quarta-feira, 3 de abril de 2013

SORTE GRANDE

Ser apadrinhado por empresário ou político na máquina pública do Acre é como acertar na loteria.

Apesar da falta de professores, um colega mantém dois contratos de professor na rede estadual de ensino. Salário bruto mensal: R$ 6 mil.

Na nova gestão, por causa de sua brava atuação durante a campanha eleitoral, foi cedido para a prefeitura de Rio Branco com ônus para o Estado.

Moral da história: não dá um dia de expediente como jornalista na prefeitura, mas pode se tornar presidente do Sindicato dos Jornalistas do Acre.

2 comentários:

Renaldo disse...

S.C.G esse é o cara, prof de História, que estava no DERACRE de Marcus Viana, e agora está a disposição na prefeitura, sendo bancado pela viúva vianista estatal, assim segue a humanidade eo revolucionários de ontem.

Carlos disse...

E esse é só um exemplo entre dezenas que agente conhece, eu conheço gente que faz faculdade fora e recebe CEC 5, sem nunca ter que trabalhar. E o povo pergunta:Porque vc não denuncia? Eu respondo: adianta alguma coisa? quem vai se ferrar sou eu e meus familiares que realmente TRABALHAM no governo.