quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Queremos Operação Buraco Zero


Não são os maiores buracos que avistei na BR-317 a caminho de Brasiléia. Se não conseguem fazer manutenção num trecho de 200 quilômetros, imaginem como será a manutenção de 600 quilômetros da BR-364 quando for inaugurada mais uma vez. Aliás, buraco mata tanto quanto álcool no trânsito. A justificativa não é salvar vidas? Então soa incoerente tantas blitzen e tantos buracos nas estradas e nas ruas das cidades acreanas.

4 comentários:

joaomaci disse...

Os oitenta e poucos quilômetros da mesma BR 317, no trecho para Boca do Acre (AM), por falta de manutenção talvez já esteja causando mais transtornos e prejuízo aos motoristas do que a parte não asfaltada.

BPRAPMAC disse...

UM CRIME NÃO JUSTIFICA OUTRO.

aurelio disse...

o trecho esburacado é lá do Araxá até a entrada de Xapuri. Buraqueira total

Ronnaldo Oliveira disse...

Sr. Altimo Machado. Parabéns pela atitude e jornalismo. Moro em Brasiléia e temos defit nessa área aqui na fronteira. Brasiléia e Epitaciolandia viraram um buraco so, e quando entramos em contato com um Jornalista da fronteira, para ele fazer algumas matérias sobre o assunto, ele mudou o rumo da conversa dizendo que não faz Politicagem. So queremos matérias para o bem estar da população, somente. Parabéns pelo seu jornalismo.