segunda-feira, 20 de maio de 2013

Joaquim Barbosa antenado no Acre

Na semana passada, o ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal, perguntou durante uma sessão, em tom de brincadeira, se no Acre ainda se faz concurso público. Até parece que o ministro sabe que não está muito longe da verdade.

Virou moda no Acre criar zilhões de cargos comissionados e fazer processo seletivo simplificado para contratar provisórios e mantê-los todos no cabresto na hora da eleição. Vide a última lei da prefeitura de Rio Branco criando um trem de cargos comissionados.

Fim

É necessário mudar, embora os que lutam para a manter a situação digam sempre que a mudança será para pior. Mas democracia exige alternância de poder.

Ninguém consegue se eternizar no poder com a alegação de que no passado era pior.  No passado, presente ou futuro, fazer o melhor é um dever e não um favor. Quando alguém se nivela por baixo ou pelo que há de pior é o fim.

“Tudo o que é sólido se desmancha no ar.” Frase da obra Manifesto do Partido Comunista, de Karl Marx e Friedrich Engels, de 1848.  Ela sintetiza o entendimento sobre a dinâmica transformadora da vida e da sociedade.

Pela ação dos contrários existentes dentro de si mesmo, nada tende a permanecer como está.

Tudo se desgasta ao mesmo tempo que vai se transformando. As coisas, os homens e até os impérios mundiais chegam ao fim por meio desse processo.

Tudo tem o seu ciclo de vida: nasce, cresce e morre.

Assim também Marx e Engels divisaram o fim do capitalismo, não derrotado por outro modelo de sociedade, mas findado por ele próprio.

2 comentários:

Janio Pinheiro disse...

E a vida é assim, quem não lembra do PDS, MDB,ARENA,UDN UDR E OUTROS acabaram, quem não lembra da KAPITAL FORD, BONAL, ALCOLBRAS, LIVRARIA GOROTA, HOTEL RIO BRANCO, HOTEL CHUI ,E ASSIM sera com o PT e Deus há de me conceder vida pra que assista o fim destes larápios profissionais e se possível con os chefes príncipes e reis na cadeia que é o ligar de ladrão.

Anelena Carvalho disse...

O ministro tá antenado mesmo, adivinhão. Seria cômico se não fosse trágico.