sábado, 12 de janeiro de 2013

FOGO NO MORRO DO MARROSA

Acionados no final da tarde deste sábado (12) para atender chamado de morador do Morro do Marrosa, em Rio Branco, homens da Polícia Militar estacionaram a caminhonete numa rua do bairro.



Afastaram-se para atender a ocorrência, mas tiveram que interrompê-la porque o fogo tomou conta do carro. A PM suspeita que o incêndio foi criminoso. Dano ao patrimônio público.



O Morro do Marrosa é um tradicional ponto de venda de drogas da cidade, situado na lateral e fundos da sede da Secretaria de Educação do Estado do Acre.

José Afonso Cândido da Silva, o Marrosa, que comandava o tráfico no "morro", morreu durante uma operação da polícia, em dezembro de 1988. Era um dos bandidos mais temidos. Virou mito no "morro".

10 comentários:

@MarcelFla disse...

Marrosa foi aniquilado por outro mito, do lado dos bons, delegado Enoque!

Sobre o carro, é uma pena, vale ressaltar que o 3º batalhão responsável por esse bairro e outros tantos, é um dos menores se não o menor em contingente em Rio Branco, isso pra atender uma região problemática e muito populosa, uma desgraça maior só não ocorre por conta do profissionalismo e empenho dos PM's que lá atuam!

Isso é uma afronta não só a polícia como a toda sociedade, é um riso debochado da marginalidade, que age com total desprezo pelas leis e pelo estado democrático.

gilson renney disse...

IA JA TAVA PREVISTO PRA ACONTECER, COMO PODE TRABALHAR SÓ 2 PMS EM UMA VIATURA? SÓ FALTA AGORA OS COMANDANTES MANDAR 1 POLICIAL IR ATENDER A OCORRENCIA E O OUTRO FICAR CUIDANDO DA VIATURA! É SÓ O QUE FALTA!!! É PEDIR PRA MORRER PM!

O arroto disse...

Quando o estado se enfraquece, algum grupo tenta ocupar o espaço, e geralmente não é nada bom. Basrta pensar no exemplo dos morros cariocas. O Governo deveria fortalecer e apoiar a PM com equipamento, salários melhores, treinamento constante, e apoio irrestrito. Em SP, os policiais tem certeza do apoio do governo.

calango caniço disse...

"O tempo passa e as lições ficam."
Esse fato servirá como um histórico divisor de águas que servirá, em primeiro lugar, p/ alertar o q vai acontecer se continuarem trabalhando apenas 2 (dois) policiais em uma viatura. Em segundo lugar, para testar de que lado se encontra aquela que deveria lutar pelos interesses dos militares estaduais (AME/ACRE)mas há tempos nada faz ao q parece por ter se aliado ao governo por aceitar passivamente quaisquer decisões advindas do comando da PM que expressam nada mais do que a vontade do governador. Em terceiro lugar para provar o quanto o governo nos respeita e como finge que percebe a situações de risco que os PM's vem passando nos últimos meses. Em quarto lugar para estampar na "testa" de cada PM o quanto sua classe é desunida e como cada um se exime de contestar seus direitos por medo de represálias, refletindo tal postura no conjunto da classe. E, por fim, em quinto lugar, e não menos irônico, parece que será necessário morrer não somete um ou dois PM's mas um batalhão inteiro para que se possa ainda "começar a pensar" em uma atitude por parte do comando da PM que nada faz por seus irmãos de farda, mas pelo governo faz tudo que é possível e impossível.

Acrelândia Manchete disse...

tinha que tocar fogo era com os policiais dentro da viatura, esses porcos fardados

Victor Silva disse...

Ui, ui, ui, essa Acrelândia Manchete que dar uns bofetes, te orienta, enrustido.

@MarcelFla disse...

Ia até comentar o último comentário, mas, agora que vi que só podia ter vindo mesmo de Acrelândia!

Vou comentar mesmo assim, quem não gosta de polícia é bandido!

Kleison Albuquerque disse...

Altino
Ele morreu em 13 de dezembro de 1987. No dia da final da Copa União entre Flamengo e Internacional. Não esqueço porque neste dia, estava jogando bola no antigo Instituto de Educação Lourenço Filho (hoje Escola Eloísa Morão Marques) e vi as viaturas da policia passando. Quanto comentário do rapaz de Acrelândia, concordo com Marcel, e digo mais, deve ser problema conjugal, desses que colocam na cabeça do cidadão.

calango caniço disse...

Será que nada será feito relação a esse acontecimento (como sempre)? Em primeiro lugar, as RP's continuarão com dois policiais até que morram vários policiais? Em segundo lugar, a AME/Acre continuará de braços cruzados? Pois ao que parece, está de forma camuflada aliada ao governo. Em terceiro lugar, o comando da PM também nada fará? Sendo que isso é pouco aos olhos do alto escalão. Já não basta a indiferença aos últimos acontecimetos com policiais que trabalham na rua.
É...
não adanta dar murro em ponta de faca, mesmo!
Principalmente quando se vê nitidamente uma classe desunida, enfraquecida e desmotivada.

Unknown disse...

O Morro só eh ponto de droga porque eh um local totalmente esquecido por este governo corrupto. Quem mora lá sabe bem como é, mas quem não mora, pode ficar falando aí com suas inteligencias de escritório, pensando que sabem o que realmente acontece de fato. Se fossem policiais sérios duvido que alguem ia tacar fogo. Bandido x Bandido, melhor assim...