quinta-feira, 28 de março de 2013

GADO DESEMBARCA DE AVIÃO NO ACRE


Gosto dessa foto um tanto surrealista, tirada entre 1946 e 1948. Ela mostra o desembarque, em Rio Branco (AC), de gado importado de Minas Gerais, que era transportado em avião. Governar o Acre na atualidade não demanda mais heroísmo. A foto faz parte do relatório de obras do governo do mineiro José Guiomard dos Santos. E Guiomard Santos nem teve que aparecer agarrado ao animal para permanecer vivo na memória dos acreanos. Ao contemplar fotos históricas constato que o Acre já existia antes de nós, que temos sido mais arrogantes que heróis na vida contemporânea do Estado. Isso talvez explique o fato de que essas imagens nunca mereceram, por exemplo, a edição de um álbum. É do acervo do Departamento do Patrimônio Histórico da Fundação Elias Mansour.

3 comentários:

Luís Eduardo Valle disse...

Principal econimia do estado apesar de tentarem escondê-los atras de carneiros, peixes e porcos.

Marcos Motta disse...

Essa sequência fotográfica que conta um pouco da história do Acre está muito boa.
É bom conhecer um pouco da cidade onde moramos.
Parabéns!

joaomaci disse...

Na época estes ilustres passageiros zebuinos eram trazidos com a intenção primeira de garantir a produção de uma "proteínazinha" àqueles que moravam na cidade, administrando o poder público e o comércio. Talvez o mais visionário dos viventes daquele tempo não imaginara que essa terra se tornaria o paraíso da pecuária no Brasil, tal como está consolidada nos dias atuais.
A despesa que o governo de Guiomard Santos teve para transportar esses animais de avião é fichinha na frente do que temos arcado nos últimos anos, com o território do Estado do Acre tomado por uma pecuária que os governos generosamente não hesita em premiar com incentivos e isenções fiscais.
O Guiomard Santos poderia até ter caprichado no serviço de bordo!