quarta-feira, 21 de março de 2007

ABRAHIM FARHAT


O timoneiro Abrahim Farhat e a Lulu Caetano na companhia de ribeirinhos, no tempo em que os militantes do PT do Acre viajavam de canoa e até percorriam a floresta para ir aonde o povo estava. O vitiligo nem havia transformado o Lhé em albino.

8 comentários:

Cartunista Braga disse...

O velho Lhé, de tacanhoba, refolhando o saco, amostrando os cambitos.

Silvana de Faria Ditcham disse...

Altino,

Agora que caiu a ficha. O Fernando e Cézar com essas de Lhéu pra cá, Lhéu pra lá- no teu blog Lhéu aqui, Lhéu acola, lí no jornal dai- Lhéu detonou Sra. Perez da Amazônia assim, Amazônia assado... Hoje dei uma espiada no teu Blog antes de arregaçar as mangas e sair pro "corte"... bem, lí a Leila Jalul e as histórias dos sorvetes.
Pô, o Lhéu e Brachula são os mesmos??? Então AGORA saquei quem é o personagem... se bem que a mamãe me disse que o pai dele era Brachula também, mas eu lembro sim- eles moravam ali no Ipase, perto de casa, da Risomar, do Seu Bento... Antes tarde do que nunca. Ele não vai lembrar nunca de mim pois era moleca demais mas eu lembro dele sim... Bjs SIlvana

fatima disse...

O lhé sempre morou na rua Cunha Matos, vizinho ao Chico Paes por sua vez vizinho ao Atlético Acreano.Hoje existe um parque de diversões no local. O pai dele Hechem Farhat eera proprietário da Casa Farhat na ex-rua 17 de Novembro hoje Sen Eduardo Assmar (as três ruas daquela área eram: 24 de janeiro, 6 de Agosto e 17 de Novembro alusivas à Revolução Acreana). O Abrahim passou metade da vida candidatando-se a presidente da Casa do Estudante Acreano mas sempre foi derrotado pelo principal oponente Paulo Nazareth. E também nunca conseguiu se eleger pelo PT na época em que o partido ainda não fazia pacto com as elites. Ele vendia balões na praça, organizava arraiais nas estradas poeirentas,entre outras coisas, para arrecadar um dinheirinho para o partido. Foi ele quem conseguiu apoio da Igreja para publicação do jornal Varadouro editado pelo Silvio Martinello e Elson Martins.E também patrocionou o Grupo Raizes que fazia shows musicais por toda parte cantando músicas de protesto, em especial aquela do Vandré e outras do Chico Buarque. Naqueles tempo da Ditadura Militar o Lhé era incansável e vivia para o partido. GRande amigo e principal oponente do Antonio Manoel da Libelu. Estava sempre com a turma do PRC: Chico Mendes, Marina, Binho, Monteiro, Hélio Pimenta e depois o Jorge Viana que vinha de férias e era vizinho do Monteiro.Estava em toda parte fazendo mil e uma armações. Junto com Célia Pedrina, Carlitinho, Jalva ex-mulher do Elson, por exemplo, armou minha queda da diretoria do Cinceclube Aquri na calada da noite. Aliás, depois deles o Cineclube acabou, Enfim, falar do Lhé para mim e todos da minha geração é uma sucessão sem fim de registros.Ele é a principal expressão do PT no Acre antes do Jorge Vianna adequar o partido aos "costumes" da política brasileira, mesmo porque tinha "now how" já que o pai exerceu vários mandatos como vereador, prefeito, deputado federal, etc.

Anônimo disse...

O Lhé tá sempre querendo derrubar alguém ou alguma coisa, filho de sìrio-libanês, vivia lutando contra o capitalismo, a prova é tanto que faliu a loja de seu pai, mas também porque sempre pertenceu a organização da "LIGA CONTRA O SUOR".Derrubou a Fátima do Cine Club e agora faz um abaixo assinado contra a novelista da minissérie por achar que a novela está maculando a imagem de nossas mulheres. O Abrahim é o mesmo Brachula de antigamente.

Anônimo disse...

Fátima, acredito que a Silvana tenha razão, pois lembro que o Lhé morou no Bairro Ipase, quase em frente a casa do Diomedes, isso ocorreu sim e foi na época em que ele estava casado com a professora Maria (se não me falha a memória).
Toda informação é válida e espero ter contribuído pra que nossa amiga Silvana se situe em relação aos personagens deste blog.
Abraços

Anônimo disse...

Bomba,Bomba...Zagueiro do Fluminense jogou dopado


Uma pessoa bem relacionada nos bastidores da CBF, me garantiu que um zagueiro de um grande clube carioca foi flagrado no exame anti-doping. O teste agora está sendo realizado na contraprova. O jogador seria o zagueiro Renato Silva do Fluminense, que teria sido pego no exame realizado após a goleada sobre a Adesg por 6 a 0,no Maracanã, pela Copa do Brasil.
Aguardemos....

Fonte: Jornal dos Sports (Blog do Rui)

rosana disse...

Olhá, adorei a foto e também adorei saber que estas pessoas ainda estão entre nós. Em especial, Lulu, adorei seu look de antigamente, meu maior sonho é cortar seus cachos. Achei vc. mais bela. bjus

Rosana Rodrigues

Maria Farhat disse...

Sobre Abrahim"Lhe"Farhat registro o meu conhecimento infinito , pois foi e ainda é pessoa por quem mantenho (e minha família) alta estima e consideração (desde os longínquos movimentos estudantís do CERB e Colégio Acreano em 1969. Minha percepção sobre êle abrange diversos ângulos e distâncias. Destaco algumas qualidades que lhe são próprias,ratificando as opiniões de que o "LHE" representa um símbolo da luta e esperança de liberdade, e igualdade de direitos de todos. Sua opção clara e livre pela defesa das minorias desfavorecidas socialmente, o fêz assumi uma identidade diferente3 da herdade de sua família .Onde sua ideologia política e religiosa o afastaram da escolarização formal. Ele dizia "O mundo é minha Universidade". Leu "O Capital" de Marx em 70, quando era proibido apropriando-se de toda teoria comunista,que orientou seu ativismo político no Acre o que lhe rendeu grandes embaraços com a política ditatorial dos anos de 1970. Mais comentários ma próxima