domingo, 7 de agosto de 2011

MATANÇA DE ÍNDIOS ISOLADOS

Funai suspeita que paramilitares peruanos fizeram “correrias” no Acre


Paramilitares peruanos que invadiram o território brasileiro, armados com fuzis e metralhadoras, na fronteira com o Acre, realizaram “correrias”, isto é, fizeram matança organizada de índios isolados, de acordo com o chefe da Coordenação Geral de Índios Isolados e de Recente Contato (CGIIRC) da Fundação Nacional do Índio (Funai), Carlos Travassos, que se encontra na base da Frente de Proteção Etnoambiental, no igarapé Xinane.

Cercado com outros quatro funcionários da Funai, Travassos enviou uma mensagem contando que a equipe localizou um novo acampamento usado pelos paramilitares peruanos. O coordenador da Frente de Proteção Etnoambiental, Artur Meirelles e os mateiros Chicão e Marreta encontram uma mala com cascas de cartuchos roubados da base da Funai.

- Pegaram a mala e trouxeram para cá. Dentro da mala estava um pedaço de flecha dos isolados. Esses caras fizeram correria de índios isolados, como estava suspeitando, temos agora uma prova cabal - relatou Carlos Travassos.

Leia mais no Blog da Amazônia.

2 comentários:

Eu disse...

Esse Brasil e uma vergonha!
Como e que invadem a fronteira e fazem correrias com os ULTIMOS INDIOS ISOLADOS DO MUNDO?
Aposto que se invadissem aquela porcaria que chamam de Governo em Brasilia ou a Regiao Sul / Sudeste, as providencias ja tinham sido tomadas.
Defesa Nacional = vergonha!
Povo = massa de manobra

Julio Pinto disse...

Isso não da voto!!!