terça-feira, 19 de junho de 2007

SAIA JUSTA DO SIBÁ


Não seria surpresa caso os coronéis da política brasileira estivessem a apoiar agora o indefensával Renan Calheiros. Mas Sibá Machado poderia poupar o Acre e os eleitores de Marina Silva da vergonha nacional decorrente da conduta dele no Conselho de Ética do Senado. Ele está que nem cachorro que caiu do caminhão de mudança.

12 comentários:

Anônimo disse...

O Sibá é uma fraude. É o símbolo máximo das aberrações do sistema eleitoral brasileiro que eleva à condição de senador um pateta, sem que este pateta não tenha recebido um voto sequer.
Semana passada, quando li na Veja que ele "faz" um curso de mestrado na Ufac, mas não vai às aulas, achei que era o máximo da picaretagem. Mas o papelão que ele faz no Conselho de Ética é pior. Intelectualmente fraco, ele tem protagonizado as cenas mais grosseiras do parlamento. Incapaz de conduzir as reuniões, tem que ter instruções ao pé do ouvido.
Acho que a única coisa boa da saída da Marina do MMA seria a sua volta para o Senado. E, enfim, o Sibá longe do que o povo jamais lhe deu.

Edinei Muniz disse...

Sibá NUNCA MAIS. Ele está pagando por querer ser importante sem ter o menor talento para tal. Reagir não pode mais. Começo a sentir a vergonha que o Sibá não consegue sentir. É a síndrome do pau mandado. Volta logo Marina, antes que o Sibá de deixe em maus lençóis.

Anônimo disse...

Esse sujeito é uma vergonha. Constrangedor.

Anônimo disse...

A excelência dos cargos

Como fui acostumada a respeitar os mais velhos, os professores, os governadores e até os ditadores, nunca passei (nem hei de passar) a mão na bunda de ninguém. Pode ser um moleque, um despreparado, um enjeitado, o que for, para mim será tratado como superior. Mesmo que tenha sido guindado a cargos, ou pelo voto direto, ou pelo zero voto, autoridade é autoridade.
Pensem comigo: vai que todo mundo, de uma hora para outra, resolva achincalhar os poderes constituídos e as excelências?
Está na hora de fazer isso? É passada a hora?
Como gente de língua solta, intempestivos, qual a primeira reação que teríamos diante do péssimo comportamento de Sibá? Jogar bosta? Pode até ser.
Peraí: o Clô, a bicha (no pior sentido da palavra)louca que abalou Brasília, teve uma votação inacreditável, chamou a feia de feia, infartou e vai voltar. O Renam, que chama a gravidez da mulher com quem copulou de martírio e a criança que nasceu de suplício, é presidente da casa maior.
Minha opínião é: o Sibá é um vaidoso -inocente - inútil - e senador da República, infelizmente. Ele jamais me envergonhará. Há de prestar contas aos seus filhos e aos seus eleitores inexistentes.
Peraí: jogo bosta no Sibá, desde que todos joguemos bosta em mais gente.
E eles merecem.
Prefiro querer encontrar gente que preze a excelência dos cargos e mereça, ao invés de bosta, o nosso mais profundo respeito.
Tá difícil, mas é possível. E preciso.
Leila Jalul

Anônimo disse...

Mim permita caro Altino
O Sibá acha que está no Acre que manda em quase todo mundo do PT, nos municípios então nem se fala os presidentes do PT nos municipais ninguém começa uma reunião sem ele te chegado e quem e doido de descorda e falar o que pensa? São poucos.
Ainda fica puxando o saco de Calheiros deixa a justiça julgar e fica calado por favor Sibá.

Companheira Marina ta na hora de se nosso orgulho no senado novamente antes que o Sibá estrague tudo.

Edinei Muniz disse...

O pior é que o pestismo do Acre é uma fábrica de Sibás. Quanta autoridade já foi vista por aqui fazendo o mesmo papel para defender a corrupção floresteira. O PT é burro e uma fábrica de burros, do tipo do senador que não tem votos. Esse neguinho é tipo advogado ruim, acha que paletó e óculos escuro são sinônimos de inteligência. E ainda tem gente que critica o pobre do geraldinho que saiu da Frente exatamente quando tentaram fazê-lo ocupar o cargo que hoje é do Sibá. Ou seja, coveiro de defuntos que ninguém tem coragem de enterrar.

Saudades do Acre disse...

O senador, intelectualmente frágil, foi vítima de um fatal erro de cálculo. Previu, inocentemente, a possibilidade de uma projeção política nacional mais efetiva ao aceitar apitar esse jogo delicado e para o qual foi convocado, por razões óbvias, pelas velhas raposas. Parece que vai dar zebra. O Epitácio Cafeteira, relator, espertamente antecipou sua saída de campo. E agora, Sibá?

Anônimo disse...

Conheço o Sibá desde que chegou ao Acre. É espertíssimo. E daí que não tem votos? E daí que não vai se eleger nada? E daí que é suplente? E daí? Reputação pra quê? Está fazendo o serviço sujo exatamente por isso. Não tem o que perder. Só a ganhar. A eterna solidariedade do Renam. O eterno prestígio com o PT - cumpriu a missão. Se até o Delúbio arrisca ser canonizado e o Zé Dirceu anda faceiro por aí... Sibá tá cagando e andando apra os eleitores do Acre exatamente porque ele não os tem, sacou?

Ana disse...

o Sibá é nossa Geni. Se fosse "apedrejado" tomaria vergonha na cara. Pena que o acreano ainda não aprendeu o valor descomunal de uma sonora vaia, de ovadas e uma infinidade ações que podem não machucar fisicamente, mas atacam o ego e, no caso desta besta que hoje nos mata de vergonha, poderia até render uma nota nos telejornais nacionais...

Anônimo disse...

A admirável leila ao mesmo tempo em que condena as agreções para com as atidudes vergonhosas de nosso belo suplente, refere-se ao nosso lindo deputado como bicha no pior sentido da palavra; não entendi.Um abraço: Rô Luiz

Anônimo disse...

Edinei, cuidado, pois só podemos usar esta palavra (neguinho)quando o fazemos carinhosamente. Um abraço Rô Luiz

Anônimo disse...

Rô, eu nunca hei de definir ninguém. Cada pessoa é pessoa. Quem se definiu como bicha louca foi o próprio Clodovil. O Clô sempre falou que ama as mulheres. E eu te digo agora: eu amo gente. É melhor assim.
Leila Jalul