terça-feira, 8 de abril de 2014

Os filhos do PT estão assaltando, matando e destruindo nossos sonhos de dias melhores

Em rede social, desabafo do professor Lauro Euclides Viana Fontes, primo do governador Tião Viana e do senador Jorge Viana. Ele é contador, especialista em gestão pública, e fez mestrado em sociologia e ciências política:


"É triste ter que constatar!

Agora há pouco fui com minha filha a uma unidade de polícia - que antigamente chamávamos de delegacia de polícia - para registrar um assalto por ela sofrido, e fiquei cara-a-cara com um assaltante, uma experiência importante. O policial perguntou ao bandido qual era a sua idade, e o mesmo não sabia responder. Olhando os documentos pude ver a data de nascimento do infeliz: 13 de janeiro de 1990. É triste! E, por que é triste? Porque foi justamente por esta época que nos disseram que "a vida iria melhorar!". Em outras palavras quero dizer, que os bandidos que hoje assaltam nossos filhos são os filhos desta política estabelecida em nosso estado pelo PT.

E, porque penso assim? Porque o assaltante à minha frente tinha apenas 8 anos quando a promessa de uma vida melhor foi feita pelo PT. Onde estudou o marginal? Qual emprego lhe foi oferecido? Onde havia emprego para o mesmo? Qual habitação teve, era digna? Quantas refeições este sujeito tinha por dia? Qual o estado de saúde daquele homem? Enfim, qual é sua expectativa de futuro, vendo tudo se acabar em corrupção e impunidade?

É duro, mas tenho que constatar: são os filhos do PT! Desde das ideias do filósofo inglês Thomas Hobbes que a segurança da sociedade é a razão da existência do estado, e por aqui o que nos oferecem é uma coisa que chamam de 'sensação de segurança', não pagamos altos impostos para sentir sensações, pagamos uma carga tributária astronômica para ter segurança! Então, senhor governador, sou obrigado a entender que o estado é criminoso, é cúmplice do crime organizado e do crime desorganizado.

Os filhos da política que o senhor representa andam assaltando, matando, aterrorizando e colocando toda nossa sociedade em pânico, presa em seus lares, por trás de pesadas grades. Já não escolhem o local, nem a hora, é tudo permitido aos bandidos, e tudo negado aos cidadãos!

Sabe Tião Viana, não vou jogar praga, não vou desejar a você a mesma dor que agora sinto. Um pai não merece sentir o que estou sentindo, mas entenda: os filhos do PT estão assaltando, matando, destruindo nossos sonhos de dias melhores!

Boa noite!

Durma em paz, já que minha família não mais tem este direito!"

3 comentários:

Aldo Nascimento disse...

Tenho minhas críticas ao PT, sem dúvida. No entanto, neste artigo, apanha-se o particular pelo universal.

Outra questão: partido nenhum irá zerar os problemas sociais, nenhum. Até no Vaticano tem sacerdote que mete a mão em dinheiro e comete pedofilia.

Ilusão pensar que partido A ou B solucionará a criminalidade.

Claro que o PT não só prometeu como também se esqueceu do que prometeu. O PT traiu seus eleitores, mas isso deve ser refletido por meio de ideias, e não pegar o particular como se fosse universal.

Daniel disse...

O maior problema do PT sempre foi, e sempre será (me parece), ele mesmo...

Agora, após 16 anos de gestão, o que os Viana têm a apontar como mazelas no Acre, sendo que são eles que comandam o Estado há 4 mandatos?

Será que já não teve tempo suficiente de se fazer mudanças profundas além de obras de embelezamento?

DEZESSEIS ANOS é muito tempo para fazer profundas melhorias sociais... E, infelizmente, com a falta de educação, saúde, habitação, os filhos do PT poderão se tornar netos, bisnetos...

MECIAS MARTINS disse...

Eu concordo como o senhor, nós colocamos a culpa na politica e é culpa dela, pois os nossos gestores não estão preocupados em melhorar a qualidade da nossa segurança publica. Só vejo o povo falar de que devemos melhorar a nossa educação, agora eu pergunto o que falta para melhorar a educação? É dinheiro? o que falta? Eu lhes digo, nosso povo tem que acordar e exigir melhores Serviços públicos. Quando vamos ao supermercado e o caixa tenta nos dar bombom de troco por não ter moedas não exigimos nosso troco em dinheiro e não em bombons? então quando formos a escola de nossos filhos porque não o observamos o funcionamento? e porque não perguntamos o que é preciso para melhorar e vamos a procura de resultados? claro não é nosso trabalho, não estou ganhando para isso; só que estamos pagando por tudo isso e não estamos vendo resultado. Estamos em um estado rico, mas pobre de ideias que gere emprego e renda, esse povo que está a nossa frente só se liga em receber repasses da união, e não se liga em desenvolver o nosso estado de verdade. e desenvolver o estado é trabalhar cultura,educação, emprego, saúde esporte. é trazer não sensação
mas realidade ao nosso povo!!