sexta-feira, 19 de julho de 2013

Em Feijó (AC), a expressão da economia acreana: trabalho a céu aberto, informalidade e precariedade

Foto: Letícia Mamed

3 comentários:

Carlos Floresta disse...

A única exceção a toda esta incompetência econômica e política é a vontade de trabalhar honestamente das pessoas, principalmente em um cotidiano social em que vemos que delinquir é a regra.
Viva o "povo do Acre", porque seu governo é uma lástima.

Carlos Martel disse...

Um Governo que privilegia, e comemora, o aumento de beneficiários no Bolsa Família e outros programas que criam um lastro político-eleitoral de miséria e dependência econômica, seguramente não caminha no rumo certo. Essa fotografia nós já vimos em velhos álbuns.

Carlos Martel disse...

Um Governo que privilegia, e comemora, o aumento de beneficiários no Bolsa Família e outros programas que criam um lastro político-eleitoral de miséria e dependência econômica, seguramente não caminha no rumo certo. Essa fotografia já foi vista nos velhos álbuns de outrora.