quinta-feira, 26 de novembro de 2009

DESMATAMENTO NA AMAZÔNIA

Acre contribui para a tendência de crescimento da devastação

O Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD), da organização não governamental Instituto do Homem e do Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), registrou 194 km² de desmatamento na Amazônia em outubro.


Os dados divulgados nesta quinta-feira, 26, mostram que a devastação acumulada de agosto a outubro foi de 682 km², 30% maior do que no mesmo período do ano passado (agosto a outubro), quando a soma foi de 525 km².

O desmatamento ocorreu em maior proporção nos Estados do Pará (45%), Mato Grosso (22%) e Rondônia (13%), e menor proporção, no Amazonas (9%), Roraima (6%), Amapá (3%) e Acre (2%).

A evolução do desmatamento entre os Estados da Amazônia Legal mostra que no Acre houve um salto no desmatamento - de 9 km² (agosto a outubro de 2008 ) para 24 km² (agosto a outubro de 2009), o que representa uma variação de 182%, abaixo apenas da variação de Roraima (209%).

Na comparação com outubro de 2008, quando o levantamento do Imazon registrou 102 km² de derrubada, houve aumento de 90%. No período, 13% do território estavam cobertos por nuvens e os satélites conseguiram observar 87% da área.

O Pará foi responsável por 87 km² de desmate (45% do total registrado em outubro), Mato Grosso derrubou 43 km² (22%), seguido por Rondônia, com 25 quilômetros a menos de florestas no período (13% do desmate do mês).

Clique aqui e leia detalhes dos dados do Imazon.

8 comentários:

Willyan Sales disse...

Altino diz aí.. que achas da proibição do consumo de bebidas alcoolicas no "show Ch&X - 106 anos"?
Will Sales

ALTINO MACHADO disse...

O que eu tenho a ver com isso? O que isso tem a ver com desmatamento, que é o tema do post? Recomendo que consulte os distribuidores de bebidas.

dyonatar disse...

kkkk... o senhor seu 01, o senhor é um fanfarrão!!!

Anônimo disse...

Ironia ou sacanagem pura!

Cem anos atrás ninguém se preocupou comigo, desmataram o que tinham. São Paulo, Minas gerais, Goiás, os dois Mato Grosso. Tudo virou estados produtivos: Agrícola, pecuária e combustível, tudo isso para atender as demandas ou o consumo que se faz necessário. Agora querem que eu pense na geração daqui Cem anos! O Mundo acabou com o que tinham em termos de preservação, agora seus olhos estão apontados para a Amazônia como se fosse culpado por tudo. Fazem estratégia, planos, vivem estudando uma boa forma para que no futuro todos possam ter melhor ecossistema, mas não apontam solução imediata para os pequenos produtores rurais, ribeirinhos, colonos e os extrativistas possam preservar e viver dignamente. Só ouço dizer que é proibido, cadê as alternativas ou a contra proposta?

San disse...

Querido amigo! quer dizer q o ar está cinza e o kikos-políticos ainda continuam brincando de provocar a tempestade, e quando vem a chuva - eles dizem; droga... correm que a chuva esta molhando. Num pais que a lei permite a prisão de um curió-passáro. testam a brincadeirinhas de mau-logro.

Seriedade na caneta amigos da frente social.

beijos e boas brisas nos ombros.

San.

Francisco Dias disse...

Willyan Canabrava Sales, isso que dá não puder desmatar, onde é que vão prantar cana pra nossa pinga, tô contigo cumpanheiro e tem gente grande cum nóis.hahahahahaha

Maurício Tuffani disse...

Altino, o link do Imazon está quebrado. Abraço.

ALTINO MACHADO disse...

Valeu, Tuffani. Está corrigido.