sábado, 5 de setembro de 2015

Dia da Amazônia

Na terra que serviu como berço do movimento socioambental, esta é a "cascata" que lança no Rio Acre, in natura, o esgoto do pomposo Parque da Maternidade, no centro de Rio Branco. Aí ficam falando em pagamentos ou compensações por meio da venda de créditos de carbono e outras mumunhas, enquanto o fosso da realidade se torna mais sujo e profundo.

3 comentários:

Carlos Floresta disse...

Genial é o cara que constrói um esgotão desses a céu aberto e ainda incentivam, autorizam e mantêm abertos restaurantes e lanchonetes às margens desse canal fecal...
Deve ser motivo de anedota política em algum lugar desse país...
Penso que seja lá pelo Senado Federal...

Luiz Matos disse...

Duas perguntas: Hoje passei e vi máquinas/tratores/caminhões trabalhando em frente ao atual INTO-ACRE e "papudinha". Não tínhamos ali, há pouco tempo atrás, um belo lago/açude? Esse também entra para a conta do "desenvolvimento sustentável"? Quase como por coincidência, o mesmo "sangrou" tal como o "pinicão" que está lá para contar a estória. #TãoAcre

João Nicácio disse...

Altino, lembro como se fosse hoje...Colocaram a maquete imensa das obras do Canal lá no Colégio Batista. Olhei, olhei e não vi nenhuma Est.Trat.Esgoto. Indaguei do responsável pela demonstração (não vou citar nome) e ele me afiançou que seria uma "segunda etapa da obra".
E, na bucha, lhe respondi: "Se bem conheço a Acre - e olhe que nasci e me criei aqui - vai sair esta segunda fase no dia de São Nunca".
Alguém, certa vez, disse que "O tempo é o senhor da razão". E é mesmo.
Parabéns pelo teu trabalho.