quarta-feira, 10 de setembro de 2008

NATEX PODERÁ VENDER CAMISINHAS

Nossa imprensa mais uma vez tratou com ufanismo a Natex -fábrica estatal de preservativos masculinos de Xapuri- pelo fato da mesma ter obtido a certificação ISO 9001:2000.

Intencionalmente ou não, a imprensa não informou que a fábrica ainda não produz em escala comercial. A certificação foi exigência da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, para que possa fazer o registro de liberação comercial do produto.


Para quem sabe que a Natex ainda não produz em escala comercial, a maneira como a certificação foi divulgada fez parecer que o governo estadual estava tapeando a opinião pública.

- O nosso grande desafio agora é entregar um lote de 100 milhões de camisinhas ao Ministério da Saúde e baixar custos para tornar a Natex realmente competitiva no mercado - afirmou Fábio Vaz de Lima, secretário Extraordinário de Gestão Governamental do Acre.

5 comentários:

xapuriense disse...

A fábrica foi certificada ou recebeu uma recomendação para certificação pela empresa que realizou a auditoria? Não ficou claro nas reportagens da midia local.

ALTINO MACHADO disse...

Xapuriense, agora você nos pegou pesado. A reportagem do Página 20, assinada por uma repórter da Agência de Notícias do Governo do Acre, atribui a Sérgio Augusto Xaiver, da BSI Management System, a seguinte declaração:

“A ISO 9001:2000 significa reconhecimento internacional do sistema de gestão de qualidade e é necessária para a exportação. A auditoria durou oito dias e verificamos a parte documental da empresa e a conformidade prática. A Natex tem tecnologia de ponta em absolutamente todas as etapas do procedimento para a fabricação de preservativos a partir de látex de seringueiras nativas. Ela não só atendeu aos requisitos, mas atendeu com excelência. É um desafio muito grande"

Achei esquisito que a auditoria tenha durado apenas oito dias, mas tudo bem. Deve ser um procedimento correto mesmo.

Eu desconfio sempre das versões oficiais da imprensa.

Hercules disse...

Independente de ser estatal ou não, espero que eles potencializem a produção e realmente baixem o custo fazendo com que as camisinhas sejam comercialmente estratégicas e caiam na graça do consumidor.
Como eu sonho em ver um empreendimento deste porte a todo vapor ganhando o mercado, aqui em nosso Estado.

xapuriense disse...

Altino,

Como todo bom xapuriense, desejo todo sucesso para a NATEX. Entretanto,vale informar as leitores de seu blog que um pequeno erro foi cometido pelos jornais que divulgaram a certificação da mesma.

No Acre, várias empresas, inclusive indústriais, já possuem certificação ISO. Portanto, a NATEX não é a 1ª como informado nas reportagens. Exemplos (sem citar nomes para não fazer marketing): uma Indústria de Artefatos de Concreto, uma empresa engarrafadora de GLP, empresas de bebidas e empresas de Construção Civil.

Algumas empresas do 3º setor também possuem certificação ISO, como também, laboratórios de análise clinicas.

xapuriense disse...

Altino,

Como todo bom xapuriense, desejo todo sucesso para a NATEX. Entretanto,vale informar as leitores de seu blog que um pequeno erro foi cometido pelos jornais que divulgaram a certificação da mesma.

No Acre, várias empresas, inclusive indústriais, já possuem certificação ISO. Portanto, a NATEX não é a 1ª como informado nas reportagens. Exemplos (sem citar nomes para não fazer marketing): uma Indústria de Artefatos de Concreto, uma empresa engarrafadora de GLP, empresas de bebidas e empresas de Construção Civil.

Algumas empresas do 3º setor também possuem certificação ISO, como também, laboratórios de análise clinicas.