sábado, 14 de fevereiro de 2015

Em Acre Lanches, no mercado de Rio Branco, quibes de trigo, macaxeira e arroz


2 comentários:

Luiz Carlos de faraias franca disse...

Oi Altino, até meados da década de oitenta, nós Acreanos, fazíamos distinção entre quibe de trigo,(kibbeh)que se pronuncia kibe en árabe,de quibe de macaxeira e de arroz( estes eram pronunciados assim: "quêbe"); eu ainda mantenho a tradição. Na realidade o "quêbe" é uma versão Acreana do kibe.Pelo menos aqui em Rio Branco, sobretudo no segundo distrito que foi um dos maiores redutos da cultura Árabe na Amazônia. Ainda chamo banana peruá; não falo banana nanica;não só por uma questão cultural,mas principalmente por achar o nome mais bonito mesmo.
Bab Franca- Artista Plástico.

Luiz Carlos de faraias franca disse...

Oi Altino,em meados da década de oitenta,nós Acreanos, fazíamos distinção entre quibe de trigo ( kibbeh ),que se pronuncia kibe em árabe,de quibe de macaxeira e arroz que se pronunciava quêbe(" kêbe"),na realidade era uma versão Acreana do kibe de trigo.Pelo menos aqui em Rio Branco,principalmente no segundo distrito que foi um dos maiores redutos da cultura árabe na amazônia.Eu ainda mantenho a tradição, da mesma maneira que chamo banana "peruá" e não banana "nanica",não é nem por uma questão de resistência cultural,mas sim por achar um nome mais bonito mesmo.
Bab Franca- Artista Plástico.