segunda-feira, 26 de setembro de 2005

"FRIAGEM" NO ACRE


Em decorrência da chegada de uma massa de ar frio, choveu em Rio Branco durante a madrugada e a cidade amanheceu sob "friagem" e com significativa melhora nas condições do ar e de visibilidade.

A temperatura de ontem, que chegou a 38 °C, com 38% de umidade relativa do ar, caiu nesta manhã para 18 °C. A umidade relativa do ar agora é de 100%.

Há mais de um mês era impossível se avistar casas ou prédios do ponto de onde a foto foi tirada às 6h09. Mas alguns sites de metereologia registram "ligth foggy" na city.

No Acre, nos meses de maio a agosto ocorrem as "friagens". É um fenômeno efêmero, resultante do avanço da frente polar, que provoca queda brusca de temperatura, permanecendo por alguns dias com a média em torno de 10º C.

O efeito destas invasões de ar polar na Amazônia tem sido pouco estudado. Apenas dois pesquisadores chegaram a detalhar os seus efeitos. Para os acreanos, "friagem" no final de setembro é coisa de outro mundo.

Chuva pra valer no Acre só depois do dia 10 de outubro, segundo afirmou o diretor do Inmet Expedito Rebello ao jornalista Chico Araújo, colaborador do blog em Brasília. Leia, abaixo, a reportagem "Triste previsão".

2 comentários:

Alceu Ranzi disse...

O reconhecido ecólogo Dr.Jonh Terborgh no livro "Five New World Primates" - Cinco Primatas do Novo Mundo - de 1983, escreveu que a friagem registrada em Julho de 1975 na Estación Biológica de Cosha Cashu - Peru, seria um evento que deveria ocorrer um vez em cada século.
Esta informação e outras estão no livro Paleoecologia da Amazônia:19-21...

Ismael disse...

Oi, Altino. Ando sem poder visitar os amigos, sem conexão com Internet, sem tempo pra ligar o micro, sequer. Mas um cnvite pessoal seu é irrecusável, e vim visitar o novo blog. Ficou ainda melhor que antes, parabéns. Mas parabéns especialmente pelas matérias, pela informação. Andei encontrando links pra você lá no Noblat - acho que na semana passada. O Malfazejo está meio de escanteio, mas ainda vou atualizá-lo, arrumar a casa, pra poder receber suas visita. Um grande abraço,