quarta-feira, 11 de agosto de 2010

BAIXARIA DE POLÍTICO E JORNALISTA


Terminou em pancadaria, em Rio Branco (AC), a gravação de uma entrevista entre o candidato ao Senado João Correia (PMDB) e o jornalista Demóstenes Nascimento, apresentador da TV 5, afiliada à Rede Bandeirantes.

A entrevista, que seria exibida na noite de terça-feira (10), foi interrompida quando o candidato e o jornalista passaram a trocar insultos, palavrões, socos e pontapés no estúdio da emissora.

Ambos registraram queixa na polícia, compareceram ao Instituto Médico Legal para exames de corpo de delito e ameaçaram represálias jurídicas.

Correia e um grupo de aliados políticos, após as agressões, foram recebidos pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC), desembargador Arquilau Melo.

Ex-deputado federal e professor de economia da Universidade Federal do Acre, Correia levou a pior no embate. Sofreu escoriações (face, queixo e joelho direito) e lesão de tendão com desalinhamento de falange distal (dedo anular).

"Terei que ser submetido a tratamento conservador do dedo, mas o ortopedista não descarta a necessidade de tratamento cirúrgico", relatou o candidato pela coligação "Liberdade e Produzir para Empregar" (PSDB, PMDB, PPS, DEM, PMN, PSC, PT do B e PSL).

O jornalista Demóstenes Nascimento disse que ameaçou interromper a entrevista quando o candidato começou a gritar após ser questionado sobre a área de segurança pública. A partir disso, teria começado a troca de insultos, palavrões, socos e pontapés. O candidato contesta a versão do jornalista.

"Falei que o governo da Frente Popular do Acre fracassou e que as obras da BR-364, de Sena Madureira a Cruzeiro do Sul, eram usadas para a lavagem de dinheiro. O apresentador disse que sou envolvido no escândalo das Sanguessugas e que não tenho moral para falar contra o governo. Falei que ele é um lacaio, vendido. Ele pediu que a gravação fosse encerrada, tirou o paletó e o microfone e partiu para me agredir com murros e pontapés", relatou Correia.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Acre (Sinjac) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) distribuíram uma nota em que repudiam a "atitude covarde e agressiva" do candidato contra o jornalista.

"O jornalista foi agredido quando exercia seu trabalho de maneira isenta e honesta. É lamentável que profissionais de comunicação ainda sejam submetidos a episódios truculentos como esses no livre exercício da profissão", afirma a nota do Sinjac e Fenaj.

O diretório regional do PSDB também distribuiu uma nota de repúdio contra o jornalista que "agrediu verbal e fisicamente o candidato ao Senado da República" João Correia, durante a entrevista marcada com a autorização do TRE-AC.

"Esperamos que a gravação, na íntegra, seja entregue à Justiça para que possa ser apurada a verdade dos fatos e tomadas todas as providência cabíveis nesse caso, para que, realmente, a liberdade de expressão possa acontecer nessas eleições", assinala a nota do PSDB.

Veja mais no portal Terra.

24 comentários:

Cartunista Braga disse...

É pau, é pedra. Aja pleito!

Antonio disse...

Vejam a que ponto chegamos!!! Esperar por uma nota de repúdio do PSDB é normal. Políticos e partidos são realmente "o fim!" mas a nota do Sinjac foi de uma lástima lamentável e a gente vê o quando essa imprensa acriana está vendida, amordaçada, com requintes de hipocrisia e muita mediocridade.

A nota assinada pelo presidente do Sindicato dos Jornalistas, em defesa de D. Nascimento, dizia que o profissional executava sua função com isenção. Mas a isenção mesmo passa longe do trabalho do referido "jornalista". Aliás, esse rapaz é altamente tendencioso em seu trabalho. Não passa isenção e nem credibilidade.
O político também não. Onde já se viu o porco falar do mal lavado? João Correia é candidato Ficha Suja pelo esquema dos "sanguessugas" e sabe-se Deus lá mais em quantas tramóias ele esteve envolvido.

Agora, o fato foi lamentável. Esse telecacht pegou mal demais e gerou prejuízo pro "jornalista", pro "político" e para os candidatos do time dos Viana.
Eu, por meu lado, me convenço a cada dia que o VOTO NULO, 00, é a melhor opção

Andarilho disse...

Bom dia Altino!
Fato lastimavel, mas é o que ocorre quando se coloca um 'entrevistador mei-boca' para dirigir um entrevista dessas. Largar a lapela para partir para a agressão é no mínimo falta de preparo, falta de profissionalismo. Pra mim reporter meia-boca.
O candidato está aí acusado de envolvimento, mas até agora sua candidatura não foi impugnada. Mostra que não se comprovou a acusão, sendo assim, isento.
Agora, essa fala do candidato sobre o asfaltamento da BR, é de uma colocação impar.
Ou alguém prova o contrário sobre o gasto nessa estrada, que serviu para palanque de campanha.
As obras nessa estrada, pavimentação, é como alguns trabalhos feito nas ruas de rio branco, fazem num dia e no outro dia está lá o mesmo buraco, só que dessa vez maior e bonito, com tinta preta.

Fátima Almeida disse...

Penso que numa entrevista as perguntas devam ser conhecidas, previamente, pelos entrevistados, de maneira que estes decidem se vão comparecer ou não. O que não é possível é montar armadilhas para as pessoas, ainda mais para um candidato ao Senado que passou pela avaliação do Tribunal Eleitoral no ítem "ficha suja". O jornalista colocou sob suspeita o próprio Tribunal, afinal, se João Correia tem ficha suja porque sua candidatura não foi embargada? Ele, o jornalista, deve responder por isso, principalmente.E também a própria emissora. Se o professor João Correia tivesse se retirado, simplesmente, sem ir às vias dos fatos, jamais viria a público esse fato de que a emissora não é imparcial e parece estar a serviço do bloco que está no poder. Arquilau de Castro deveria dar uma suspensão á emissora. Não existem santos entre os políticos, santos só existem no Catolicismo, mas não posso discutir essa questão de voto nulo porque não sei quem é Antonio...que até já se referiu a mim sem que eu pudesse saber quem é. Quando Edson se dirige a mim, neste blog sei que é Edson Carneiro, amigo de uma vida inteira, mas Antonio..quem é? e de onde tirou essa intimidade comigo, no assunto Café do Teatro, de se dirigir a mim como quem está tangendo uma vaca?

_ disse...

Já tava na hora de uma entrevista interessante do Demóstenes.

_ disse...

Eu voto nulo, mas voto 24.

Valterlucio disse...

Lamentável sob todos os aspectos. Custa crer que teha sido o João Correia a iniciar a contenda, afinal ele estava ali para ganhar, para aaparecer, apra falar e ser assistido. Jamais poria em risco esta oportunidade. Seria bom que a entrevista fosse exibida sem cortes, pelo menos até o início do vale-tudo, para avaliarmos o comportamento de ambos em suas posições formais.

Márcio Chocorosqui disse...

Porrada! Porrada! Porrada!
Até que enfim, alguma coisa sincera na política acriana.

Antonio disse...

Olá Fátima.
Antonio é simplesmente Antonio.Um ser do bem e um cidadão assim como você. Ou melhor, não tão revanchista como você. Quanto a conhecer, sei que você não me conhece porque embora acreano, morei muito tempo fora mas agora estou de volta à minha terra. Terra que aliás, nunca deixei totalmente porque a internet me facilitava contato estreito com notícias e pessoas daqui.
Portanto, na paz, dear.

Luiz disse...

Isso é o que se pode dizer de uma jornalista que defende o governo com unhas e dentes.
Luiz Calixto

Juarez Nogueira disse...

Telecatch spaghetti: Youtube não perdoa.

abraxas disse...

eu não defendo o joão correia, mas a TV5, ao editar a matéria, deu margem para que se desconfie quem agrediu quem.

mostre o tape completo para que possamos julgar por conta própria

Isnande Barros disse...

Que coisa ridícula.
Acabei de ver as imagens na tv.
Abraço, Altino.
Isnande Barros.
Imperatriz-MA.
http://isnandebarros.blogspot.com

Paulo disse...

Sou PT e não abro mão desse direito. Não gosto desse senhor João Correia. Não tenho nada contra ele, pessoa, meu sentimento vem por sua vida política. Mas a verdade deve ser dita e os verdadeiros profissionais preservados. Esse rapaz, que não sei como, leva o título de jornalista (Demóstenes), é um completo incapaz profissional. Acima o chamaram de mai-boca, porém eu acho que nem meia ele tem. Não sabe falar, nem escrever, nem expressar-se e muito menos desenvolver uma análise propría sobre QUALQUER coisa, quanto mais ´sobre política. É lamentável que esses profissionaizinhos de coisa nenhuma ainda nos assombrem pela tela da TV. Um grande abraço Altino,você sim, um grande jornalista. Paulo Castelli do ACRE.

Jean Freire disse...

Altino,
É lastimável a cena protagonizada por esses dois pais de família. O que leva dois cidadãos, "educados", figuras públicas de nossa terra a esmurrarem-se frente às câmeras de TV?
Há quem diga que a agressão é o sinônimo da falta de argumentos. Acredito também que faltou lucidez aos dois. Não quero fazer juízo de valor de quem está certo ou errado; mas que a cena é ridícula é!

carol disse...

gente, uma coisa é certa: maldade e burrice não combinam. pra fazer um ato de maldade eficiente e sair numa boa, é fundamental ser inteligente. um mau caráter burro sempre acaba atirando no próprio pé! esse é o único comentário que faço antes de ver a gravação da briga na íntegra. ao contrário do jornalismo acreano, tenho o bom senso de não publicar notas de repúdio antes disso.
carol freitas.

xapuriense disse...

Carol disse tudo.

Carlos Castelo

kasame_77 disse...

Demostenes é o fim.
O sindicato dos jornalistas deveria pedir desculpa ao João Correia por ter sido vítima de uma armadilha.
Mas é bom isso acontecer, fica claro que a imprensa está amordaçada.
Só presta quem é da situação.Isso é democracia??
Nem ia vorta no João Correa...mas agora virei fã.

Marcel Marques disse...

Luis Carlos em sua coluna diária de A Gazeta comentou hoje (12/08) com perfeição o fato ocorrido.

http://www.agazetadoacre.com/index.php?option=com_content&view=category&layout=blog&id=43&Itemid=94

Faço das palavras do Sr. Luis as minhas.

lzomatos disse...

Tirei 3 conclusões depois disso tudo:

1) Decidi meu voto: João Correia na cabeça, em 2010.

2) "funcionário do governo" foi fe-no-me-nal.

3) O termo "definir:lacaio" ultrapassou todas as estatísticas do Google.

Saudações verdes.

Webdicas disse...

Tsc, tsc, tsc e ainda vetam a lei que torna obrigatório o diploma de jornalismo. Esta aí o resultado... gentinha.

silene.farias disse...

O tape tapa tão Acre!

Achei que era uma briga de meninos de oito a dez anos, quando apurei a vista,vi joão com os punhos fechados,aí pensei que era mais uma das suas
brincadeiras,mas que nada, o papo é sério,barbaridade!

Walquíria Raizer disse...

E não é que o pessoal aqui do errejota, veio me contar o ocorrido no Acre?!
Marrapaiz!!

Willian André disse...

Faço parte da Frente Popular, fiquei muito triste com o que o Demóstenes fez, quero dizer que nós da Frente Popular repudiamos a atitude desse jornalísta despreparado. Não podemos aceitar a intimidação de nenhuma das partes, vamos aceitar a democracia, o direito de falar o que quisermos.