quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Acre é o melhor lugar do mundo para o tráfico de drogas

Apesar das graves questões sociais e da violência, como o caso dos assaltantes que invadiram uma lotérica em Rio Branco e fizeram funcionários e clientes reféns, o que não falta são secretários do governo do Acre desfilando no Via Verde Shopping na maior cara de pau em plena quinta-feira.

É como se vivêssemos realmente no melhor lugar da Amazônia, embora o Acre esteja dominado pelo tráfico de drogas. Independente de qualquer coisa, mais tarde teremos que ouvi-los dizer que foi um sucesso a ação da polícia que mais reprime, prende e elucida crimes no País.

Conversei ao telefone com a procuradora geral de Justiça, Patrícia Rego, mais cedo, logo que o assalto começou. Ela disse estar perplexa com a violência crescente no Acre, decorrente do tráfico de droga.

- Nós, as autoridades, estamos vivendo muito fora da realidade do Acre. Recentemente, nos deparamos com o caso de uma mãe que entregou um bebê de sete meses ao traficante até que obtivesse o dinheiro necessário para pagamento de droga. Tivemos que tomar a criança do traficante - contou a chefe do Ministério Público.

Questionei se o MP deveria fazer o governo estadual acordar, expor a real, pensar com os pés no chão.

- Como chefe do MP fico constrangida de me deparar com o crescimento descontrolado da violência e do tráfico de drogas no Acre. Acho que podemos fazer mais e melhor. Se o Executivo não faz, nós temos que cobrar. Segurança pública é um direito fundamental que o MP tem que exigir. Agora eu não posso dizer que o MP não está fazendo nada.  Todo mundo fala, por exemplo, da questão da falta de casa de albergado e de colônia agrícola ou industrial  para os detentos dos regimes aberto e semi aberto, mas nós movemos uma ação civil pública exigindo essa providência do governo estadual há mais de um ano.  Também temos uma ação no sentido de que a polícia faça o cumprimento dos mandados de prisão que estão em aberto, pois o MP é o titular da ação penal - respondeu Patrícia Rego.

Na medida em que o governo do Acre não assume o problema, a situação piora a cada dia. O Acre é o melhor lugar do mundo para o tráfico de drogas.

Os assaltantes que invadiram a casa lotérica e fizeram clientes e funcionários reféns exigiram o afastamento dos profissionais da imprensa do local. No Acre, aprenderam com quem?

Leia mais sobre o assalto frustrado a uma casa lotérica no AC 24 Horas.

6 comentários:

Gregório Komatsu Lima disse...

Acho que deve se preocupar com o tráfico e não com sistema de apoio a condenado. O pensamento desse pessoal tá fora de ordem.

Dryelem Alves disse...

adorei o texto!

Pela Democracia disse...

Realmente amigo Altino,diferentemente do que lardeiam os que estão no poder, a mais 14 anos de que o Acre é o melhor lugar para se viver, temos que reconhecer que de fato o Acre é o melhor lugar para o tráfico de drogas..

joaomaci disse...

Interessante a confissão da procuradora. Mas ela tem de admitir que em meio às "autoridades", há algumas que escolhem estar distante da realidade, pois há uma certa promotora que faz algum tempo já demonstrou que sabe onde está pisando e não tem poupado duras e bem fundamentadas críticas aos governantes deste Estado, como por exemplo a respeito da mudança do horário. P or que será que as outras "autoridades" não fazem o mesmo?

Maga Lopes disse...

Excelente matéria, concordo, Acre é o melhor lugar do mundo para tráfico de drogas...
Fui dar palestra no presídio feminino, na semana passada, e fiquei sabendo que 95% das encarceradas estão presas por serem "mulas"... Já dá um retrato de como está o tráfico na cidade de Rio Branco...

Carlos Martel disse...

Caríssimos Altino e leitores,

É lastimável que tenhamos de conviver com cenas degradantes como essas em nossa "pequena Capital". Se de um lado, a violência e a criminalidade assustam até aos mais incrédulos e insanos, do outro nos deparamos cotidianamente com um staff governamental que acredita piamente que vivemos em países escandinavos. Se pretendem continuar no Poder, essas pessoas precisam acordar urgentemente antes que a população o faça, se é que já não o fez e espera-se penas pelo momento oportuno, ou seja, outubro de 2014.