quinta-feira, 23 de outubro de 2008

BINHO MARQUES FAZ ESCLARECIMENTOS

O governador Binho Marques (PT) telefonou para fazer esclarecimentos a respeito do post anterior. Ele afirmou que as fontes que possam ter influenciado minha análise sobre a sucessão estadual estão equivocadas. Veja as anotações que fiz sobre o ponto de vista dele:

"Não existe possibilidade de que eu seja candidato ao Senado ou que venha a concorrer à reeleição como governador. A cada dia que passa tenho a certeza de que só vou permanecer no cargo até dezembro de 2010.

Não tenho as rédeas da sucessão. Existe a Frente Popular, que é algo precioso que o Acre deve cuidar com todo o carinho. Ela é quem tem as rédeas do processo sucessório.

Nenhum estado brasileiro conseguiu organizar de modo tão interessante uma engenharia política como a da Frente Popular do Acre.

O Jorge Viana apenas brinca quando diz que sou um "ex-nao político". Na verdade sempre fui político, desde quando tinha 16 anos de idade e conheci a Marina e estudávamos juntos no Cnec.

Fui candidato duas vezes na vida - uma a presidente do Centro Acadêmico de História da Ufac e a outra a governador. Nas duas vezes não foi uma opção pessoal.

O Tião Viana é o candidato natural a me suceder no governo do Acre. Ele só não será o candidato a governador da Frente Popular se ele mesmo não quiser.

Não quero antecipar a campanha, mas, naturalmente, o candidato é o Tião. E a Marina é a candidata ao Senado.

Marina é uma inquestionável liderança do mundo. Se ela quisesse ter sido candidata ao governo, ela seria hoje a governadora do Acre.

Mas, nesse momento, a Marina deixa esse assunto ao sabor do tempo. Na concepção dela, a condução está nas mãos de Deus. E, graças a Deus, as coisas tem acontecido muito naturalmente na Frente Popular.

Devo confessar que, como governador do Acre, sinto muita saudade de ser secretário. Como secretário, posso mergulhar nos projetos, visitar as pessoas. Porém, como governador, não consigo enxergar a realidade como ela é realmente.

Eu já fui barrado em porta de escola sendo secretário de Educação porque sempre fui muito discreto. Agora, quando chego como governador, sinto saudade da invisibilidade da qual desfrutava.

Como governador a gente se torna um generalista, isto é, trabalha com uma superficilidade que me incomoda.

Gostaria de ter mais tempo para projetos, mas tenho funções de governador que não me permitem.


Sei que nunca vou ser um governador como Jorge Viana.


Na Frente Popular, ninguém tem as rédeas do processo sucessório nas mãos.

A grande liderança da Frente Popular é o Jorge Viana. Muita gente contribuiu para a formação dela, mas a concepção da Frente Popular faz de Jorge Viana uma liderança de primeira grandeza.


Eu não tenho dentro de mim o desejo de me tornar uma liderança de primeira grandeza e não quero ser deputado federal, governador ou senador.

Não vejo nenhum problema deixar o governo e voltar a ser secretário ou atuar numa ONG, desde que o meu trabalho tenha como desafio a inclusão social.


Como governador me vejo obrigado a fazer faço coisas que não gosto, como participar de solenidades muito formais. Esse é meu jeito de ser.

Jorge Viana, Tiao Viana e Marina Silva são as nossas grandes lideranças".

Meu comentário quase tardio: No dia 2 de julho de 2005, durante entrevista a este blog sobre a Usina de Arte João Donato, perguntei ao então secretário de Educação Arnóbio Marques se ele pretendia ser candidato a sucessor do governador Jorge Viana, conforme era cogitado muito sutilmente por algumas fontes murmurantes. Ele negou de modo tão incisivo que decidi remover da entrevista aquela pergunta e a resposta. Mais adiante, o jornalista Antonio Alves foi o primeiro a defender a candidatura de Binho. Durante uma reunião do PT acreano, em Brasília, Toinho encerrou sua argumentação assim: "O meu candidato é Binho e ele não pode dizer não". Binho respondeu: "Eu digo não". Claro que não foi uma opção pessoal, mas aceitou e se tornou governador do Acre. Para quem afirma que faz política desde os 16 anos, negar faz parte da arte.

25 comentários:

Anônimo disse...

Que lindoooo!!! Depois desse lindo discursso acho que vou chorar!! Que homem humilde minha gente!! Eita acabou de passar aqui voando o Super Homemmmmmmmm!!!! Isso é pra gente acreditar mesmo é???rsrsrsrs

Anônimo disse...

Sinceramente fiquei aliviada se o governado diz que e Tião vai ser assim, concordo também que os três são nossas grandes lideranças tanto no PT quanto na FP de pleno acordo.
O Tião não vai perde meu voto devido o “Fuso confuso” mais, que fique bem claro continuo contra este horário maluco estou apenas esperando as informações do poeta Toinho e estarei de papel e caneta nas mãos e banhinha na praça de Brasiléia e colhendo assinaturas para que volte ao normal.
Não e que Binho, seja um governo ruim, mais e bem melhor em uma secretaria ou quem sabe de volta as origens isso vai se bom o movimento social está precisando...


Leila Ferreira

Anônimo disse...

Ixe, Tião Governador? Que é isso... Tião é tão moralista quanto JV, mas muito mais autoritário e muito menos competente. Se for pra ser assim, VOLTA JORGE!!!!

Anônimo disse...

Qdo Binho fala q nunca será um governador como Jorge o msm têm toda razão. Basta olhar a aceitação que ele têm em CZS. Nunca um petista( tirando Tião é claro) foi tão bem aceito aqui pelas bandas do juruá... é o jeito Binho de governar!!!

Anônimo disse...

Admiro a competência o caráter e a coragem de Binho....
Acho que ele é um exemplo a ser seguido...
Ps: Inteligente, discreto e culto.

Anônimo disse...

O Binho não é governador.
Quem manda é a equipe do Jorge: Anibal, Mancio Lima e Gilberto Siqueira.
Aonde tem dinheiro tá a turma do Jorge.
Onde tem problema está a turma do Binho e da Marina. Saúde por exemplo.
O Binho não suporta as pressões ddos Vianas.
Quero ver mesmo se ee é honesto, se dispensar a aposentaria de 22 mil reais, como ex- governador.

Anônimo disse...

Não sei não, acho que sigo a intuição do Altino: esse "não" não significa necessariamente uma negativa. Outra coisa que pensei foi na aflição de que devem ter sido acometidos o Tião e o Jorge ao verem o post anterior, que gerou a ligação. Aliás, fico pensando inclusive na pressão, mesmo que velada, que devem ter feito para que Binho diga alguma coisa e não deixe todo mundo pensando que ele será mesmo candidato. Pois é Binho, mesmo sabendo da generalidade com que as coisas são tratadas no âmbito do governo, prefiro mil vezes você ao Tião (Deus nos livre de tal castigo) ou mesmo ao Jorge (acho que o estilo e visão dele são mais alinhados com a iniciativa privada mesmo, o homem privatiza tudo! Imagine quando vier agora com essa aula de mercado que está tendo lá pela Helibras!). É BINHO DE NOVO PARA O BEM DO POVO!

Silvia disse...

Não sejamos tão duros com o Binho sem duvida é um grande homem, mas que não tem nenhum poder de decisão, isso nos já sabiamos. quem mandar são os irmãos Viana.... imagino que essa possição que o Binho ocupa seja muito desconfortavél.. mas deixo aqui minha admiração por este homem..sem sombra de dúvida muito honesto...força Binho

Altemar disse...

Esse negócio de "anônimo" é um saco, mas o das 6:49 PM mandou bem, tô contigo broder (ou sister). Aí Binho se precisar de ajuda "tamo as ordem".

Mambira xixica disse...

A Frente Popular corre um sério risco com a candidatura de Tião.
Diferente do irmão, ele é antipático, não tem o carisma nem a admiração do povo.
Quando se fala de Tião Viana, logo vem os comentários das pessoas : “aquilo é falso, venenoso e perigoso! Essa visão é geral entre as pessoas, entre cargos comissionados, imprensa, saúde..., parece que muita gente já provou da trairagem dele.
É....., é bom a Frente repensar nessa constelação. Mesmo o Jorge Viana distribuindo seu brilho para o resto do grupo já se viu que a cada dia a oposição vai ganhando espaço.
Lembrem-se que esta vitória nas eleições deste ano não foi assim, UMA VITÓRIA , levando em consideração todo o poder que a FPA tem nas mãos e o dinheiro que foi gasto.
Tião??????????? Sei não !!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Ô mambira xixica, me mostra aí essa "oposição que a cada dia vai ganhando espaço"!!! Te juro que eu gostaria mesmo de ver uma oposição qualificada e que impusesse um quilíbrio de forças, fazendo o povo aí se esforçar para se diferenciar (positivamente) dos oponente, mas está claro que não há. Flaviano? Bitar? Esses podem se despedir, a imagem política deles será sempre associada à velha política (até o Narciso se rendeu!). Não que tenha mudado a essencia, mas é que a turminha dos Viana aprendeu bem a trabalhar a forma, a plástica, a aparência, o discurso carismático nessa lógica televisiva que influencia nossa forma de perceber as coisas e de olhar para o mundo. Esses são precisamente os mais perigosos, os verdadeiros "lobos na pele de cordeiros". Há uns 3 anos atrás não entendi nada quando a Heloísa Helena disse, lá na quadra do SESC, que o Acre, na administração de Jorge Viana, era o estado brasileiro que mais tinha implantado as reformas neoliberais. Bem ao estilo das administrações tucanas (mas com o manto da identidade de esquerda), privatizou florestas públicas, usou de abusou dos contratos provisórios em que a garantias trabalhistas vão pro espaço; abusou das empresas travestidas de cooperativas que faziam barbaridades com trabalhadores, inclusive os de manutenção do canal da maternidade; imobilizou importanes e históricos sindicatos com forte trajetória de luta e por aí vai... Quem dera houvesse mesmo oposição que apontasse essas coisas com catiguria...

Anônimo disse...

Antes de qualquer coisa quero deixar bem claro aqui o quanto admiro o Binho, é competente, honesto, de uma inteligência inquestionável e sobretudo um grande ser humano. Espero que ele pense melhor e reconsidere sua opinião caso o povo acreano resolva que quer tê-lo como nosso governador por mais quatro anos.

acreucho disse...

Altino, meus comentários sobre o telefonema de Binho pra você são muito extensos. Fiz um contra ponto que está no meu blog. Se me permite, quem quiser saber a minha opinião pode ver em www.blogdoacreucho.blogspot.com

walmir.AC.lopes disse...

Deixem os anônimos do Altino em paz. Eles não têm culpa sozinhos, pelo fato de vivermos numa democracia de araque. Nós também somos culpados. É a única alternativa que têm para expressarem “democraticamente” sua opinião, ainda que entre aspas. É isso. Eles não têm muita saída. Se criticarem abertamente o patrão de hoje, perdem o ganha-pão de uma só canetada. Se criticarem abertamente qualquer outro político, e ele se tornar o patrão amanhã, a canetada virá de qualquer modo, porque a maioria dessa gente tem memória de elefante e um instinto vingativo latente. Além do mais, consideremos que por trás do anônimo que tira “sarro” com nossa cara, nos deixando às vezes furiosos e atirando no escuro, pode estar escondida a figura de um aspone ou até mesmo de um senador, deputado ou governador - o que seria uma honra, não Che?-, em carne, osso e pena! Isto sem contar que o Altino nos permite devolver as eventuais ofensas anônimas “quase” na mesma moeda, já que não sendo nenhum “Jornalóide” de Mãe Joana, parece que o blog é comandado mesmo pelo próprio dono. Enfim, vamos relaxar e segurar o tranco com os anônimos, até porque são eles as colunas que ajudam a sustentar essa maravilhosa e falsa sensação de democracia.

Anônimo disse...

Pior que ter o Tião no governo, é ter o Aníbal no senado...
Pensem nisso!

Anônimo disse...

Nunca votei no PT mas votaria no Binho. Depois dessa ele pode contar com meu voto.

Anônimo disse...

O Binho não tem querer. Tem que aceitar. tá fzendo um governo muito bom, a populaçao reconhece. Ninuem mexe em time que tá ganhando. Tiao Viana pode botar tudo a perder. O candidto tiao nao empolga nem o irmao dele. Tomara que o Jorge faça como em 1994. Nem subiu no palanque do Tiao. TEm muita gente torcendo pelo Binho. É o melhor nome pro nosso Acre.

Rosa Silva

Anônimo disse...

Esse é o Binho! Humano e sempre discreto. Basta reparar quando ele chega de viagem no aeroporto. Passa batido como um anônimo, franzino do jeito dele, sem seguranças e cumprimentando com um aceno acanhado a quem o reconhece..... vai direto pro carro que o espera.

Meu palpite:

2010 - Binho ou Jorge novamente.

Caso Tião seja candidato e eleito, Jorge Viana não poderá ser candidato em 2014 ao governo (por ser irmão do governador), ou seja, terá que aguardar mais 8 anos (2010-2018) para ser candidato a governador novamente. Não creio que ele queira esperar esse tempo todo. Isso se Tião não for candidato ou reeleito em 2014. Senão terá que amargar 12 anos esperando (8 anos governo Tião + 4 anos de espera).

Se Binho for candidato em 2010, em 2014 o Jorge poderá ser candidato ao governo sem maiores problemas. Até porque o Binho não poderá mais concorrer ao palácio.

Além disso, Tião tem mais o perfil legislativo.

O Binho vem surpreendendo a todos com o seu modo de governar. Após os 8 anos de patrolada do governo Jorge (que deu uma virada no Acre como um todo - era necessário e foi fundamental), o Binho veio para acertar as arestas e assentar o terreno, com muita competência, diga-se por sinal. Mas claro, para isso, como ele mesmo diz: "4 anos é pouco"

Tô com Binho em 2010!!

Hercules disse...

Incrível como ainda temos pessoas que imaginam uma realidade, digamos assim, romântica.
A primeira foi que, no inicio do governo binho, ele (binho) e o JV brigaram por conta de apadrinhados do JV terem sido exonerados, depois essa d quem manda não é o Binho e sim os irmãos Viana.
Bom, sobre a suposta briga dos dois, logo no auge dessa fofoca, eu presenciei os dois conversando numa mesa de restaurante calorosamente, rindo, não sei se sobre essas fofocas, mas eles não pareciam estarem brigados. Sobre essa de que os irmãos Viana mandarem no Governo, bom, imaginem como seria, o cara participar de uma agenda lotada como deve ser a de um Governador e depois tirar um dia para sentar com os viana e verificar quais seriam as últimas decisões que ele teria que tomar como Governador... cara, isso é HILÁRIO....
Sobre o Tião, JV, Binho, qual deles é o melhor, o mais antipático e etc... A FPA tem dado um show de gestão desde que assumiu o poder, foi assim com o JV, está sendo com o Angelim e com o Binho e independete do Tião ser carismático ou não, se for ele, penso que o nível de gestão continuará o mesmo. Não vejo assim uma oposição crescente como disseram os anônimos anteriormente, sobre essa eleição apertada do Angelim, bom, a do JV tb foi apertada, o Tião foi campeão de voto no senado, e a oposição, bem, a oposição não existe, o que nós temos são alguns políticos que estão aí usando as ferramentas de antigamente, ferramentas arcaicas, discursos descarrados, ultrapassados, a oposição tem que estudar, se "reciclar" e quando digo se reciclar, é se transformar mesmo.
Independente de quem seja, quem continuar com essa forma de gestão terá o meu voto, vida longa à FPA.

Luiz Matos disse...

O que me deixa mais triste é ver o governador do meu estador dizendo:

"(...) não quero ser deputado federal, governador ou senador."

O que ele é agora, então?

Anônimo disse...

Como ele mesmo diz: - Fui candidato duas vezes na vida - uma a presidente do Centro Acadêmico de História da Ufac e a outra a governador. Nas duas vezes não foi uma opção pessoal, ele vai ter que aceitar de qualquer maneira, se a populãçao pedir ele tem que ir sim!!!

Anônimo disse...

Binho e simplesmente, um homem simples humilde sincero honesto de poucas palavras mais de palavras sabias inteligente que tem amor pelo um Acre que ele ajudou a construir quando iniciou nas ONGs.
Binho e Marina são os políticos que o pode não subiu a cabeça que não querem ser estrela correndo de um lado para o outro esperando por autógrafos fotografias e abraços a simplicidade e a marca.
Binho governador, deputado ou senador, sempre vai se um ser humano dos mais simples e honesto.
Acho quer não e pouco mais também não e o suficiente para defini-lo a quem pergunta “O que ele é agora, então?.

Demien disse...

Essa gente vive falando em democracia de araque e em autoritarismo sem nem ao menos definir, apontar, explicitar e conceiturar o termo. Não suporto mais, toda vez que começo lê um comentarios paro nesta palavra, a partir dela sei que autor não merece ser lido.

P.S: Já que não vivem em uma democracia, mas sob o julgo de um governo facista, autoritario e antidemocratico: formem um grupo pára-militar, montem uma milicia, cooptem os militares e instalem de vez a "democracia" no Acre(façam como Galvez) estou louco para ver do que se trata essa tal de democracia de vcs.

Anônimo disse...

Aho que dimien deveria se chamar Demen, seria mais apropriado. Mais ao estilo de sua visão ...

Anônimo disse...

O Jorge Viana fez uma das melhores coisa no seu governo: nos legou uma pessoa para governa o Acre da magnitude de Binho, espero que a frente popular e seu irmão Tião não nos tire essa dádiva de Deus.Agora, se Binho quer ser um ongueiro junto com a Marina, vamos respeitar sua vontade, mas gostaria que antes consultassem esse povo tão sofrido e necessitado de homens e mulheres do naipe de Binho e Marina para nos governar.Não nos deixem a mercê da sorte...