terça-feira, 31 de agosto de 2010

ACRE PODE FICAR ISOLADO

O nível do Rio Madeira está tão baixo em decorrência da estiagem na Amazônia, que ameaça interromper a ligação de Rondônia com o Acre e com o Amazonas, via BR-364 e BR-319, cuja travessia de veículos é feita com o uso de balsas. A interrupção poderá afetar o transporte de alimentos e combustível para o Acre.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou nesta terça-feira (31) que a travessia em direção ao Acre, em Abunã, distrito de Porto Velho RO), está muito lenta. Uma das balsas está avariada, existe uma fila de veículos de quase quatro quilômetros e a espera pela travessia chega a demorar até cinco horas.

As manobras do rebocador da balsa tentam evitar os bancos de areia que se formaram no Madeira, mas a situação considerada mais crítica é na balsa que liga a BR-319, entre Porto Velho e Humaitá (AM).

Existem duas balsas encalhadas, lotadas de carretas, num trecho navegável do Madeira, na localidade de Calama, a 20 quilômetros de Porto Velho.

De acordo com a PRF, no ponto de travessia de Abunã, por volta das 23 horas da segunda-feira (30), houve um encalhe de uma das balsas que opera no local, por causa de avarias em seu casco.

O local do encalhe impossibilitava a utilização do embarcador existente, ocasionando a interrupção total da travessia. Mesmo com a utilização de três rebocadores e um pá carregadeira, a retirada somente ocorreu por volta das 9 horas da manhã desta terça-feira.

A balsa avariada conseguiu fazer a travessia com a utilização de uma bomba para a retirada da água que entrava pela fissura existente, porém ficará inoperante até seu conserto.

A PRF informou que a balsa avariada foi substituída por outra de menor porte, o que fez aumentar o tempo de espera para a travessia, que já estava próximo da normalidade.

A situação, na avaliação da PRF, poderá se agravar devido a ultima chuva. O terreno próximo ao embarcador encontra-se encharcado e com possibilidade de formação de atoleiros.

A previsão de finalização da reconstrução de outro embarcador é para acontecer até a sexta-feira. A PRF recomenda o adiamento de viagens terrestres para o Acre.

5 comentários:

Jardel disse...

Isso é horrível. É triste dependermos de balsas ainda. Todos sabem que já era para ter construido uma ponte naquele local. Mas não sei quais interesses ainda persistem para que isso não ocorra. Bem, uma ponte sobre o rio madeira parece mesmo uma utopia. Acho que nossos governantes não estão nem aí para isso!

jletto disse...

Infelismente Altino, essa é a triste realidade do Acre, além desse estado não produzir nada ainda depende de uma balsa para a chegada de todos os produtos que vem de fora, como diz um apresentador de telejornal isso é uma vergonha.

Marcel Marques disse...

Só posso acreditar que a ponte sobre o rio madeira ainda não saiu por lobby da empresa que opera as balsas.

Alberto disse...

E se ficar isolado morre de fome. Lamentavel!

Marcos disse...

È ja temos os indios isolados , agora teremos os Acrianos isolados; isso é bom ou ruim?