco.
Altino, feliz natal e que 2007 seja de otimas leituras, por aqui.
A todos os outros leitores um 2007 com saude e Feliz Natal a todos.
Duda Marques

leila disse...

Amantíssimo menino Duda,
Que prazer enorme de ver vc transitando neste emaranhado que o Altino divulga todos os dias.
Fiquei de verdade feliz. De repente me vi jogando canastra com vc, nos idos de um tempo conturbado. Lembra do relógio da Raimunda? Aquele que nunca roubaram? Aquele que armaram a confusão? E nós na mesa, ocupando as mãos com canastras sujas e reais, limpos, limpos, carregando nossa maior limpeza: nossa honra, nossa educação, nossa verve de pessoas pobres, porém decentes.
Aquele relógio daria uma crônica que não vale a pena. Nunca hei de carregar na minha memória a desfaçatez. Minha bilis sai pelo lugar certo. Minhas lágrimas são de puro cloreto e despencam à base de não menos puros sentimentos. Tá ligado? Tá lembrando?
Meu louro, por um tempo vou ficar te devendo matéria sobre o Oswaldinho. Ele mereceria todas, mas, acontece que esse negócio de família dá rolo! E como dá!
Ontem a esposa viúva se irritou de forma besta, por tê-la chamado de mosca morta, num texto que escrevi com palavras de hoje e pensamentos de ontem..
Fazer o quê, meu querido? Eu posso estar escrevendo, mas ainda não cheguei no ensinar a ler. Um dia chego lá!
Pedi desculpas pelo constrangimento e, no texto Notre École, onde se lê - moscas mortas, leia-se pombas lerdas. Melhorou? tá bom?
Não deixe de me escrever e de me ligar.
jbretz@brturbo.com.br - 68 32243645.
Amo você e tudo o que você ama.
Carinhosamente
Leila
Para que vc saiba do texto, puxe o mês de novembro do blog e lerá. Ou pedirei ao Altino que remeta.

Isis disse...

Leila,
Adorei ler seu texto desejando Feliz Natal a seus amigos! Grande prazer fazer parte dessa lista tão ilustre...
Presente bom danado ter conhecido você e o Altino, que em 2007 possamos trocar mais figurinhas e quem sabe nos encontrar?
Que Papai do Céu ilumine seus caminhos, que traga muita saúde neste ano que inicia, pra você continuar nos alegrando com essas crônicas maravilhosas que só você sabe fazer!
Altino, obrigada por proporcionar tudo isso a mim e a meu Pai.
Para você tudo de bom neste ano, e também muita saúde para que possamos curtir muito mais tudo que acontece nesse blog tão badalado! Saúde e Sucesso a todos!
Adorei de verdade conhecer vocês dois, Um beijo grande, Isis.
FELIZ 2007!

Fátia Almeida disse...

Leila Jalul, eu vi hoje pela TV o Cléber Barros encenando um dos Reis Magos na peça de Natal do Governo encenada estes dias na imediações do Mercado Hugo Carneiro. Pelo amor de Deus quem não o conhece que o compre!Eu que o vi em 76 na Praça dos Tocos fazendo o "Tiradentes" da Ditadura, na peça Agonia de um Sonho com a Márcia Cabral!Não acreditei que ele estivesse fazendo um Rei Mago, mesmo com sernambi do Bagaço..O Acre é muito doido mesmo.Quanto a você vou reprisar uma dediacatória de Bishop para Lota Macedo, por sua vez, um dos versos de Camôes:...pois quanto mais vos pago mais vos devo.

leila disse...

Fátima, como diria o finado João Barrão, tio do Kleber, essas coisas acontecem só no inferno!
Mas veja bem, a versatilidade do nosso amigo permite que ele vá de Cristo a Barrabás em questão de segundos. Afinal é ator! Estou interessada mesmo é em saber qual dos reis ele interpretava e o que levava para o menino Deus, se ouro, incenso ou mirra. O resto é conversa fiada!
Agora, uma coisa é certa: eu não o comprarei nunca!
Nem no inferno!

Francisco de Assis Nobre Souto disse...

Querida Leila
Agradeço os votos recebidos de feliz natal e aproveito para desejar-lhe um
ano novo de paz,saúde e muita inspiração
para continuar exteriorizando suas fantásticas memórias.
Que o ano novo traga mais energia,despreendimento,irreverencia
e ousadia crescente para contar suas
vivências,que são partes do meu universo
e de muitos outros admiradores.
Abraços do Chico Souto