quinta-feira, 10 de março de 2011

O MELHOR LUGAR É AQUI

O Acre em livro de luxo


Impresso em Brasília com dinheiro do contribuinte a pedido do governo do Acre, o livro "O melhor lugar é aqui", que enaltece os feitos da gestão do ex-governador Binho Marques (PT), mofa nos escaninhos do poder estadual.

A obra luxuosa ficou pronta no final de dezembro e por isso faltou tempo para que fosse realizada a devida solenidade de lançamento.

Binho Marques, que mudou para Brasília com a família e a pensão vitalícia de R$ de 24 mil, esteve no Acre sozinho durante o carnaval.

Como o livro se reporta ao governo dele, Marques não encontra ambiente para que seja lançado com apoio do atual governo.

4 comentários:

Antonio disse...

Perguntar não ofende. Se o melhor lugar do mundo é aqui, por que o autor do livro pegou sua família e foi morar fora tão logo terminou seu governo?

Odele Souza disse...

Temos aí mais um exemplo de político usando - e abusando - do dinheiro público. No Brasil isto só vai mudar quando o povo se der conta de que é preciso mais do que se indignar contra esses abutres que vivem às nossas custas. 24 mil em pensão vitalícia! Uma pensão dessas, é uma ofensa, uma afronta a tantos brasileiros que estudam anos a fio, que são competentes e ainda têm que "batalhar" emprego com uma remuneração minimante digna.

Enquanto isso, continuamos assintindo a "farra" das super pensões vitalícias.

E a presidenta, não pode mudar isso..?

Estou Sabendo disse...

Nunca mais se falou no assunto das pensões vitalicias, será que vão acabar no esquecimento da lei e não serão canceladas? se forem, certamente Binho Marques vai voltar para o melhor lugar do mundo pra se viver.

Fátima Almeida disse...

Sinceramente, isso soa muito estranho, afinal propaga-se que temos no Acre um governo da Frente Popular, há vários mandatos. Soa estranho o ex-governador elaborar e publicar livro referente somente ao seu proprio governo, afinal, não foi ele, por si só, que chegou ao poder. Não posso opinar muito porque não tive esse livro em mãos e nem pretendo tê-lo muito menos lê-lo porque a essa altura da minha vida já tenho meus autores favoritos.