segunda-feira, 27 de agosto de 2012

MARINA E O "NOVO"


De Marina Silva ao ser entrevistada por Sonia Racy, do Estadão:

- O "novo" não pode ser uma questão puramente de estilo, de retórica, imagética, acústica. Ele se realiza na denúncia de algo que está estagnado. E está estagnada a forma de os fins justificarem os meios para ganhar uma eleição, das políticas de curto prazo para alongar o prazo dos políticos. Cada vez mais está surgindo um sujeito político com capacidade de autoria, que não vai se engajar em projetos de novidadismo. Não basta buscar uma forma com aparência do "novo" - é preciso ter conteúdo criativo, produtivo, transformador.

A declaração da ex-ministra, em resposta a uma pergunta sobre São Paulo, serve também para reflexão sobre o slogan "Vamos juntos fazer o novo", da Frente Popular do Acre para as eleições em Rio Branco.

Clique aqui para ler a entrevista completa.

2 comentários:

Victor Silva disse...

Prezado Altino, lendo esta sua postagem sobre Marina Silva e acabando de ver um video (http://www.youtube.com/watch?v=SKqL2K2ICm0) da inauguração de um comitê da frente popular em Rio Branco, no final do video há um discurso de um dos integrantes da frente muito interessante. Sugiro que veja o video e se possível uma matéria.
Link do video: http://www.youtube.com/watch?v=SKqL2K2ICm0

Abraços

Carlos disse...

Que bom seria que essa sensatez da Marina fizesse eco e ressoasse nas mentes e nos corações das pessoas, nos eleitores, porque se fosse esperar pelos candidatos seria impossível. Os eleitores seriam seletivos, iam descartar o que não presta e o que é realmente novo teria que surgir.