terça-feira, 19 de março de 2013

POLÊMICA NA "CIDADE DO POVO"

Quando li, no Facebook, escrito por Ludmilla Santos, assessora de imprensa da Secretaria de Habitação do Acre, fiquei sem entender o que segue:

- O site ac24h trabalha incessantemente para distorcer informações e tentar denegrir a imagem dos gestores públicos e do governador Tião Viana. Prova viva de um "jornalismo" sem ética e sem comprometimento com a verdade. Infelizmente temos que encarar esse tipo de mídia, "culpa" da facilidade da inclusão digital!

Agora, leio no AC 24 Horas: "Secretário de habitação do Acre contraria Sebastião Viana sobre prazo de entrega das casas do projeto Cidade do Povo".


A manifestação da assessora do secretário Aurélio Cruz soa preconceituosa. Ela poderia ter contestado o site e explicado o que o secretário declarou.
 
Mas é assim que assessores do governo do Acre pensam e escrevem, embora sejam ocupantes de cargo público.

Consultada, Ludmilla Santos respondeu:

- Uma nota de esclarecimento está sendo providenciada e será enviada ao site e você vai poder entender melhor o meu "desabafo".

5 comentários:

padilha disse...

Padres e pastores abençoaram o tal projeto, aí ninguém fala nada, né?
Digo eu:

O cidade do povo, ao ser construído sobre o aquífero, transforma a vida em mercadoria barata de governo. Transforma um bem comum em elemento de propaganda privada e manutenção do poder a qualquer custo. Pena que pastores e padres não consigam se distanciar, mesmo que temporariamente do poder, para perceberem que estão abençoando uma obra que é um elogio à insensatez e megalomania de governantes e políticos, muitos deles, inescrupulosos e ávidos por mais poder ainda. Ao abençoar um projeto desses (sobre o aquífero), estão abençoando um projeto de morte.

Bom trabalho.

Lindomar Padilha

Sara Daniela disse...

Dúvida: Assessor é para assessorar ou desabafar? Essa resposta da "aceçora" me deixou dúvidas... ehehehhe

Altemar disse...

Por ocasião da mudança nas regras da tributação de fundos de investimento um rapaz da Caixa chamado Aurélio, em entrevista televisiva, tranquilizava a população informando que não haveria sic "confiscação", alguém lembra?
Será que era o mesmo?

Beneditino disse...


Impressionante como a petralhada abomina tudo que não vem da Besta (Blogosfera Estatal) ou do JEG (Jornalismo da Esgotosfera Estatal).
Colocar a "culpa" na inclusão digital foi uma das maiores sandices (ou seria idiotice?)que já ouvi na vida. Segundo a Wikipedia, inclusão digital significa: "Processo de democratização do acesso às tecnologias da Informação, de forma a permitir a inserção de todos na sociedade da informação".
Em resumo, eles abominam o fato do povo ter acesso à informação, eles abominam a democracia, eles abominam o contraditório. Alguma diferença dos "coronéis" do passado?

Renaldo disse...

Caro Altino, você se lembra que essa "mega construção" de casa populares chamada carinhosamente pelos vianistas e sebartianistas de cidade do "POVO" foi uma idéia do então candidato a prefeito Tião Bocalom nas eleições de 2008, e amplamente ridicularizada pelos vianistas de plantão e chamada jocosamente de BOCALANDIA. E o termo TIJOLINHO, ah, essa deixa pra depois...