quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

O ACRE E ACADEMIA

Encerra nesta quarta-feira (9) o prazo para apresentação de defesa concedido aos servidores ativos, inativos e pensionistas da Universidade Federal do Acre.

Despacho cautelar do TCU acusa irregularidade no pagamento dos valores de incorporação de quintos/décimos, URP (26,05%) e Plano Collor (84,32%).

A reitoria perdeu o controle da folha de pagamento da Ufac, que passou a ser gerenciada diretamente pelo Ministério da Educação após o escândalo.

Servidores ativos, inativos e pensionistas terão que devolver o dinheiro recebido indevidamente.

Alguns terão que devolver R$ 600 mil.

3 comentários:

xapuriense disse...

Não é bem isso não amigo Altino.

Verifique, se achar necessário, as informações corretas junto a Diretoria da ADUFAC e/ou SINTEST ou, ainda, com algum dos "notificados".

A Reitora também poderia ser consultada.

Seu leitor xapuriense Carlos Castelo

Maria disse...

Meu caro o TCU diz que a atual reitora forjou documentos, enquanto era vice, e com aval do reitor a época JONAS. O que o TCU ainda não percebeu é que a mairia das vantagens foram concedidas durante o período eleitoral da UFAC.

Maria disse...

É isso sim o TCU tem toda a documentação, e a MAIORIA dos QUINTOS foram concedidos no período pré-eleição da Olinda com o aval do cabo eleitoral JONAS. Além dos crime de se apropriar de recursos públicos, não caberia o enquadramento na legislação eleitoral? Agora, é certo que há algumas decisões judiciais que abrangem menos de 200 pessoas na ufac, e não entro nesse mérito, mas apenas dos quintos concedidos no segundo semestre de 2008 para mais de quinhentos eleitores.