quarta-feira, 29 de novembro de 2006

BINHO E A COMUNICAÇÃO

Os dirigentes e parlamentares eleitos dos partidos que integram a Frente Popular do Acre trabalham duro na discussão dos quatro eixos estratégicos (desenvolvimento econômico sustentável, desenvolvimento social, infra-estrutura e gestão participativa) do governo Binho Marques, de 2007 a 2010, mas nada mencionaram até agora sobre diretrizes de política de comunicação.

Todos estão otimistas com o futuro governo, estudam a realidade e buscam soluções exequíveis, mas não enxergam que comunicação é um dos problemas que o Acre enfrenta. O jornalista Antonio Alves, do blog O Espírito da Coisa, que costuma dar pitaco sobre o tema dentro do governo, pondera:

- Todos sabemos que a política de comunicação tem sido inadequada e agora parece que ninguém sabe o que fazer. Trata-se de uma discussão urgente que o novo governo terá que fazer com a Frente Popular e com a sua equipe. O sistema de comunicação, que funcionou até hoje e foi adequado às diretrizes do governo do Jorge Viana, vai demandar outras definições.

O que vale até agora como diretrizes de comunicação são algumas opiniões de Binho Marques expostas em debate (leia aqui) com os jornalista durante a campanha eleitoral.

Em tempo: afirmação do presidente da Radiobrás, Eugênio Bucci, em entrevista publicada hoje na Folha de S.Paulo:

- Quem tem de discutir a imprensa não é o governo. A imprensa tem de discutir o governo, mas não o contrário.

Assinante da Folha leia mais.

2 comentários:

Aldo Nascimento disse...

Que a tua liberdade seja ética para incomodar o poder. Pena que vc tirou a minha liberdade, o meu blog, do seu blog. Um grande abraço!

Aldo Nascimento disse...

Que a tua liberdade sempre questione o poder, seja qual for. Pena que vc tirou meu blog do seu, talvez por ser inexpressivo.