sexta-feira, 29 de julho de 2011

JUSTIÇA CONDENA QUADRILHA DE TRAFICANTES

O juiz Elcio Sabo, titular da Vara de Delitos de Drogas da Comarca de Rio Branco (AC), condenou 24 réus que formavam uma rede de narcotráfico baseada na cidade, com extensão por todo o Estado. A sentença de 835 páginas, proferida na quinta-feira (28), soma 344 anos de penas aos narcotraficantes, que deverão cumpri-las inicialmente em regime fechado.

Presos preventivamente desde outubro de 2010, os réus foram intimados a comparecer na manhã desta sexta-feira (29), no Fórum Barão do Rio Branco, a uma audiência a fim de tomarem ciência da decisão e receberem cópia da sentença. Dois deles, Weverton Monteiro de Oliveira e Elcimar de Souza Braga, estão foragidos da Justiça.

O Ministério Público Estadual denunciou os acusados por atuarem, mediante associação, no preparo, aquisição, venda e transporte de drogas como maconha e cocaína no Estado, inclusive nas dependências e imediações da presídio Francisco de Oliveira Conde, a maior unidade penitenciária do Acre, localizada na Capital.

Além disso, os réus foram condenados por cometerem diversos delitos envolvendo o tráfico de entorpecentes, tendo como base de atuação a região conhecida como Baixada da Sobral, em Rio Branco.

A representação registrou indícios de que dois grupos criminosos atuavam na região, sendo um liderado por Edinho Lourenço dos Santos e, outro, por Wanderclau Cunha de Oliveira. Ambos foram condenados a uma pena total de 20 anos e um mês, e 14 anos e 9 meses de reclusão, respectivamente.

Todos os outros integrantes da rede de tráfico também foram condenados com penas entre 15 e 20 anos. Apenas uma mulher participava do grupo de narcotraficantes.

Um comentário:

Magui Bizzotto disse...

Em muitos processos a sentença demora porque é extensa e difícil pois precisa ser detalhada. Este juiz escreveu mais de um livro.Quem sabe deveria ser publicada pois deve conter a história da criminalidade na área.